LG em Foco – Afastando as Múmias

35
2515

Bem amigos, me sinto lisonjeado pelo convite realizado para escrever uma coluna aqui
na SPNET após 16 anos frequentando ativamente esse ambiente que encontrei por acaso em um site de pesquisa. Sou são-paulino desde o ano de 1990 naquela fatídica derrota contra a galinhada na final do brasileirão, o que fez que a antipatia pelo time da imprensa começasse.

Nesses 27 anos acompanhando o São Paulo, muita coisa aconteceu, surgiram ídolos e
pipoqueiros que marcaram época de maneira positiva e negativa respectivamente, mas
surgiam e passavam, assim como os bons momentos como o bi da libertadores e mundial,
tempos depois o tri, também passaram. Crises também foram muitas, mas passavam sem
deixar saudade.

Acontece que tudo mudou, estamos afundados em uma crise sem fim, crise essa que
vinha sendo desenhada desde 2006 após a derrota dolorida contra o Inter na final da
libertadores, naquela falha grotesca do goleiro aposentado e agora treinador e estagiário
demitido, na época que começou a história do crédito ilimitado. Muitas outras falhas vieram, inclusive durante o tri-brasileiro, mas o crédito era sem fim como limite de cartão de crédito de político, nos impedindo de contratar um goleiro de alto nível, até o dia em que nos deu o ar da graça de se aposentar.

Estamos infelizmente muito presos ao passado, uma nostalgia infinita, e por causa
disso sempre surge uma especulação sobre volta de um atleta do passado (dessa vez o Kaká), ao invés de se formar uma equipe coesa e compacta com atletas de alto desempenho. Essa necessidade de idolatrar alguém resultou no maior erro da história que foi colocar um estagiário como treinador, tendo como desfecho, um ano sem nenhum planejamento e com ameaça real de rebaixamento. Sem falar que temos no elenco um ex-jogador em atividade servindo de líder de torcida de vestiário, e para piorar a situação, chamaram um ex-treinador que conseguiu a façanha de perder todos os mata-matas possíveis para aconselhar o elenco e o Dorival (kkkkkkk), um absurdo descomunal.

Vencemos o Flamengo ontem em excelente primeiro tempo, mas no segundo
voltamos a ser o que somos de costume, um time apático, inofensivo e medroso. Mas dessa vez sem falhas da zaga. Que venha a segunda vitória seguida.

Não acredito em um 2018 promissor, até porque o presidente ainda será o Leco, não
tem como mudar uma forma de gestão mantendo a mesma mentalidade retrógrada. Se é para mudar, tem que mudar tudo.

Devolvam ao Gigante o seu status de gigante!

Luis Gustavo, mais conhecido como LG, é são-paulino desde 1990 e frequentador da SPNet desde 2001
E-mail: [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

35 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns e bem vindo, LG. Seu artigo está ótimo; tudo que escreveu é verdade.
    E lá vem o São Paulo de novo com Kaká. Lugano, Hernandes. Por que não Lucas Lima?
    Lembro – estão a disposição: Durval, Renato, Zé Roberto, Robinho, Diego, etc.
    E sempre podem baixar o espírito de Juvenal Juvêncio de volta.

  2. Fala LG,quem diria hein! Virou colunista aqui! Acompanho e me divirto com seus comentários excêntricos há muito tempo. Como a maioria da galera resolveu te criticar, passei pra dar uma força.
    Você é um Mito aqui, quase um Boneco de Posto…kkk
    Atrás dessa cara feia e debochada, bate um coração Tricolor e revoltado como o meu!
    Parabéns e sucesso seu Múmia!

  3. Apesar de discordar de 99% dos comentários e dessa “matéria” do rapaz, numa coisa eu concordo: esse ex treineiro nunca deveria voltar pro sp! Professor pardal, um treineiro que só faltava colocar o “ricky” no gol (se nao fosse o mito acho que colocava), queria ter o “pivô” do futebol e declarou amor ao inter 2 dias antes da FINAL da libertadores enquanto era boneco de posto do SP…essa desgraça conseguiu desmotivar o time até de ganhar a recopa!

    Agora o resto simplesmente me parece muita frustração mesmo desse que escreveu a matéria…ataques e mais ataques sem sentido contra tudo e contra todos…aposto que no primeiro pênalti perdido do Hernanes esse rapaz vem aqui cornetar e são mais 12 meses repetindo as mesmas ofensas contra o jogador.
    Mas olha, se a intenção era movimentar o site, deu certo!

