Febre Tricolor – Paciência para recuperação

8
813
Time precisará de estabilidade e paciência

O crescimento coletivo do São Paulo é o único caminho para uma recuperação no Campeonato Brasileiro 2017. Os jogadores vão precisar de estabilidade para trabalhar, e esse sentimento de tranquilidade é responsabilidade da diretoria de futebol. É hora de frear momentaneamente as mudanças na equipe, após a contratação de um defensor evitar novas chegadas e saídas, para que os jogadores possam conhecer um ao outro e facilitar o processo de integração.

Ao torcedor o caminho é parar de demonizar atletas individualmente. Jogadores como Denilson, Marcinho e Wellington Nem vão precisar de que passem confiança a eles para que evoluam junto com a equipe como um todo. Apesar da produtividade quase nula na derrota de 2 a 0 diante do Flamengo, Nem apresentou sinais de recuperação e, apesar de ainda ser muito pouco, num dia em que a equipe vai mau coletivamente é difícil de jogar. Apenas duas jogadas agudas: um chute cruzado de Cueva e uma jogada de linha de fundo de Denilson. Muito pouco.

Já em seu primeiro jogo, Petros mostra que pode ser uma peça-chave no meio-campo. Pouco entrosado ajudou no combate e acredito na sinceridade de sua entrevista, quando diz que não fez falta em Guerreiro. De fato, o peruano é mestre em aproveitar lances de trança-pé para cavar oportunidades; mas o jogador do São Paulo não pode dar mole também e oferecer essa chance. De todo modo, só chegou a essa situação porque o Flamengo conseguiu quebrar linhas de defesa com qualidade.

No que tange aos problemas estruturantes analisei opiniões do spnauta André Millani e vejo que é exatamente isso. A venda de jovens atletas de elevado potencial como Luiz Araújo e David Neres podem influenciar na velocidade do time como um todo, aliada a qualidade. A saída de Thiago Mendes é mais um problema que afeta a criação coletiva do Tricolor, mas o clube não pode lamentar tais perdas. Precisa pensar daqui pra frente. A ideia é valorar os bons atletas que ficaram para que os mesmos possam render e continuar apostando em jovens como Brenner.

Contato:

@RealVelame ou [email protected]

Alexandre Velame é Jornalista e Advogado, são-paulino há quase três décadas e usuário da SPNet desde 1997. Escreve nesse espaço aos domingos.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

8 COMENTÁRIOS

  1. Colega Velame. Você eh um sonhador. Paciência??? Com o quê? Com quem? Em que mundo você está vivendo meu caro? O time acabou de entrar no z4, e fica por isso mesmo? Por qual motivo você defende tanto essa gente fraca, insana e incompetente, que destruiu o clube mais vencedor do Brasil? O que você tem a dizer dessa promiscua multa do Ceni em caso de demissão? Você a teria feito em sua empresa com um técnico inexperiente? Sinceramente, acho que você tem algum problema. Não eh possível.

  2. Kkkkkkk

    Vamos ter paciência com a múmia pessoal, afinal de contas ele fez mais de 100 gols.
    Vamos ficar calmos, a série B passa logo, o vexame também, assim como as fixações

    Paciência uma merda.

    Tem que disparar com essa desgraça dos infernos enquanto é tempo. Ainda dá para escapar, qualquer treinador saberia jogar fechadinho, mas esse demônio não sabe de merda nenhuma.