Dorival diz que afastamento de Cícero era discutido antes de chegar ao SP

0
373

UOL

Bruno Grossi

  • Érico Leonan/saopaulofc.net

    Técnico vai para o oitavo jogo no comando do São PauloTécnico vai para o oitavo jogo no comando do São Paulo

O técnico Dorival Júnior falou pela primeira vez sobre a decisão de afastar o volante Cícero do elenco principal do São Paulo. A decisão foi tomada na última quarta-feira e o jogador tem treinado em horários alternativos no CT da Barra Funda enquanto tenta encontrar um novo clube. A medida já era estudada pelos dirigentes antes mesmo do técnico ser contratado, segundo o próprio comandante tricolor. Além disso, Dorival evitou apontar somente um responsável pelo afastamento.

“Isso foi conversado internamente com o Cícero. Se eu tive 1% ou 90% de participação, não importa. Foi uma colocação já feita até mesmo antes da minha chegada, era conversado há muito tempo, mas agora que está definido podemos dividir em 50% para a comissão técnica e 50% para toda a diretoria de futebol. Com todo respeito que merece o atleta, a vida segue e daremos condições para que ele continue a carreira”, ponderou o técnico em entrevista coletiva.

Na última quinta-feira, o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva falou sobre o caso e apresentou versão diferente. Leco apontou que a decisão final partiu diretamente de Dorival, em entrevista à TV Globo.

Além de Cícero, outro atleta afastado é Lucão. O zagueiro foi até multado por declarações após derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG em junho e ainda não conseguiu um novo clube. A diretoria ainda tenta a rescisão com Wesley, que, apesar de não estar nos planos da comissão técnica, segue treinando com o grupo principal.

“A situação do Wesley já estava mais definida e deve se concretizar em breve, com a diretoria conversando com os representantes do atleta”, explicou.

Comentários

comentários