  4. Lg, bom dia…ja li varias postagens suas aqui, nunca bati de frente com suas opiniões, pois criei algumas inimizades aqui por ser são paulindo desde 1964, fui na reinauguração do Morumbi junto com meu pai(falecido ha 2 semanas) e meu irmão com camisas feitas a noite por minha mãe com escudos que meu pai desenhava. Chegamos a pagar ingresso com cimento, cal e acredite mão de obra de tios são paulinos meus que trabalhavam na construção do Morumbi que era uma bairro quase periférico de São Paulo, entravamos no meio do barro para adentrar o estadio, vi meu time perder para o poderoso Saad, Velo Clube, eramos sacos de pancada de Santos, Palmeiras e Corinthians, mas sempre acompanhava junto com meu saudoso pai e então vi meu time ser campeão paulista em 1970, vi o primeiro titulo brasileiro de 1977 no mineirão contra o Atletico numa chuva danada em 1978, vi Muricy jogar, Serginho, Zé Sérgio, Terto, São Vadir Perez, vi os menudos nascerem, resumindo vi tudo de bom e tambem de ruim no São Paulo, só peço o seguinte toda grande nação tem um grande passado, até nosso hino diz que nossas glorias vem passado, Leco e cia é passageiro, assim como fora Rogério Ceni, mas enxergue apenas o de ruim, as vezes para levantar mais forte, temos que cair e bater o pé no fundo do poço. Neste momento precisamos de otimismo, força e muita fé, pois nosso clube é conhecido por isto, o mais querido. Não me leve a mal, mas seu texto é muito rancoroso e cheio de magoas com quem fez parte da historia do São Paulo.

    • Só para citar alguns jogadores, ao longo da história do São Paulo Futebol Clube, sem olhar no Google, que chegaram com idade”avançada”:
      Leonidas da Silva (na época diziam que compramos um bonde), Zizinho, Gerson, Cerezo e Alemão.
      Dino Zoff, goleiro da Itália, foi campeão em 1982, com mais de 40 anos…
      Um abraço de quem acompanha o tricolor há anos!

  5. Acompanho o site desde 2004, meu login e novo por ter esquecido a senha, lei diariamente as notícias e comentários aqui e na minha opinião é a pior coluna que li no site.

    Primeiramente que o colunista deveria deixar seus problemas pessoais (sim ele deve ter algum problema pessoal com RC não tem um comentário sequer que ele não fale mal) para depois escrever nesse site.

    É muito complicado ter que ler várias insanidades como as que foram escritas muitas delas sem pé nem cabeça, como as abaixo:

    desde a final da libertadores de 2006 a crise se desenhava….NOSSA QUE CRISE HORRÍVEL CAMPEÃO BRASILEIRO 2006, 2007 e 2008, Caramba como sofri com a crise nesses anos…

    Colocar um estagiário como treinador….a culpa é inteira dele então? Quero saber qual o técnico brasileiro que conseguiu montar e dar ritmo a um time com tanto desmanche durante a temporada…. COMENTA AÍ LG QUEM É O TREINADOR QUE CONSEGUIU ESSA FAÇANHA.

    Ex jogador como líder de torcida….NA Minha opinião um time que não conhece e respeita sua história não tem futuro, pode ter certeza que ele contribui muito com o time…com base no seu comentário só precisamos de 11 jogadores porque todos os reservas são insignificantes e não passam de animadores de torcida.

    Um técnico que não ganhou nenhum mata mata aconselhar o Dorival….que coisa né? É importante sim ganhar mata mata mas o brasileiro e pontos corridos e ACONSELHAR O DORIVAL? Na sua opinião é surreal isso acontecer? O que o Dorival fez até agora? O time que foi entregue para ele é melhor ou menos pior tecnicamente do que o Rogério tinha quando foi demitido. Por que não temos padrão de jogo ainda? Sua resposta deve ser entrosamento time montado durante o campeonato…pois é o Rogério sofreu isso…

    Você deve ser um torcedor dos travecos por isso fala tão mal dos ídolos que fizeram história no clube, o time das frangas não tem história.

    Lugano foi um pedido da torcida porque nos remete a um passado não distante que o time tinha brio, brigava até o último minuto, e na grande maioria das vezes saia de campo vencedor.

    Rai foi um grande jogador foi, um dos maiores ídolos é mas os números do Rogério são incontestáveis e devem ser respeitados.

    Falhou em 2006? Falhou mas se não fosse ele em 2005 não teríamos ganhado o mundial.

    Respeite os ídolos e a história que eles escreveram isso é o básico.

    • Vamos lá:

      Eu disse que a crise começou a se desenhar em 2006, repetindo, COMEÇOU a se desenhar, não falei que estávamos em meio há uma grande crise como a de hoje, tudo começou com o crédito ilimitado.( Interpretação de texto)

      Em relação ao Dorival receber conselhos, é uma humilhação terrível, o cara é experiente o suficiente, caso não esteja agradando é rua.

      Raí e CIA desbravaram a América e o Mundo, o tricolor ficou conhecido mundialmente graças a ele, só isso supera qualquer outro recorde individual.

      Doriva e Pintado foram campeões mundiais TB, teoricamente deveriam ser ídolos, interessante que não vi ninguém defendendo os dois quando levaram 3 sapatos.

