Ambição e personalidade: receita de Maicon para ver o São Paulo campeão

0
514

GloboEsporte.com

Marcelo Prado

Zagueiro aposta que chegada de Rogério Ceni dará ao time atributos que faltaram em 2016, e diz que conquista do Torneio da Flórida é importante para o resto do ano

Maicon São Paulo Bradenton (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Maicon (à dir.) terminou o ano como capitão, e deve continuar (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Do elenco do São Paulo, o zagueiro Maicon é um dos poucos jogadores que atuou no futebol europeu. Xerife e capitão da equipe, o defensor tem se mostrado impressionado com o técnico Rogério Ceni, que chegou ao clube com uma nova mentalidade de trabalho, com atividades diferentes a cada treino e, principalmente, promovendo a competição entre os atletas.

Uma das traduções da nova rotina é “ambição”, a principal falha do grupo em 2016, na opinião do zagueiro, que não vê a hora de conquistar o primeiro título pelo Tricolor.

– Esse é o foco que faz toda a diferença. Precisamos nos cobrar mais uns aos outros. Sabemos que no ano passado ficamos devendo. Faltou um pouco de personalidade, mas tenho certeza de que com o Rogério será diferente – disse Maicon, que também falou ao GloboEsporte.com sobre objetivos pessoais e a importância do título no Torneio da Flórida:

O que mais chama a atenção no trabalho do Rogério?
O treinamento é sempre muito intenso. Poucos jogadores conheciam isso. Psicologicamente, é ótimo para os atletas porque foge da mesmice, são treinamentos diferentes. Nada foi repetido até agora. A dinâmica é ótima, tem agradado bastante a todo mundo.

E a competição que ele tem promovido entre os jogadores?
Ele está trazendo um perfil vencedor para o time, um perfil que ele foi acostumado a ter no São Paulo. Como jogador, ele ganhou tudo que podia na carreira. Agora, ele quer isso dos seus jogadores. Nosso grupo precisa absorver isso o mais rápido possível.

O Rogério é um cara que participa muito dos treinos, está sempre em cima dos jogadores, às vezes até correndo pela linha lateral. Vocês não terão moleza…
Com certeza. Acho isso ótimo. A cobrança precisa existir, ele quer a perfeição acima de tudo. Por ter sido jogador, ele sabe cobrar os jogadores, e está tentando passar isso como treinador. Cada jogador reage de um jeito diferente, e tenho certeza que ele saberá lidar com isso.

A cobrança precisa existir, ele (Rogério Ceni) quer a perfeição acima de tudo. Por ter sido jogador, ele sabe cobrar os jogadores e está tentando passar isso como treinador. Cada um reage de um jeito diferente, e tenho certeza que ele saberá lidar com isso
Maicon

Você acha que o São Paulo, que não ganha um título desde 2012, é o grande paulista que entra com o maior débito no ano?
Não digo maior débito, afinal, se buscarem as estatísticas, o São Paulo é um clube vencedor. Mas é claro que queremos um título em 2017. A pressão de jogar aqui é grande, todos precisam estar acostumados. Não adianta pensar no passado, é preciso olhar para frente.

O que o São Paulo fez de errado em 2016 e não pode repetir em 2017?
Sem dúvida nenhuma, precisa ter mais ambição. Esse é o foco que faz toda a diferença. Concordo com o que o Rodrigo Caio falou ano passado (sobre falta de comprometimento), precisamos nos cobrar mais uns aos outros. Sabemos que ficamos devendo. Faltou um pouco de personalidade, mas tenho certeza que com o Rogério a história será diferente.

O São Paulo inicia a temporada com sete zagueiros no elenco. Como você essa disputa no elenco? Você e o Rodrigo Caio saem na frente pelas vagas de titular?
Isso é bom para nós, é bom ter sombras, faz você correr mais atrás do espaço. Espero conseguir manter o ritmo do ano passado. Não acredito que eu e o Rodrigo tenhamos alguma vantagem, teremos de provar que merecemos jogar nos treinamentos. O Rogério vai optar pelos melhores jogadores. Quem estiver melhor, vai jogar.

Qual o seu planejamento pessoal para 2017? Vaga na seleção brasileira?
O principal objetivo é conquistar um título, quero marcar meu nome na história do clube e isso só acontece com conquistas. Tenho certeza que se fizer um bom trabalho no São Paulo, poderei ser lembrado na Seleção.

Maicon treino São Paulo EUA (Foto: Marcelo Prado)Maicon, de colete laranja, durante treino do São Paulo na Flórida (Foto: Marcelo Prado)

Como o treinamento nos Estados Unidos pode ajudar a equipe?
O principal é que o desgaste está sendo menor porque está frio. Isso ajuda na recuperação dos jogadores e também contribui para que todos possam treinar sempre no máximo de rendimento.

O São Paulo estreia no Torneio da Florida dia 19, contra o vencedor de River e Millonarios. E poderá enfrentar o Corinthians na fase seguinte. Seria bom vencer o rival logo de cara?
Independentemente de quem iremos enfrentar, precisamos conquistar esse primeiro título. Isso vai dar mais confiança para o grupo.

Dá para dizer que 2017 é um ano promissor para o São Paulo?
Sem dúvida. O Rogério vai mudar o ambiente. Ele é um cara de caráter, que tem a competição no sangue. Vamos trabalhar muito para que o melhor aconteça.

Comentários

comentários