Maicon vai a campo, mas caso de Rodrigo Caio ainda traz preocupação

0
524

No desembarque do São Paulo após classificação em Natal, o médico Auro Rayel afirma que gravidade da lesão do camisa 3 só será conhecida por exame de ressonância magnética

Maicon - São Paulo

Marcio Porto – LANCE!
O boletim médico da defesa do São Paulo foi atualizado nesta quinta-feira. Por um lado, segue a apreensão pela gravidade da lesão sofrida por Rodrigo Caio no início da partida contra o ABC, pela terceira fase da Copa do Brasil. Do outro, o alívio pela evolução na recuperação de Maicon, que foi a campo treinar pela primeira vez após entorse no tornozelo esquerdo.

A atividade aconteceu na manhã desta quinta, quando os atletas que não viajaram para Natal trabalharam no CT da Barra Funda. Maicon fez exercícios de mudança de direção e arranque e nenhuma restrição de movimento foi registrada pelo defensor. Falta ainda passar pela preparação física antes de ficar à disposição do técnico Rogério Ceni.

Rodrigo foi substituído com 11 minutos no empate em 1 a 1 com o ABC, que garantiu vaga na quarta fase para o Tricolor, e deu lugar a Lyanco. O motivo da troca foi entorse no joelho esquerdo, cujo efeito ainda não pôde ser diagnosticado pelo médico do clube paulista, Auro Rayel. Na volta da delegação a São Paulo, o camisa 3 será submetido a exame de imagem.

– Rodrigo Caio teve um entorse de joelho e a principio não parece muito grave. Vai sair agora do aeroporto e fazer um exame para termos uma condição mais definitiva. Enquanto não tiver o exame na mão, não dá para cravar nada, nem sequer descartar que seja uma lesão de ligamento, só com a ressonância mesmo – explicou Rayel.

Para enfrentar o Ituano às 16h de sábado, pela nona rodada do Campeonato Paulista, Ceni terá à disposição Lugano, titular contra o ABC, Lucão, que ainda não foi usado em jogos oficiais, Breno e Douglas, poupados do jogo em Natal e que vivem má fase. Lyanco, que entrou bem na vaga de Rodrigo, não está inscrito no torneio estadual.

Comentários

comentários