6-3-Terça – Os Defensores Cegos de Ceni

5
802

Caso você veio ler esse texto achando que terá opiniões sobre a campanha de Ceni como técnico, se ele merece mais tempo ou se tem que sair, está no texto errado.

Meu objetivo principal é analisar todos os argumentos dos defensores cegos do Rogério. Não importa se você apoia a queda dele ou se apoia a estadia dele como técnico, algo a se admitir é que o trabalho dele, até o momento é inconsistente.

As três eliminações em menos de um mês não foram as únicas vezes em que o time deixou a desejar. Em vários jogos não decisivos o time jogou mal, seja ofensivamente, um exemplo é contra o Ituano em que o jogo acabou 1×1, com o São Paulo mal oferecendo perigo ao adversário, seja defensivamente, como na estreia do Paulista, quando levou 4 do Audax. Também tivemos atuações ruins por inteiro, como no 3×0 do Palmeiras, em que o time entrou perdido, com medo e refletiu isso em campo. Claro que teve ótimas atuações, mas faz tempo que não acontece uma, então temos que ver o que se perdeu no caminho.

Algo que muitos falam é que o time, em exceção de 2014, jogou mal com todos técnicos que passaram nos últimos anos, transferindo a culpa pela má fase contínua do São Paulo para os jogadores e, com isso, aliviando a barra do nosso treinador.

Isso é verdade, mesmo que em partes. Realmente todos que passaram ultimamente tiveram dificuldade, com variadas táticas e estilos, mas se analisar cada técnico, nenhum é nada de mais, sendo em sua maioria técnicos fracos que não fariam nem o São Paulo de 92 e 93 ganhar o Brasileirão.

Desde 2009, quando Muricy saiu, o São Paulo teve quatro interinos diferentes (Sérgio Baresi, Milton Cruz, Jardine e Pintado) e teve 11 técnicos diferentes, sendo que Ricardo Gomes teve duas passagens. De todos esses 11 técnicos, só um pode ser considerado muito bom, e “coincidentemente” foi o único que fez uma campanha boa, sendo vice do Brasileirão em 2014.

Nessa extensa lista de técnicos temos nomes como Adílson Batista; Paulo César Carpegiani, que nos últimos 10 anos como treinador ganhou só um Campeonato Baiano (2009); Doriva; Edgardo Bauza, que veio com reputação de ótimo técnico, por ter ganho duas libertadores, fez uma campanha com menos de 50% de aproveitamento e vazou do São Paulo para a Argentina, fazendo um trabalho horrível na seleção, quase os deixando fora da copa, e sendo demitido em menos de um ano. Ainda há muitos não citados que fazem uma lista de enganadores e fracassos.

Muitos acreditam que não teria um técnico a altura do São Paulo e que todos disponíveis no mercado atualmente são incapazes de melhorar a situação do time, citando técnicos como o Luxemburgo, Cristóvão, Argel, entre outros.

Mas há técnicos capazes de substituir o Ceni sim, como Marcelo Oliveira, que ganhou recentemente dois Brasileiros consecutivos com o Cruzeiro em 2013 e 2014 e foi campeão da Copa do Brasil em 2015 pelo Palmeiras.

Outro nome bom é Levir Culpi, que não é tão forte quanto o Marcelo, porém é um técnico com boas campanhas na maioria dos times que comandou, como em suas recentes passagens pelo Atlético MG e pelo Fluminense, totalizando 4 títulos.

O Problema Tático

Outra coisa que ficou clara é que o time não está rendendo com a tática atual e, muitas pessoas, novamente atribuem essa culpa ao time, insinuando que as formações do Ceni são boas.

A utilização de três volantes no 4-3-3 do Rogério não está encaixando, provando ser necessário mudar a formação para uma que parta para cima, que tenha um armador no meio campo que distribua a bola para os pontas, não os pontas que voltem para buscar, pois isso não faz o menor sentido. Quem usava uma tática igual era o Ricardo Gomes, que quando fazia uso era crucificado pelos torcedores.

Em nenhum momento meu objetivo foi falar que o Ceni deve sair, até por que eu mesmo apoio a estadia dele no comando do time, mas não podemos ser cegos e ignorar os erros e falhas de sua gestão, pois assim, só estaríamos nos enganando. Temos que ser céticos e verdadeiros, e não blindá-lo, pois isso não ajudará nem ele a evoluir como técnico, nem ajudará o São Paulo a ganhar. Caso mereça críticas, devem ser colocadas a mostra, não precisam ser escondidas apenas pelo fato de ele ser ídolo.

Aproveito para mandar um salve, para a Thata do Morombim 0º. “Tamo juntão”, Thata!

Descrição: Lucas Tury é estudante, torcedor fanático, vai ao Morumbi frequentemente e torce pra o São Paulo desde pequeno mesmo sendo de uma família de cariocas e palmeirenses. Qualquer dúvida ou sugestão, envie um email para [email protected].

 
 ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

5 COMENTÁRIOS

  1. O Mum-ra é a desgraça do São Paulo, tem que disparar essa peste sem a menor consideração. Até Celso Roth teria feito campanha melhor com esse elenco.

    Tem que despachar o Velhugano, Bufão, Thiago Merda, Salsicha, Bruno, Lucunhao, Maicuzão, Douglas

  2. O resultado de ontem não muda nada do que penso. Continuamos um time perdido em campo, vencemos ontem porque o Avaí é sério candidato a cair.
    RC esta perdido, não sabe montar a defesa, se segura no esforço do Jucilei, de resto é reza e desespero. O time não cria com 03 volantes no meio, o Cueva esta perdido no esquema do Rogério, fica isolado no lado do campo e não tem com quem dividir a função de criar. No começo do ano quando ele estava com uma forma melhor conseguia dar alguns arranques e criar algo, agora que esta gordo não faz diferença.
    Sinceramente não estou vendo futuro para o RC, hoje não temos nenhum demonstrativo de melhora, me parece que ele não tem ideia de como fazer o time render.

  3. Gosto muito do Levir Culpi. Gostaria de ve-lo novamente no clube. Eh experiente e comandou o clube campeão Paulista em 2000. Não gosto do trabalho de Ceni e creio ser uma perda de tempo continuar com ele. Tá certo que o time não ajuda, mas dá para fazer algo melhor. Não acredito que Ceni consiga.

  4. A permanência da Múmia como técnico é fruto de uma Diretoria de velhos Inúteis, Amadora, incompetente que tem feito cagada atrás de cagada, não é possível acontecer num time grande como o São Paulo. Fora isso, os Gagás contrataram o Zagueiro Maicon com 29 anos a preço de ouro quando poderiam ter contratado um atacante de nivel, contrataram um ex-zagueiro em atividade Velhugano com um salário de zagueiro de 1ª linha e que ontem fez uma apresentação lamentável era preferível ter colocado o Lucão. Vamos aguardar as consequências a torcida não é trouxa.