Terças Tricolores – Um Time Que Luta

0
342

Os dois jogos que o São Paulo fez pela Florida Cup mostraram algumas coisas bastante importantes para o decorrer da temporada. Vou começar falando pelas que eu mais gostei para, depois, “criticar” o pouco trabalho feito.

Entendo que o Rogério, em cerca de 20 dias de trabalho, conseguiu fazer algumas das coisas que ele tinha prometido. Não faltou intensidade, movimentação, preenchimento de espaços e raça à equipe. Em nenhum dos jogos.

O time atuou de maneira segura, pressionando a saída de bola dos adversários e rodando a bola com razoável velocidade e de maneira objetiva. Não era aquela posse de bola inútil que fica do meio para a zaga. Acho que os treinos focando em intensidade, troca de posições e movimentação deram algum resultado e serão importantíssimos para o desenrolar do ano de 2017.

Por outro lado, se o time titular atuou de maneira bastante boa, o reserva jogou de maneira terrível. O Neílton não viu a cor da bola, o Foguete estava bem assustado e alguns outros jogadores renderem aquém do esperado. Gostei, particularmente, do Douglas e acho que o Gilberto pode merecer uma chance o time titular, diante dos atacantes que nós temos. O Sidão, então, nem preciso falar nada: titular COM CERTEZA.

Minha crítica fica por conta da diretoria que, mesmo com os inúmeros pedidos da torcida e do Ceni, ainda não ofereceu os reforços necessários. O Jucilei chegando resolve alguns problemas, mas precisamos de um 9 matador. Não se pode perder a quantidade de gols que perdemos contra o River. É inaceitável.

Acho que, para um começo de trabalho, o Rogério deu esperanças ao torcedor, sentimento que não sentíamos a anos. Torço, sinceramente, para que ele possa desenvolver seu trabalho com o nosso apoio e com o entendimento dos jogadores. Gostei do pouco que vi e torço por dias melhores!

Saudações Tricolores.

Contato?

@Abroliveira ou [email protected]

Abrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, dono da @spinfoco, são-paulino e tem o sonho de cobrir um mundial de clubes com o clube do coração. 

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários