Além das 4 linhas – Rogério e Zidane

1
459

Em minha modesta opinião, e sem querer levantar polêmica, vou comparar o caminho que fizeram estes dois ótimos jogadores antes de tornarem-se treinadores.

Zidane, antes de ser efetivado como treinador do time principal do Real Madrid, foi auxiliar técnico de ninguém menos do que Carlo Ancelotti, no mesmo Real Madrid, quando ganharam a copa dos campeões. Depois disso, foi treinar o time B do clube espanhol por 18 meses antes de ser efetivado como treinador de um dos maiores clubes da Europa.

Rogério também foi um grande jogador e foi treinado por profissionais de alto quilate, mas nunca foi treinador na vida, nem auxiliar. Grandes treinadores que foram jogadores, que são pouquíssimos, sempre deixaram claro que sair da condição de comandado e passar para a função de comando é muito difícil, pois são coisas muito diferentes, na verdade opostas, apesar de estarem no mesmo ambiente.

Rogério foi passar uns dias com Tite na seleção, passou outros dias com Osório no México, passou mais uns dias com o Sampaoli na Espanha e fez um curso para treinador na Inglaterra. Foi bom para ver de perto o que alguns grandes treinadores fazem no primeiro mundo do futebol de hoje. Mas não é a tal experiência que toda empresa pede para contratar um profissional para uma posição importante.

Por outro lado eu nunca vou duvidar da capacidade deste que é o atleta com mais conquistas na história do SPFC, tendo também no currículo como jogador a marca de maior goleiro artilheiro da historia do futebol mundial, sendo que marcou em faltas quase o mesmo que batendo pênalti, o que não é pouco, pelo contrário, é muita coisa.

Mas o SPFC é gigante, ser treinador de futebol é para poucos, o momento do clube é ruim, a torcida anda impaciente com os 4 anos sem títulos, a política interna é de gente pequena e o nosso futebol já não pode mais pagar para ter bons jogadores por aqui. Desafio para quem gosta de grandes desafios e o cara gosta disso, mas…não tem experiência.

Eu, caso pudesse decidir, faria como o Real, investiria num grande treinador e colocaria RC como seu auxiliar por 2 anos. Depois disso, caso tenha condições de ser treinador, eu daria outros 25 anos para RC como nosso treinador.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes

carlito150x150

Carlito é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO