Na Segunda Jamais – #SoltaAValsa

0
437

Ufa, fazia tempo que o São Paulo não tinha uma semana boa como essa. Começa na segunda feira (22/05), com uma vitória sobre o Avaí, e encerra com chave de ouro em cima do nosso rival mais ODIADO.

Me desculpem os fãs do “Majestoso”, mas nos últimos anos como cresceu a rivalidade entre SPFC e SEP. Brigas entre Rogério e Valdívia, tabu palmeirense no Morumbi, os fatídicos gols de cobertura… Tudo contribuiu para o aumento do ódio, no bom sentido, entre os dois clubes.

SPFC x Avaí

Estive no Morumbi com os mais de 12 mil guerreiros que enfrentaram frio, chuva e principalmente desconfiança no time são paulino. O jogo começou parecendo que seria uma goleada tricolor. Logo aos 10 minutos Cícero lança Marcinho, que escora de cabeça para o melhor centroavante do Brasil fazer 1 a 0 pro SPFC. Como joga bola esse Lucas Pratto.

Mas depois disso veio o marasmo são paulino que estávamos acostumados. Sem criatividade em mais uma noite apagada de Cueva, o SPFC teve mais uma ou outra chance de gol no primeiro tempo, porém o segundo tempo… o São Paulo mais uma vez MORREU.

Assim como foi contra o Defensa y Justicia, foi contra o time catarinense. O Avaí tomou conta do jogo e nosso time nada fez nos contra-ataques. Depois da entrada de Luiz Araújo, o tricolor voltou a ter velocidade para os contragolpes e, no finzinho do jogo, o garoto marcou um gol que sacramentou a vitória.

Vitória necessária, porém, pouco convincente. Um time sem perna no segundo tempo, e que se tivesse jogado contra um time com um poderio ofensivo melhor, certamente teria tomado gols.

SPFC x SEP

Sem Thiago Mendes lesionado, Rogério surpreendeu a todos e escalou o time com uma linha de 3 zagueiros, mas a principal surpresa ficou para a ala-direita. Com nossos dois laterais direitos em má fase, e a ausência de Thiago que geralmente é improvisado na posição, Marcinho foi o escolhido.

Já o time alviverde espelhou a formação são paulina. Felipe Melo jogou como líbero e no ataque, a ausência de um centroavante fixo foi a grande novidade. A dupla de ataque palmeirense foi Dudu e William Bigode, 2 atacantes de mobilidade.

O jogo começou com 1 chance clara de gol para cada lado, Araújo numa roubada de bola saiu na cara de Prass, e Jean num chute que passou a rente a trave. Depois disso o SPFC deu campo pro Palmeiras que parecia jogar Handebol. A bola ia de um lado para o outro sem nenhum perigo para Renan Ribeiro.

No segundo tempo o SPFC voltou melhor, e com belo passe de Marcinho, Lucas Pratto abriu o placar pro SP. O Palmeiras teve a chance de empatar de pênalti, mas Jean desperdiçou a cobrança. O SPFC tinha o jogo na mão e no contragolpe matou o jogo, de novo ele Lucas Pratto lança Araújo, que como fez contra o Avaí, sacramenta a vitória tricolor por 2 a 0.

O favoritismo era todo deles. 15 anos de tabu pronto para serem quebrados. O elenco de 80 milhões, a volta do Cuca, time completo para nos enfrentar, e como sempre no Morumbi…

Deu SPFC, Luiz Araújo confirmando a volta da boa fase, a linha de 3 funcionando e o nosso craque dando show. Lucas Pratto valeu cada centavo e realmente mudou o nosso panorama pra esse ano.

Próximo Jogo

O SPFC volta a campo contra a Ponte em Campinas no domingo dia 04/06. A Ponte vem embalada de empate contra o Galo, em Minas, e deve dificultar a parada para o SP. Se o São Paulo jogar o mesmo futebol do clássico, deve voltar com a vitória de Campinas.

Rumores de reforços

Luiz Otávio – O pivô da eliminação da Chapecoense na Libertadores é alvo do São Paulo para a zaga segundo alguns jornalistas. Zagueiro de 24 anos é na verdade do Luverdense e está emprestado para a Chape. Caso venha para ser apenas mais uma opção de elenco, compensa a vinda do jogador. Agora se vier para substituir uma eventual venda de Rodrigo Caio, o SPFC perderá MUITA qualidade no setor.

Fernando Bob – O volante do Internacional que está na Ponte Preta por empréstimo está perto do Morumbi. O jogador nem relacionado foi para o jogo contra o Galo, e deve repor a saída de João Schimidt para a Itália. Canhoto e com bom passe, é mais uma boa opção para Ceni, porém não a solução de nossos problemas.

Calleri – Alguns dizem que está praticamente certo no SP e tem reunião na sexta. Outros dizem que a chance é nula. Particularmente acredito ser  muito difícil a vinda do argentino.

Enfim a tranquilidade voltou ao CT da Barra Funda. Após 6 pontos e principalmente a vitória sobre o Palmeiras, Rogério Ceni volta a ter paz para trabalhar, o trabalho até agora é irregular, porém agora, com boa perspectiva. Se o time engrenar de vez, pode ir muito mais longe que uma “luta por vaga na libertadores”. Nada como uma vitória sobre o rival para trazer de volta o sorriso na cara do são paulino. E pra comemorar ainda mais….. #SoltaAValsa.

Eduardo Achar Filho é estudante de medicina pela Santa Casa, são paulino de berço, acompanha o tricolor desde o título do Rio-SP. Qualquer dúvida ou sugestão, envie um email para [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários