A Palavra da Corte – De volta à realidade

0
467

Salve, salve, Nação Tricolor!

Que semana hein? Depois de atropelarmos o Corinthians e zoarmos muito, o mundo acorda com Donald Trump eleito o 45o. presidente dos EUA da América. Por mais que critiquemos o jeito e as idéias do cara, os americanos devem lá ter seus motivos por o escolherem ao invés de Clinton. Vamos ver no que vai dar.

Mais voltando a nossa terra tupiniquim. temos visto muita zoeira e celebração pela vitória contra o time sem cor. Ao mesmo tempo que foi realmente um atropelo e devemos zoar e comemorar – é óbvio – a já exacerbada comemoração, principalmente vindo do site oficial que até ontem vem postando algo relativo a goleada mostra o quanto ficamos “desacostumados” a ganhar clássicos, algo que deveria ser normal.

Esse é o primeiro ponto que queria levantar. Que tenha sido o início de uma grande virada, mas os números ainda mostram que nos últimos 3 ou 5 anos – não lembro direito onde vi – somos o pior grande de SP no quesito clássicos.

Outra coisa – e a mais importante – que não podemos esquecer é o ano que o SPFC teve. A angústia e desespero que sua torcida passou ao imaginar o Gigante do Morumbi na 2a divisão não pode ser esquecido.

A bagunça política em que o clube se transformou, tendo seu nome desde o ano passado sendo veiculado em páginas policiais, com supostos problemas de corrupção, presidente renunciando para não ser cassado, caso de agressão, Jack e sua comissão, a contratação-demissão dupla do executivo indicado por Abílio Diniz, a curta permanência de Luiz Cunha como diretor de futebol, a expulsão de Aidar e Athayde do conselho, Leco bancando Athayde como diretor mesmo após isso, treinadores gringos nos deixando na mão pra assumirem seleções,  a volta redentora de Marco Aurélio Cunha, a polêmica discussão do Novo Estatuto, e por aí vai.

É essa ainda nossa situação, sãopaulino. Continuamos com o mesmo presidente e diretoria, uma oposição que ainda não se mostra apropriadamente articulada para realmente se apresentar como uma oposição forte, continuamos sem saber para onde vamos em 2017, seja dentro ou fora do campo.

Por isso é que conclamo a todos a baixarmos a bola e não nos esquecermos da realidade. Ganhar do Corinthians é um campeonato a parte, realmente é especial. Mas não podemos deixar uma vitória tão gostosa e desfrutada nos cegar quanto ao que fomos e ainda somos nos últimos anos.

O SPFC precisa mudar. Precisa de gente nova, novos rumos, e principalmente uma nova mentalidade. Uma mentalidade que não deixe um clube com quase 20 milhões de aficcionados nas mãos de lideranças apaixonadas, mas nitidamente despreparadas pra conduzir uma paixão de tanta gente como é o Mais Querido.

Por isso, tenhamos foco, e cobremos um planejamento para 2017 decente, que nos faça disputar títulos, e não pra fugir do Z4. E seja com situação ou oposição, a partir de Abril de 2017, uma diretoria que profissionalize o futebol do clube, colocando profissionais com comprovada experiência em suas funções.

É isso.

Salve o Tricolor Paulista, meu amor hoje e sempre!

artur thumbArtur Couto é engenheiro,  sócio-torcedor e sócio do SPFC,  e é administrador da SPNet. Escreve nesse espaço todas as quartas-feiras.

Fale com o Artur no [email protected] ou [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários