Opinião Tricolor – Qual é a sua, são-paulino?

4
775

Salve nação tricolor.

Salvem o Tricolor Paulista também.

Daqui 2 meses, Leco completará 2 anos à frente da presidência do SPFC.

Sim, 24 meses, não começou agora.

Todas as desculpas terminaram, a começar da “culpa do Aidar”, candidato que Leco apoiou e ajudou a eleger, sendo levado na mesma chapa de situação, à presidência do Conselho Deliberativo. Só é presidente hoje, por este caminho inicial. Afinal, Aidar caiu e então assumiu.

Depois as culpas foram de Doriva, Bauza, Ricardo Gomes, menos da diretoria do caminho certo.

Tiveram também as culpas de jogadores estilo Migué, não empenhados ou medíocres, apesar dos “esforços” da diretoria.

Não vamos esquecer das culpas  da dívida que diziam ter diminuído, mas blogs como Olhar Crônico Esportivo, Época Esporte Clube, demonstraram o contrário. Sim, exemplos de canais isentos e não de mídia são-paulina, pra não afirmarem que é “política”. A dívida havia aumentado até antes das eleições de abril.

Claro, tiveram as culpas das jóias da base que “quiseram sair”, segundo os chapas brancas. Qual a responsabilidade da diretoria nisso, não? Nenhuma. Só que não.

Por fim, conseguiram impor culpa ao maior ídolo da história do São Paulo, para milhões de torcedores, Rogério Ceni. Nas palavras de Leco, com focas amestradas batendo palmas e reforçando nas redes sociais, “foram oferecidas todas as condições” para que o M1to pudesse fazer melhor.

Heresia com a fé do são-paulino.

Sem deixar de conferirem culpa, orquestrada, dirigida, cretina, aos torcedores que criticam e cobram, como se torcessem contra ou fossem “menos são-paulinos” que os super tricolores vaquinhas de presépio.

Alguns movidos a CT, zona mista, viagens etc…

A real:

Chega!

Continuaremos no apoio espetacular da torcida nos jogos, os verdadeiros donos do São Paulo.

Mas não agindo feito massa de manobra de blindagem de incompetentes.

Acabou o tempo de aceitar diminuírem o São Paulo, historicamente time campeão ou de chegada, relegado ao plano de semifinal estadual, eliminado em 33 dos 34 campeonatos disputados desde 2009, assistindo os rivais do estado levantarem 20 taças, enquanto o Tricolor levantou 1 troféu.

Terminou a submissão de alienação coletiva.

Leco já perdeu a torcida e sabe disso.

Seus soldadinhos de redes sociais, sites, blogs, programas, são uns fracotes, sem argumentos ou com justificativas que ofendem a inteligência, risíveis tanto quanto os resultados do São Paulo em campo.

Existem grandes são-paulinos na diretoria tricolor, caso de Pinotti, mas está no lugar errado. Notadamente não tem experiência, tarimba e tato no ambiente boleiro, para ser diretor de futebol de um clube tricampeão mundial. Só paixão e poder aquisitivo não bastam. Deveria preservar sua imagem ainda positiva com a torcida, em outra pasta na administração.

Quanto ao Leco, fracassou enquanto diretor de futebol em 2002 e 2003, como vice-presidente de futebol entre 2009 a 2011, como presidente no final de 2015 (único período justificável pela lástima do final da era Aidar), 2016 e 2017. Não é novidade a agonia. Mas é terrível constatar que o Conselho do São Paulo FC referendou um perdedor. Com nomes expoentes que, meses antes, queriam mudanças na administração. Sabemos quem são. Voltaram ao poder.

O ano será de salvação, novamente.

Muitos tem cumplicidade nesta culpa, a verdadeira, os situacionistas do Conselho e os batedores de palma, fora do clube.

Qual é a sua, são-paulino, cumplicidade ou contrariedade?

Saudações Tricolores.

Carlos PortCarlos Port, idealizador do projeto Opinião Tricolor. Dois bacharelados na profissão de administrador, especialização em comunicação, neto e filho de são-paulinos, paulistano, patriota. No Twitter: @carlosport

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

4 COMENTÁRIOS

  1. Tudo começou quando a múmia não parou de jogar após entregar a rapadura ao inter em 2006.

    De lá pra cá mamou insensatamente nas tetas morumbianas impedindo que um novo grande goleiro pudesse ocupar o seu lugar, assim como novas lideranças.

    Derrubou vários treinadores nos bastidores até a cartada final com Ricardo Gomes quando assumiu o time para completar sua macabra missão de derruba-lo para a série B.

    Esse Leco maldito sempre foi submisso a múmia ao ponto de aceitar pagar uma multa milionária. Parou quando bem quis, levou todo tipo de peru mas nunca assumiu.

    A culpa é do Mum-ra e seus asseclas.

  2. Minha opinião, o fracasso do clube, começou há 09 anos quando este grupo político, assentaram-se no clube, manipulando e realizando conchavos os mais variados.
    Predomina o amadorismo e reina a INCOMPETÊNCIA, etc.
    Diretoria acéfala, o time é o retrato dos gestores, parecendo merda sempre boiando na zona
    do rebaixamento.
    Ao Clube falta gestão profissional, liderança e projeto estratégico de crescimento e desenvolvimento, se continuar na atual forma, será o fim igual Portuguesa, Guarani, etc.
    Esta na hora de acordar para a dura realidade- A INCOMPETÊNCIA REINA NO MORUMBI E O FRACASSO TODO DIA BATE NA PORTA E NINGUÉM FAZ NADA.
    ATÉ QUANDO VAI CONTINUAR ISSO….