Febre Tricolor – Acerto coletivo

0
490
Tá voltando! Calleri só não virá se investidores resolverem atrapalhar sua carreira

A possibilidade do São Paulo participar da Flórida Cup renderá ao técnico Rogério Ceni oportunidade de desenvolver a parte coletiva da equipe contra adversários de alto nível. Não é momento de preocupação com resultados, mas com implementação de um método de trabalho e de uma filosofia de jogo possível de nortear o futebol sãopaulino nas próximas temporadas.

O estado americano da Flórida viverá dois torneios sequenciais e promocionais. A Florida Cup Challenge 2017 terá os alemãos Wolfsburg e Bayer Leverkusen; os brasileiros Bahia e Atlético-MG; o norte-americano Tampa Bay Rowdias e o argentino Estudiantes. Será uma competição de pontos corridos.

A partir do dia 15 de janeiro, porém, haverá ainda a Florida Cup Playoffs, torneio com outros participantes, no formato mata-mata: Barcelona-EQU, Millionários-COL, River Plate-ARG, Vasco da Gama, Corinthians e São Paulo – os dois últimos só entram na semi. O Tricolor jogará em Orlando e a outra semifinal será em Fort Lauderdale.

O torneio será uma oportunidade para Wellington Nem, Sidão, Neílton e Cícero se ambientarem ao novo grupo de atletas em nível de competição, pois já vêm fazendo isto nos treinos. O técnico Ceni lamentavelmente, nessa fase de preparação, terá as baixas de Lyanco, Lucas Perri e David Neres. Os três estão com a Seleção Brasileira Sub-20. Será ainda oportunidade para o scout Michael Beale ampliar modelos de treinamentos específicos para o grupo – isso já vinha sendo discutido no vôo de ida.

Peças pro elenco

Central internacional brasileiro é alvo do Sevilla; PSG também quer.

Nessa semana o nome do atacante Jonathan Calleri voltou a fazer parte dos sonhos da torcida sãopaulina. O jogador esperará até o dia 31 de janeiro para definir seu futuro, a pedido de um grupo de investidores que compõem o Deportivo Maldonado. A vontade do jogador é de voltar ao São Paulo.

Lendo o comentário de alguns torcedores aqui na SPNet vi argumentos racionais. Se os investidores querem mesmo valorizar o atleta em longo prazo o ideal seria um retorno ao Tricolor, onde já está ambientado e terá um esquema que lhe favorecerá, de grande criação e velocidade. É pequeno pensar apenas no presente, e fatiar parcelas salariais em euros como prêmio de consolação. Do contrário, podem até prejudicar o jogador.

Outra cavada da semana é a intenção do Sevilla de voltar a carga ao zagueiro Rodrigo Caio. Gostariam de oferecer Ganso mais uma considerável quantia em dinheiro pelo defensor. Dependendo dos valores, faria o negocio. Não há obrigação de que Ganso seja titular na equipe de Rogério Ceni, mas é um jogador diferente que pode ajudar o elenco com seus passes decisivos. Por outro lado, o São Paulo conta com o retorno do zagueiro Breno e ascensão explosiva de Lyanco, além de outros zagueiros promissores como Lucas Kal.

Apesar disso é óbvio que Rodrigo Caio é zagueiro de seleção brasileira, o negocio tem que ser bom pra ele. Paris Saint-Germain também prepara oferta para diversos atletas campeões olímpicos, além de Rodrigo Caio, querem Wallace e Luan (Grêmio) e Thiago Maia (Santos).

Atuação fraca

Foi decepcionante a vitória do São Paulo de 3 a 1 sobre o Capivariano, na Copa São Paulo de Futebol Jr. A equipe administrou o empate o tempo todo, finalizando com displicência contra a meta do valoroso goleiro Húdson, de Capivari. Muito abaixo, alguns jogadores foram substituídos como Léo Natel. Não é a intensidade de jogo visada por Andre Jardine há anos e que Rogério Ceni sonha para o profissional. É bom os meninos acordarem!

Contato:

@RealVelame ou alexvelame@hotmail.com

Alexandre Velame é Jornalista e Advogado, são-paulino há quase três décadas e usuário da SPNet desde 1997. Escreve nesse espaço aos domingos.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários