Miopia Tricolor – São Paulo virou sorvete…

1
1663

Acabou de vez a paciência da torcida com o time do São Paulo. E com razão: o time não tem a mínima consistência pra se manter durante uma partida.

O técnico Ricardo Gomes até mostra, nos 10 ou 15 minutos iniciais, algum trabalho tático. Mas isso começa a se desmanchar no decorrer do jogo. E o pior: o time não consegue se auto consertar. Passa o restante do jogo esperando alguma obra do acaso pra empatar ou vencer uma partida.

O time em campo me lembra um sorvete casquinha de baunilha: no começo está pomposo, garboso e atrativo. Mas com 15 minutos começa a derreter. Os jogadores de meio campo começam a se perder (em alguns momentos você não detecta aonde estavam os volantes de marcação), a zaga começa ficar estabalhoada (comete erros juvenis), o goleiro entra em parafuso (ao ponto do adversário ser incitado a chutar do meio da rua) e o ataque começa a concluir as jogadas como se não soubesse em que lado está o gol adversário. Ou seja, o time começa empolgante mas vai se derretendo com o passar dos minutos.

Já usei aqui um exemplo do Wolverine com garras de plástico. Luta mas agride ninguém. Mas isso servia mais para o ataque do time. Aí meteram 4 gols no Corinthians pra derrubar a minha teoria.

 Agora, olhando o time todo, me passa a impressão do time sorvete de casquinha. Com 15 minutos, você tem a impressão que vai ser aquela vitória. Contra o Grêmio e Chapecoense foi assim. Começou dominando, criando chances, pressionando taticamente, etc. Com 15 minutos, tudo foi derretendo e o time se perdendo aos poucos.

 O detalhe é que o time se perde de tal maneira, no decorrer do jogo, que chega ali pelos 20 minutos do segundo tempo, o comentarista (é o meu caso) quase não consegue identificar o balaio de gatos em que o time se transforma. Fica parecendo um bando em campo. Lembra muito o futebol japonês dos anos 90: aonde a bola estava, um monte de gente correndo atrás.

 Veja o caso dos laterais: constantemente vemos Mena e Buffarini tomando cartões porque estavam cobrindo os volantes na entrada da área. Gente, deveria ser o contrário: volantes cobrindo os laterais. Mas o time vai se derretendo de tal maneira que vira um amontoado de gente correndo atrás do adversário. E o que é pior: quando pega a bola, o time está tão cansado de correr que quase não rende nada no segundo tempo.

 E aí eu aproveito pra dizer que também já derreteram as chances de Robson, Jean Carlos, Daniel e Gilberto. Se a intenção era observar essa turma, olha, Ricardo Gomes deve ter ficado muito preocupado: contra a Chapecoense tiveram dificuldades em acertar um cruzamento no segundo tempo.

 Estou cansado de ver esse sorvete derreter em todos os jogos. Ao ponto de, no meu twitter @RICARDOLEITE01, eu ter dito ainda no primeiro tempo que o cenário era o mesmo: dominamos, perdemos chances mas daqui a pouco vamos tomar 1 ou 2 gols e perder o jogo de novo. Não deu outra.

 E vou fazer um pedido para alguns torcedores: parem de ficar pedindo chance pra alguns destes nomes alegando que eles quase não são utilizados. Tem gente aí que entra quase todo santo jogo. Não muda nada, não faz nada, não provoca qualquer coisa nova no jogo. Mas se ficarmos com esse papo que “coitadinho” do fulano que não teve mais tempo, logo esse pessoal vai continuar aí em 2017.

Precisamos cobrar a diretoria pra fazer um limpa. Montaram um elenco de muita gente legal, bacana, boa praça, mas que se derrete em campo. Ou seja, montamos um elenco derrotado já na escalação.

Com exceção de alguns nomes (geralmente estrangeiros e o David Neres), o restante pode ser limado, negociado, emprestado ou devolvido pra geladeira. Devolvam rápido, pois estão derretendo em campo.

Sugiro ao departamento de Marketing um novo anunciante: Sorveterias Ataíde – Se Derrete Em Campo.

O São Paulo do Leco foi mal montado. É preciso admitir. No campeonato brasileiro não passou de um SãoPauleco.

 

ricardo leiteRicardo Leite é apresentador na Rádio Capital SP, e comentarista das transmissões ao vivo da Rádio SãoPaulo Digital @spfcdigital. Escreve nesse espaço todas as terças-feiras.

Siga no Twitter: @RICARDOLEITE01

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO