Segundas Tricolores – Nunca Estivemos Tão Perto        

1
170

Antes de qualquer coisa, para quem costuma ler minhas colunas, eu assumo meu erro ao defender o retorno do Ricardo Gomes. Acreditava que, pelo aproveitamento que teve em sua primeira passagem, quase conquistando outro brasileiro para a nossa equipe, que ele poderia fazer um bom trabalho e nos levar, ao menos, para a Libertadores. Que engano!

Com um time patético, sem variação de jogo, sem jogadas ensaiadas, sem treinos de fundamentos e com um azar ABSURDO, nós chegamos à beira do abismo. Um empurrão e cairemos. Entrar na zona de rebaixamento faltando 7 jogos é pedir para ser rebaixado.

Praticamente todos os rivais que disputam a permanência na série A venceram e, para o jogo de hoje contra o forte Fluminense, só resta pontuar. Não importa se um ou três pontos, precisamos pontuar. Ouso dizer que, para esse elenco vagabundo, a vitória é uma obrigação.

RicardoGomes_003_crop_galeria

Se, por um MILAGRE, ganharmos hoje, saltaremos bem na tabela e poderemos emendar duas vitórias, afinal, a promessa é de estádio lotado contra a Ponte na outra rodada. Seria o começo da salvação, afinal, com 42 pontos, estaríamos bem perto de nos livrarmos da temida zona da degola.

Resta a nós, humildes torcedores, rezar muito e ajudar no que der para essa vitória aparecer e nos salvar. Por outro lado, se estamos em um momento de torcida por um time fraco, fico chateado em ver no que transformaram o São Paulo Futebol Clube. Depois de anos conquistando tudo que era possível, estamos limitados a sonhar com a permanência na primeira divisão enquanto os 3 rivais do estado vão para a Libertadores.

Enfim…

Que São Paulo nos proteja hoje.

É isso!

Contato?

@Abroliveira ou [email protected]

Abrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, dono da @spinfoco, são-paulino e tem o sonho de cobrir um mundial de clubes com o clube do coração. 

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários