Ônibus do São Paulo é apedrejado na saída do Independência

1
778

UOL

Bruno Grossi, José Eduardo Martins, Enrico Bruno e Victor Martins

  • Divulgação

    Detalhe do vidro quebrado por pedradas e garrafadas em Belo HorizonteDetalhe do vidro quebrado por pedradas e garrafadas em Belo Horizonte

Na saída do Independência, após derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG na 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, o ônibus da delegação do São Paulo foi alvo de pedras e garrafas atiradas por torcedores do Galo. O veículo teve vidros quebrados e a polícia militar precisou agir com cassetetes e tiros de borracha. Os tricolores levaram grande susto, mas ninguém se machucou.

O clima começou a ficar tenso na casa atleticana quando a torcida local começou a fazer provocações sobre os riscos de queda do São Paulo para a segunda divisão. A hostilidade aumentou e se transformou em vandalismo. O ônibus tricolor saiu em disparada em direção ao hotel Ouro Minas, distante sete quilômetros do estádio do Horto.

Divulgação

Os jogadores vão dormir e ainda treinar nesta quinta-feira pela manhã em Belo Horizonte. A volta a São Paulo está prevista para a tarde. Na sexta, o técnico Dorival Júnior planeja treino para o Pacaembu, palco da partida de sábado contra o Atlético-PR, pela 28ª rodada do Brasileirão. O Morumbi já está fechado para shows.

Antes do jogo contra o Atlético-MG, torcedores do São Paulo também enfrentaram problemas em Minas Gerais. No Twitter, a Torcida Tricolor Independente comunicou por volta das 21h que os 17 ônibus que estavam a caminho do estádio ficaram retidos pela polícia na cidade de Betim, a 37 quilômetros da capital mineira.

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO