Memórias Tricolor #17 – Cícero Pompeu de Toledo: O Senhor Morumbi

1
436

O Torcedor São Paulino sempre se orgulha de seu time, se orgulha de ser o Maior Clube do Brasil, temos o Maior Estádio Particular do Mundo, e tudo isso devemos ao sonho de um grande homem.

Resultado de imagem para cícero pompeu de toledoEm meio a pior campanha que o São Paulo Futebol Clube faz no Campeonato Brasileiro, a pergunta que todos fazemos é o que há de errado? Como o objetivo desta coluna não é tratar do presente, mas sim falar do passado, hoje quero tratar um pouco de um visionário.

Nascido na cidade de São Paulo em 07/01/1910 e portanto antes da fundação do São Paulo, Cícero Pompeu de Toledo ingressou no Clube em 1939. Político de grande habilidade em 1944 assumiu o cargo de Secretário da Diretoria e trabalhou forte para o aumento do quadro associativo e fortalecimento do São Paulo, em 1947 foi eleito pela primeira vez Presidente e seguiu a frente do clube até 1957, somente se afastando por motivos de saúde e passou o cargo a seu grande amigo e companheiro Laudo Natel.

Toda diretoria e sócios do São Paulo Futebol Clube tinham um sonho, um grande sonho de contruir o maior estádio que um clube de futebol podesse ter. O São Paulo possuia um pequeno campo onde é hoje o Estádio do Canindé e sede da Portuguesa, muito aquém da estrutura atual. O terreno até poderia abrigar esse grandioso sonho, porém a prefeitura de São Paulo dava incío ao alinhamento do rio Tietê e construção das Marginais, assim parte do terreno seria desapropriada.

Dirigente hábil, inteligente e batalhador, Cícero criou uma Comissão Pró-Estádio no dia 15 de maio de 1952, assim dividiu a administração do Clube em duas frentes, uma que cuidaria do São Paulo e a Comissão Pró-Estádio ficaria focada na busca por um terreno adequado e a construção. Esta divisão tinha como objetivo não gerar conflitos financeiros que prejudicasse o São Paulo, muita visão de nosso Presidente.

No dia 4 de agosto de 1952 a Comissão Pró-Estádio conseguiu junto a Imobiliária Aricanduva um terreno de 99.873 metros quadrados. O terreno era em um bairro distante da cidade, sem urbanização e muitos declives que até hoje marcam o bairro do Morumbi, e a região nada possuia. A Imobiliária Aricanduva desejava lotear a região e enchergou no projeto do Estádio excelente oportunidade para atrativos.

Imagem relacionadaAssim em 1952 o São Paulo Futebol Clube conseguiu lançar a pedra fundamental dessa grandiosa obra, e com Cícero a frente o sonho poderia se tornar realidade.

Em 1957, com muitos problemas de saúde Cícero precisou se afastar da Presidência do Tricolor, e convenceu seu amigo Laudo Natel então diretor do Banco Brasileiro de Descontos (Bradesco) a assumir a Presidência  e concluir seu sonho.

Em 08/09/1959 Cícero Pompeu de Toledo faleceu. O Estádio somente foi inaugurado, de forma imparcial, no dia 02/10/1960, portanto 1 ano após a morte de seu maior mentor. A Diretoria Tricolor decidiu então batizar o estádio com o nome de seu grande líder e declarar Cícero Pompeu de Toledo como Presidente de Honra do São Paulo Futebol Clube, assim o consideramos Eterno Presidente.

Durante sua gestão como Presidente do São Paulo o Clube foi Campeão Paulista 4 vezes nos anos de 1948, 1949, 1953 e 1957.

Cícero Pompeu de Toledo além de um grande visionário é um vitorioso. Orgulho de nosso ETERNO PRESIDENTE!

Gustavo Flemming, 39 anos de amor ao SPFC, é empresário no segmento de pesquisa de mercado e consultoria em marketing.

Contato: [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

 

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO