Ceni destaca entrega até o fim do São Paulo e vê novo ânimo para o Majestoso

1
461

Técnico elogia atuação do time na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, no Mineirão, apesar da eliminação na Copa do Brasil, e vê equipe psicologicamente fortalecida para enfrentar o Corinthians

Rogério Ceni aprovou a atuação do São Paulo na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, nesta quarta-feira à noite, no Mineirão. Apesar do resultado positivo, o time foi eliminado na quarta fase da Copa do Brasil, por conta da derrota por 2 a 0 no Morumbi, no primeiro duelo.

– Só tenho elogios ao meu time, a forma como atuou, a dedicação de todos durante os 90 minutos. Jogamos em busca do gol do começo ao fim, mas infelizmente não saímos daqui com a classificação. Demos uma amostra do que é não desistir. Fizemos o máximo, com várias formações. O time foi para a frente. Pela primeira vez, fomos eliminados no mata-mata. Só tenho a elogiar. Quero agradecer o comprometimento de todos, que lutaram o máximo até o último instante – disse.

Rogério Ceni valorizou entrega do São Paulo até o fim contra o Cruzeiro (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net) Rogério Ceni valorizou entrega do São Paulo até o fim contra o Cruzeiro (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Rogério Ceni valorizou entrega do São Paulo até o fim contra o Cruzeiro (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Ceni aprovou a postura da equipe de acreditar até o fim e vê o Tricolor com novo ânimo para encarar o Corinthians, domingo, às 16h, na Arena, pela semifinal do Paulistão. Assim como diante do Cruzeiro, o Tricolor também precisa reverter uma derrota por 2 a 0, sofrida no Morumbi. A diferença agora é que o gol fora de casa não é critério de desempate.

– Psicologicamente fortalece para o jogo de domingo. Comandamos o jogo do começo ao fim. Tivemos pelo menos seis chances claríssimas de gol. Faltou sorte para nós. Teve bola na trave, o Rafael fez grandes defesas. Desde o primeiro jogo até aqui, jogamos para frente, com muita coragem. Isso é que eu gosto de valorizar. O Corinthians tem uma maneira muito bem definida de jogar. Nós temos de enfrentar uma equipe que tem a vantagem de ter marcados dois gols. Vamos atacar, não tenho outra alternativa – afirmou.

Eliminado da Copa do Brasil, o Tricolor retorna para a capital paulista nesta quinta-feira. O elenco se reapresenta no CT da Barra Funda pela tarde e iniciará a preparação para o estadual.

Veja a entrevista coletiva de Rogério Ceni:

Análise do jogo
“Só tenho elogios ao meu time, a forma como atuou, dedicação de todos durante os 90 minutos. Jogamos em busca do gol do começo ao fim, mas infelizmente não saímos daqui com a classificação. Demos uma amostra do que é não desistir. Fizemos o máximo, com várias formações. O time foi para a frente. Pela primeira vez, fomos eliminados no mata-mata. Só tenho a elogiar. Quero agradecer o comprometimento de todos, que lutaram o máximo até o último instante.

Ânimo novo para semifinal?
“Ganhar de um time que não tinha perdido não muda nada, não conseguimos a classificação. O Cruzeiro tem grandes jogadores, que fazem a diferença. A bola parada do Cruzeiro fez a diferença nesse confronto. Mesmo não tendo aqui os números dos dois confrontos, saímos eliminados. Psicologicamente fortalece para o jogo de domingo. Comandamos o jogo do começo ao fim. Tivemos pelo menos seis chances claríssimas de gol, faltou sorte para nós. Teve bola na trave, o Rafael fez grandes defesas. Desde o primeiro jogo até aqui, jogamos para frente, com muita coragem. Isso é que eu gosto de valorizar.

Clássico contra o Corinthians
“O time sempre entra com vontade de jogar. Com exceção do primeiro tempo contra o Corinthians, quando não fomos competitivos, entramos sempre com o mesmo ritmo de jogo. Hoje era um jogo eliminatório, todos se doaram ao máximo. Segurei o Jucilei, que tinha um desgaste físico grande, não podia perder ele por lesão. Mas vi que o Bruno cansou rápido e aí mexi. Fiz tudo que podia fazer. Dois atacantes de lado, dois centroavantes. O Morato fez uma grande partida. Não me surpreende porque pedi sua contratação pelo que ele fez contra a gente e por outros jogos que assisti. Hoje, ele e o Cueva jogaram mais para dentro. Aguentou os 90 minutos. Foi bem até o final da partida. Tenho só a lamentar que o terceiro gol não saiu. Vejo o fortalecimento de um grupo para a sequência do ano e do Campeonato Brasileiro. São Paulo será um time muito forte.

Lesionados
“Wellington Nem teve uma lesão muscular, são três ou quatro lesões. Nosso departamento físico cuida muito bem dos jogadores. As maiores das lesões que tivemos foi por problemas que não foram musculares. O número de lesão é pequeno em comparação com anos anteriores.

Gilberto
“Entrou bem. O Thomaz entrou na armação e o Gilberto na função de Cueva, para se aproximar do Pratto. Não gosto particularmente de jogar com dois camisas nove, mas vou analisar um pouco melhor. Vou analisar o jogo do Corinthians para ver qual formação eles vão usar. A partir de amanhã já tem treino e na sexta e no sábado vamos encontrar a maneira de sair na frente no domingo”.

Como Corinthians vai jogar?
“O Corinthians tem uma maneira muito bem definida de jogar. Nós temos de enfrentar uma equipe que tem a vantagem de ter marcados dois gols. Vamos atacar, não tenho outra alternativa”.

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO