quinta-feira, outubro 19, 2017
Home Notícias Em último jogo do Galo no Morumbi, Pratto decretou a derrota do...

Em último jogo do Galo no Morumbi, Pratto decretou a derrota do Tricolor

24
1047

LANCE

Em 4 de agosto de 2016, o centroavante argentino fez o gol da virada da equipe mineiro, que acabou vencendo o São Paulo por 2 a 1, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro

Lucas Pratto fez gols em todos os três jogos do São Paulo no Morumbi neste Campeonato Brasileiro, dando ainda duas assistências. Neste domingo, contra o Atlético-MG, às 16h, precisa manter a média para compensar a tristeza que causou na torcida tricolor na última visita do time mineiro ao estádio.

Em 4 de agosto de 2016, o argentino definiu a vitória alvinegra por 2 a 1 com um belo gol, no ângulo esquerdo de Denis, aos 19 minutos do primeiro tempo. Foi a definição de uma partida que ele próprio lembra como estranha, já que Chávez, aos dois minutos, abriu o placar com um golaço e Maicosuel, hoje no São Paulo (e desfalque neste domingo por questões físicas), empatou, aos 11.

 

– Aquele jogo foi meio estranho. O São Paulo começou ganhando muito rápido, viramos no primeiro tempo e, no segundo, foi briga para manter vitória. Mas, hoje, estou do outro lado – lembrou o atacante, que marcou naquele dia o seu primeiro gol no Morumbi.

Caso “compense” e balance as redes nesta tarde, contudo, Pratto já avisou que não vai comemorar o gol. Ele tem muito respeito pelo Atlético-MG por ter sido o clube que o trouxe para o futebol brasileiro e até hoje ressalta que sente identificação com o time mineiro.

Pratto trocou o Galo pelo Tricolor em fevereiro e, atualmente, é o nome mais importante do time de Rogério Ceni, tanto que virou capitão. No Morumbi, é ainda mais fundamental, já que participou de quase todos os gols do clube no estádio no Brasileiro – nas vitórias por 2 a 0 sobre Avaí, Palmeiras e Vitória, além de ter balançado as redes, deu assistências para Luiz Araújo e Thomaz. Só um gol não passou pelos seus pés, o de Luiz Araújo contra o Avaí.

E é assim que o centroavante quer continuar ajudando. Pratto nem se arrisca a ser um espião e dar dicas a Rogério Ceni sobre o Galo, até por não ter visto todos os jogos do Atlético-MG desde sua saída. Prefere confiar plenamente em seu treinador no Morumbi.

– Todos sabem a qualidade do Atlético-MG, não preciso dizer. Tenho assistido a algumas partidas deles, mas não todas. Quem sabe bem como joga o Atlético-MG é o Rogério, ele sabe bem o que precisamos fazer – disse o argentino, fazendo apenas análises gerais sobre o Galo.

– Estamos esperando um Atlético-MG que, psicologicamente, não está como se imaginava. Mas é um time que se recupera a qualquer momento, com qualidade muito boa, um dos melhores do Brasil, sobretudo em número de jogadores e qualidade. Virão para atacar. Precisamos fazer um jogo quase perfeito, como contra o Palmeiras, para ganhar.

Comentários

comentários

24 COMENTÁRIOS

  1. Acredito que na quarta feira contra o Atletico Paranaense naquela arena que mais parece campo de desafio ao galo, torcedor em cima de juizes e bandeirinhas fazendo pressão, devemos tomar outro sacode, quero acreditar que a diretoria ou a nobreza do Rogério Ceni falem mais alto, ou o convidam a sair, ou ele mesmo reconhece que não tem ainda condições de ser técnico de um time do tamanho do São Paulo, estamos indo ladeira abaixo, bando de indio em campo, jogadores que chegam a ser mediocres no elenco( Bruno, Lucão, Cicero, Wesley, Douglas, Denis e outros) . Se o São Paulo quer ficar na primeira divisão, precisa de atitude agora, pois não conseguimos ganhar fora do Morumbi e nem dentro dele, a coisa ta preta, a coisa ta feia, quem não for filho de Deus, ta na unha do capeta.

  2. Pelo futebol apresentado hoje e nestes ultimos 6 meses, chego a triste conclusão:
    Futebol é um negócio muito rentavel, estamos perdendo dinheiro e torcida com este elenco e o Rogério Ceni de tecnico, vamos ser realistas, chega de babar ovo por um bom goleiro e batedor de faltas, muitos grandes jogadores não conseguiram o mesmo como técnico(Zico, Pelé, Carlos Alberto Torres, Tostão, Nelinho, Pedro Rocha, Dario Pereira, Oscar, Mario Sérgio, Didi e até Ademir da Guia). O Rogério tem muita amizade dentro do grupo de jogadores deste fraco elenco, técnico bonzinho não vai a lugar nenhum, o elenco é muito fraco, mas nosso técnico precisa de muito mais, para ser técnico até de Cotia. Prejuizo maior será a segunda divisão batendo a nossa porta( de novo) ai sim, diretoria voces vão entender o que é perder dinheiro.

  3. Análise tecnológica da jornada esportiva:

    RR: é ruinzinho, mas tenho pena desse rapaz. Ele olha pra frente e vê o número 4. Olha de novo e vê o Douglas. Mais uma olhada e vê o Mil Tão. O Maicão. O RC…essas visões bestias não acabam nunca… – nota 6,5
    Mil Tão: 4,40
    Maicão: 4,95
    número 4: zero duplo, evidentemente (pela declaração pós jogo: 10,00)
    Marcinzinho: corre bastante e é esforçado – nota 3,0
    Tavares: jogador estranho – nota 2,5
    Juci Law: tb dá dó, joga sozinho sozinho – nota 7,19
    Ciço: um colosso – nota 8,35
    Cueva: um belo indígena – nota 6,92
    Pratto: tadinho… – nota 6,91
    Golberto: 5,10
    Bruno: 0,05
    ™: 4,31

    Juiz: 2,0

    Rei Ceni: é fudidex mas tem comandandos que moídos e amassados com trigo não servem nem de lavagem pra porco (coitadinhos dos porquinhos).

    Leco, esse cafajeste vacilão e seboso: 0,00

  4. Amigos, estou tentando me manter controlado e dócil, mas ao ver um eleven que tem Bruno, Tavares e o um tal de número 4 na zaga, ™ e Ciço no meio, esse Marcinzinho na frente, e a salvação está em Golberto, é de dar tremeliques, chiliques e fanfarrices em qualquer Tricolor apaixonado, desequilibrado e mais ou menos de bem.
    E olha que eu nem tinha me lembrado do presidente responsável por essa irrresponsabilidade sem fim…

  5. O São Paulo está sem comando. Esta Diretoria de merda de Velhos Inúteis e incompetentes vai levar levar o Tricolor para a Merda, como manter um Treinador Aprendiz arrogante, prepotente no comando.
    Vejam a diferença das diretorias que tivemos:
    – O Velhugano querendo dar um nó nos velhos falou que tem vários times querendo contrata-lo, advinha o que vai acontecer os Idiotas Velhos Diretores vão renovar o contrato do tambem inútil que vai mama nas testas do tricolor por mais um tempo.
    – Em 2006 o Tricolor tinha uma Diretoria de gente competente, a Múmia Frangueira que tinha assumido o lugar do Zetti que saiu para conseguir um aumento de salário veio dizer que tinha um time na Europa que queria contrata-lo, imediatamente a Diretoria de gente profissional liberou a Múmia para que fosse vendido para um grande time do Exterior, no fim era tudo furada e ele voltou e ficou infernizando a nossa vida por 25 anos.