      E por fim, o estagiário teve culpa sim, assumiu o risco em defender o São Paulo sem ter preparo para isso, foi eliminado de tudo o que disputou, teve tempo, pré temporada e nada, um fiasco monstruoso.

      Mas não adianta, por vc estaria até hoje debaixo das traves

  6. Não vou criticar a coluna e o autor dela ou se tem credibilidade ou não, eu respeito todas as opiniões.
    Mas não vou negar que atualmente discordo da maioria dos que comentam aqui no site, da mesma forma que muitos também devem discordam de mim. Entrei no tópico só por causa dos comentários do Facebook. Alguns foram perfeitos na minha opinião no que remetem a atual Spnet. Esses mesmos comentários me fizeram refletir até porque também acompanho o site há bastante tempo, tanto como observador e como membro cadastrado apesar da minha atual conta mostrar que sou um usuário novo.
    Lembrei a falta que faz uma galera que comentavam aqui e sumiram (Não citarei nomes) e tinham argumentos legais, mesmo com opiniões diferentes a minha e sabiam debater, não ofendiam. Eu não acho legal a forma depreciativa que falam de ídolos, treinadores assim como em todo tópico usa-se esse mesmo ídolos para comentar ou justificar algo que não tem nada a ver com o mesmo.
    Mas isso não significa que eu os idolatre e até mesmo os coloco acima do clube, isso jamais. Criticar quando merecem sim mas xingá-lo ou desmerecê-los e até mesmo renegar a história dos caras isso não se faz.
    Quanto a Spnet é visível que o site decaiu nos últimos anos, quantos e quantos jogos ficamos sem o “Comente Aqui” .
    Mas é como disseram os incomodados que se retirem, falo por mim que atualmente não tenho mais prazer em comentar aqui.

  7. Fábio Wink.

    Repito minha tese, a idolatria nos afundou e vai nos afundar muito ainda.

    Lembrar de jogadores do passado e sentir saudade é bom, lembrar de conquistas também, eu inclusive assisto com frequência jogos passados no YouTube.

    Mas nem por isso é necessário trazer eles de volta, tudo passa, por mais que marquem história, passa.

    Muitos aqui ainda sonham em ter o ex-goleiro de volta como treinador, tinha gente que ficava triste com qualquer derrota nossa, mas não por termos perdido o jogo, mas pela tristeza que o cara ficava.

    O Kaká falou que não sabe se volta ou se aposenta, precisa dizer mais alguma coisa?

    Por que sempre voltam em fim de carreira?

    Raí voltou com tudo, isso sim é admirável, quando viu que não dava mais, parou.
    Hernanes é outro caso raro

    No mais a regra é essa, voltam quando ninguém mais quer.
    Isso é ridículo

  8. LG concordo contigo. Na minha opinião o Rai é o maior ídolo do SPFC, respeito (e muito) a história do Rogério, sua dedicação ao clube e claro seu amor (que não duvido ele tem), porém erramos em manter ele por muito tempo sem ter uma sombra, sem ter um concorrente de alto nível e claro nossa diretoria deveria ter aposentado nosso arqueiro bem antes. O Rogério criou uma instabilidade desnecessária no clube, enfrentou diretoria, jogadores, imprensa e muitas vezes quem perdeu foi a instituição e ele foi idolatrado pela torcida, pagamos caro.

  9. Cedrick Boehm do Facebook aí em cima.

    Boa tarde antes de tudo.

    Reconheço o tricampeonato brasileiro que o “Consultor” fez parte como treinador, e é sim uma grande marca.

    Mas no início de seu trabalho no paulistão de 2006 com a chegada de Alex Dias para o lugar do Amoroso, o time continuou jogando feito time de futsal, muita velocidade e goleadas, resultado ainda do trabalho de 2005.

    O treineiro colocou sua “mão” no time e a velocidade sumiu, aparecendo em seguida a jogada única do chuveirinho saindo dos pés de Jorge Wagner para o trombador dos gols semestrais Aloísio tentar alguma coisa.

    Jogadores velozes como o Oscar e o Thiago Ribeiro foram perseguidos e não suportaram ficar no time.

    Até o Dagoberto sofreu na mão desse esquema antiquado.

    Os rivais descobriram uma forma de marcar essa jogada manjada e o resultado foi a demissão do treineiro.

    • Acho que para olharmos para o futuro, nao precisamos denegrir o passado. Concordo que nao temos que agir de forma nostalgica e trazer jogadores no fim de carreira para fazer um oba oba com a torcida (o que nao foi o caso de Hernanes pois o cara esta jogando em alto nivel) pois assim gastamos uma nota pagando os salarios deles em troca de muito pouco em termos tecnicos.
      Acho que, ao contrario que os dirigentes pensam, este tipo de acao de trazer idolos com a ilusao de que isso vai de alguma forma promover o clube e o aumento da torcida a longo prazo, tem efeito contrario. A adesao de novos torcedores passa por conquistas e da criacao de novos idolos.