Além das 4 linhas – Novos ares

1
562

Desde a chegada do Dorival Jr percebo novos ares sobre o SPFC. Vejo o ambiente menos pesado, jogadores com maior empenho e venho gostando das contratações.

O Dorival me passa muita confiança e tranqüilidade. Ele é um treinador que sabe motivar o grupo, como ficou bem claro na notória vontade de jogar que todos estavam no duelo contra o grêmio, quando todos correram muito e mostraram muita raça. Está na cara que o Rogério não vinha tendo bom relacionamento com o grupo todo.  Ele não foi o que se chama de líder, ele foi o que se chama de chefe.

Aos poucos o time vem encontrando um melhor futebol e posicionamento em campo, além da já citada raça, que andava longe do Morumbi. E olhando a escalação, continuo achando o time bom para os níveis brasileiros. Vejamos:

Eu começo dizendo que o gol tricolor está ganhando um bom goleiro, apesar de fofocas dizerem que o treinador quer um cara para assumir a posição. Mas é no meio de campo que precisamos reconhecer que o Petros entrou muito bem no time, fazendo-me esquecer do Thiago Mendes. Ele e o Jucilei vão tomar conta do setor em todos os jogos. Trata-se de dupla respeitável de volantes. Jogando no 4-2-3-1 a linha de três ganhou um reforço de peso, o Profeta Hernanes, cara de bom futebol e boa cabeça. Ele vai jogar no centro e terá o Cueva jogando de um lado e o Marcos Guilherme de outro. Eu espero muito que o Marcos seja o cara a ganhar esta posição, que ficou vazia com as saídas de Neres e Araújo. Quem sabe o Nem recupera o futebol motivado pelo Dorival?

As avaliações sobre as atuações do Arboleda são boas, levando-se em conta que o jogador é estrangeiro e acaba de chegar para assumir a zaga central. Imagino que o futebol dele ainda vai crescer. O Rodrigo a gente já conhece e a lateral esquerda ganhou um novo fôlego com o Edimar, que está bem. Isso foi ótimo, já que o Jr teve uma queda de rendimento, normal para quem é o jogador que mais disputou jogos no ano pelo time e ainda é muito jovem.

Termino escrevendo da posição problema no SPFC há bom tempo, a lateral direita. Bruno foi contratado por ter bom histórico no Fluminense, mas nunca foi um cara  inquestionável no SPFC. O Buffarini chegou com fama e nunca conseguiu convencer.  Eu não sei como o Dorival e a comissão técnica vão resolver isso.

Depois de passar raiva com todo nosso primeiro semestre, onde o clube não colheu os resultados esperados e a diretoria acabou por vender parte importante do elenco, começo a ver sinais de planejamento por parte do Pinotti, um cara que critiquei pela falta de experiência, para a temporada de 2018. Se em Janeiro não sofrermos com novas vendas, que muitas vezes são impossíveis de não serem realizadas, penso que teremos um bom início de 2018. É bom lembrarmos que teremos uma copa do mundo e isso altera muita coisa dentro e fora de campo. Alguns dos nossos jogadores podem ser convocados e se o calendário não ajudar, seremos prejudicados com a convocação do Rodrigo, do Cueva , do Arboleda, Pratto e quem sabe o Jucilei e o Hernanes, que sonham com isso.

Desta forma meus amigos, com bom treinador, se não perdermos jogadores em negociações e se o calendário ajudar, o clube poderá fazer uma boa campanha no paulista e assim iniciarmos nosso novo tempo de glórias.

Salve o tricolor paulista, o clube da Fé.

Carlito Sampaio Góes

carlito150x150

Carlito é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

 

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO