Coluna do Fajopa – Sem Inspiração

2
65

Hoje a coluna está saindo bem mais tarde por uma profunda falta de inspiração. Chego em casa depois de um dia difícil, muita chuva, ventania e várias áreas da cidade destruídas. Saio do trabalho às 17h40 e chego em casa às 21 horas, ou seja, perdi 3 horas e 20 minutos no trânsito, apesar que ouvi o Estádio 97 o que sempre é algo muito divertido e ouvi mais uma vez o meu pen drive que traz os maiores sucessos do “Boss”, Bruce Springsteen, cujas centenas ou milhares de músicas vou baixando a cada semana. E sempre vou descobrindo novas preciosidades desse músico espetacular e sua banda fantástica.

Enquanto estou parado em mais um farol, em mais um engarrafamento, penso no jogo de quarta e já sinto a tensão. Mudo de pensamento, mas do nada vem a lembrança das eliminações para clubes brasileiros e mais uma vez tento abstrair, penso na vitória de ontem, na molecada guerreira que ao lado de Lugano incorporaram seu espírito. O velho Lugano que assustou um pouco quando entrou sem ritmo de jogo na quarta, fez talvez sua melhor partida ontem, antecipando muitas jogadas.

Enquanto escrevo essas linhas estou ouvindo as baboseiras do Linha de Passe da ESPN. Depois de mais uma piada besta de Juca Kfoury sobre escoteiros, Mauro Cezar Pereira, outro chato, traz a informação que o Manual do Escoteiro Mirim será novamente relançado. Isso me faz lembrar que a minha coleção do Manual, dos tempos do Círculo do Livro, continua na velha estante na casa de meus pais em Sorocaba. Informação besta, mas estou aqui esperando eles comentarem sobre o jogo de quarta, já sabendo que todos eles vão apostar no Galo mineiro. Talvez o Juca faça suas famosas ironias e aposte no São Paulo, mas só para nos irritar. Mauro Cezar Pereira sequer vai comentar que Lugano foi bem ontem, com certeza vai menosprezar a atuação se alguém citar isso.

Para variar o time de comentaristas já começa menosprezando o Brasileiro que acabou de começar. Lembram da CBF, da FIFA malandra e já morrem de saudades dos campeonatos europeus, principalmente o inglês. Mas do jeito que a ESPN vai perdendo eventos futebolísticos, será engraçado o dia que eles estiverem transmitindo o chinês e o grego apenas. Até agora não ouvi citarem a política nacional, mas daqui a pouco o Trajano e o Juca irão lembrar com saudades de Dilma.

Às 21h56 começa uma chuva torrencial aqui na Zona Leste, bairro Burgo Paulista. Para quem não conhece, estou a 5 minutos de carro do estádio do Corinthians, que acho feio demais em sua arquitetura, mas que ficou cercado de avenidas bem largas, ótimos acessos, linha de metrô e trem. E que eles se virem para pagar esse estádio, dizem pela milionésima vez que os tais naming rights vão sair. Aguardemos para ver se é mais uma fanfarronice de Andrés Sanchez. Torço muito para que seja…

A chuva faz a minha TV travar exatamente na hora que o Trajano falava. Ela volta 3 minutos depois com Léo Bertozzi, que é atleticano e talvez seja o cara mais equilibrado dessa mesa. Agora eles estão comentando sobre o jogo de quarta e para minha surpresa estão respeitando o São Paulo, não estão cravando o Atlético com a certeza que eu esperava. De novo o assunto escotismo volta para a mesa, o que só demonstra que a primeira rodada do brasileiro deve ter sido chata mesmo. Vi os gols e que coisa fantástica o Grafite, dois belos gols e dois títulos recentes. Gosto muito do Santa Cruz, acho uma daquelas equipes que fazem muito bem ao futebol brasileiro, já que tem um estádio grande, uma torcida fanática e cores lindas, sediado em uma capital em que dizem que a torcida Tricolor domina entre os times que não são de lá.

Alguns vão lembrar do Grafite salvando o Corinthians, mas eu lembro o Grafite que foi importantíssimo em 2004 e 2005, até mesmo quando se contundiu, pois sua contusão que fez com que o São Paulo investisse em Amoroso. Assim é o futebol…

Depois de tanta enrolação e besteiras em uma dia sem inspiração, devo dizer que meu feeling para quarta-feira é uma classificação com um empate. Aposto em 1 a 1 e já lembro que essa ansiedade até o jogo de quarta deve aumentar demais amanhã. Na quarta alcançará um nível que há muito tempo não alcança, mas algo me diz que depois de sofrermos tanto nos últimos anos, talvez essa equipe comandada por Bauza esteja escrevendo uma página diferente.

Não sei como vocês chegaram aqui depois de tantas besteiras escritas. Peço desculpas por esse texto e pela minha ausência nos comentários das minhas colunas, pois as últimas semanas estão sendo bem corridas e ando bem ausente da internet, que sempre foi um espaço em que estive presente desde 1999. Espero que semana que vem eu possa trazer uma coluna mais inspirada e com algumas lembranças interessantes das semifinais que disputamos na Libertadores.

Que nessa quarta seja o São Paulo que esteja inspirado!

Fábio José Paulo (FAJOPA) é economista, tem 41 anos, passou por São Paulo Mania, Site Proibido e SPNET (de 2003 à 2006), é pai da Thaís e escreve nesses espaços todos as segundas-feiras.

[email protected]

https://www.facebook.com/fabio.j.paulo.3

Comentários

comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Estranho seria se os bons comentaristas da ESPN falassem maravilhas de um time que não ganha nada há anos.

    Que não ganhou uma partida sequer fora de casa, na Libertadores.

    O Juca Kfouri falava maravilhas do São Paulo de Telê. Quando merece, ele fala. Esse time tem que se dar o respeito, pra ser respeitado. Os torcedores, por acompanharem o dia a dia, já notam o São Paulo mais consistente.

    Justamente por não fazer parte do Oligopólio do futebol a ESPN é justamente quem produz os melhores comentários sobre futebol, e não tem comentaristas falando de mesmice e tampouco o óbvio.

    Nem fazendo palhaçadinhas como aqueles comediantes chamados Renata Fan e Denilson, por exemplo.

    A chuva deve ser culpa da Dilma também, o que não é culpa dela é um governo interino de seis meses assinar uma Medida Provisória criando outra modalidade de licitação pra privatizar o Estado ainda mais.

    Excelente a posição política tanto de Juca Kfouri quanto de José Trajano, pra complementar.

    • Não fique magoado, se a velha ESPN não é a mesma de outrora, se ainda estou assistindo é pq ainda é onde se tem os melhores comentários. O que não significa que eu não possa criticar.

      Quanto a vender tudo, privatizar, do alto de minha experiência trabalhando como terceirizado na Petrobras entre 2006 e 2009, se realmente o Temer fizer isso, que ótimo.

      Estava na hora…