Além das 4 linhas – Venderam os Menudos

2
1512

A primeira coisa que veio à minha cabeça quando soube da venda do David Neres foi perguntar-me o que teria sido daquele time do SPFC de 1985 que revelou Muller, Silas e Sidney se eles tivessem sido vendidos antes do Paulista 85 iniciar.

Resultado de imagem para menudos do morumbi

Pois bem, tenho certeza que não teríamos sido campeões daquele ano do Paulistinha e muito menos do Brasileiro de 86. São outros tempos dirão. Eu sei, mas o SPFC continua a ter a melhor base do Brasil e pouco aproveita os talentos, pois faz dinheiro deles o mais rápido possível.

Mas são as razões para estas vendas ocorrerem tão precocemente que me fazem perder o tesão pelo nosso futebol e pelo nosso país. Sabemos que os jogadores saem daqui por conta do dinheiro que o primeiro mundo pode pagar e nós não. Saem daqui também pelos enormes problemas que tem o Brasil, todos causados pela falta que a economia de mercado nos faz e que nos faria crescer e ter dinheiro. Uma pena.

Toda vez que um político não capitalista e democrático vence eleições no Brasil ficamos um pouco mais longe do primeiro mundo. O futebol cresceu na China porque a China deixou de ser conhecida como China Comunista e hoje é capitalista. Hoje o mercado cria riquezas na China e o país cresce. O país cresce, o povo cresce junto, pois melhores e maiores empresas e indústrias instalam-se no país em busca do mercado consumidor e de regras capitalistas para funcionar, faturar, pagar impostos, gerar empregos e gerar riqueza.

O inverso disso aconteceu no Brasil e na Argentina, onde o povo caiu no conto dos populistas e fomos nos alinhar com países socialistas como a Venezuela. Ficamos mais pobres, pois perdemos as condições de proporcionar para as grandes indústrias do mundo o que elas de fato procuram ao virem para cá. Elas foram para a China por exemplo. A China deixou de ser comunista faz muito pouco tempo e já desfruta das riquezas do capitalismo, assim como ocorreu com a Coréia do Sul, que optou pelo capitalismo quando a Coréia do Norte optou pelo comunismo e deu com os burros na água.

Cabe a nós brasileiros escolhermos nossos caminhos. Eleições existem para isso. Eu sinceramente esperava que jogadores como David Neres ficassem até seus 22 ou 23 anos jogando e amadurecendo por aqui. Mas a falta de melhores condições faz os bons irem embora deste que poderia ser um grande país, com uma grande economia, mas caminhos errados nos fizeram ficar presos a ideologias fracassadas. Eu lamento demais. Muito mesmo.

O socialismo petista não prejudicou só a minha carreira. Prejudicou o emprego e o futuro de muitos. Mas também prejudicou o nosso principal entretenimento: O futebol.

Que o brasileiro tenha consciência disso pelo menos.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes

carlito150x150

Carlito é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Até que enfim um comentario que ha muito eu mesmo queria ter feito, 13 anos do PT, acabaram com a alegria do Brasil, talentos não só do futebol, indo embora do país e a maioria não tem a minina vontade de voltar, nós os que ficamos, teremos que reconstruir este país com muita paciencia e trabalho, sinceramente não vejo este país nos eixos dentro de 10 a 15 anos. Onde a esquerda pisa, não nasce grama, o comunismo se veste de democracia para enganar o fregues, nada na vida vem sem esforço, tem que estudar, trabalhar e principalmente ser honesto amando sua patria. Perdemos muitas empresas e empregos, 2017 será um ano de sobrevivencia, a culpa não é dos garotos que estão indo embora, é do populismo corrupto que o Brasil tenta se livrar.