Memória Tricolor #14 – Aloísio Chulapa, o sangue bom

3
250

Resultado de imagem para Aloísio ChulapaUm jogador simples, um atacante lutador, um profissional esforçado e dedicado aos treinos, uma pessoa sempre alegre e que recebeu o apelido de “sangue bom” pela sua alegria, ao chegar ao São Paulo pela fisionomia seu apelido incorporou o de um outro ídolo Tricolor.

Nascido da cidade de Atalaia no interior de Alagoas aos 27 de janeiro de 1975 Aloisio José da Silva pela sua risada fácil e simplicidade ganhou muito cedo o apelido de “sangue bom”, porém ao chegar ao São Paulo sua fisionomia lembrava o grande ídolo Serginho Chulapa e então ficou impossível não chamá-lo de Aloísio Chulapa. Sua principal característica além de marcar gols, era dar passes e assistências decisivas como o fantástico passe que deixou Mineiro na cara do gol para marcar o único e decisivo gol da final do Mundial de 2015.

Aloísio começou sua carreira no CRB, seu time de coração, em 1995 foi para o Flamengo e logo emprestado ao Guarani de Campinas, em 1997 se transferiu para o Goiás onde se destacou até 1999 e despertou interesses franceses. Entre 1999 e 2003 defendeu o Saint-Étienne e Paris Saint-Germain, foi a Rússia jogar no Rubin Kazan e em 2005 retornou ao Brasil para jogar no Atlético Paranaense, onde jogou a final da Libertadores contra o São Paulo, no jogo de ida foi o autor do gol paranaense no empate em 1×1.

Chamou a atenção da diretoria Tricolor e logo após a final foi contratado. Ao chegar ao Morumbi para viver a melhor fase de sua carreira Aloísio pelas suas semelhanças físicas foi logo comparado ao ídolo Serginho Chulapa e então virou carinhosamente Aloísio Chulapa.

Resultado de imagem para Aloísio ChulapaJogou no Tricolor de 2005 a 2008, jogou 124 partidas e marcou 23 gols, saiu do São Paulo em 29 de agosto e portanto não chegou a conquistar o 6º título brasileiro, mas o consideramos tricampeão pois além de participar do início do campeonato fez gols muito importantes e seu brilhante passe em 18 de dezembro de 2005.

Foi para o Al-Rayyan do Qatar, voltou em maio de 2009 para o Vasco da Gama e depois passou por diversos times de menor expressão como Ceará, Brasiliense, Brusque, Gama, União Barbarense, e diversos outros incluindo um retorno ao CRB seu antigo sonho e clube do coração. A cada contrato, ia adiando em um ano a aposentadoria, em maio de 2016 foi para o Sete de Dourados (MS) onde no final do ano realmente encerrou sua carreira.

Resultado de imagem para Aloísio ChulapaLogo um novo desafio para Aloísio e então em janeiro de 2017, assumiu a Secretaria de Esportes de Atalaia, sua cidade natal. Um fato curioso é que o ex-jogador sempre acostumado a acordar tarde passou a estar acordado já as 7h da manhã, o que demonstra sua empolgação com a nova fase.

Campeão Mundial em 2005 e Tricampeão Brasileiro, Aloísio Chulapa é um ídolo Tricolor e estará sempre no coração da torcida São Paulina.

Gustavo Flemming, 39 anos de amor ao SPFC, é empresário no segmento de pesquisa de mercado e consultoria em marketing.

Contato: [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

 

Comentários

comentários

3 COMENTÁRIOS

  1. 23 gols em 3 anos????

    Kkkkkkk

    Fez gols importantes???

    Kkkkkk

    Esse estrume não dava um chute no gol por nada na vida, jogador fraco, caneludo.

    Só fez sucesso com os acefalos por causa do passe para Mineiro, caso contrário sido extinto mais rapidamente.