Além das 4 linhas – Pensando grande

2
415

Eu acredito que chegou a hora do SPFC pensar grande e manter este time, contratando para formar um bom elenco para 2018. Em minha opinião, o primeiro semestre de 2018 será morno em contratações internacionais por conta da copa. Assim ocorrendo, pode acontecer de o clube não perder ninguém em janeiro.

O fundamental é pensar em manter Hernanes e Jucilei. Eu acho que gastar o dinheiro da venda de Rodrigo Caio, por exemplo, para manter estes dois jogadores seria um bom negócio para aumentar a probabilidade de conquistas. O clube conseguiu montar um meio de campo forte e deve despender esforços para mantê-lo.

Em minha opinião este time tem que ficar pelo menos todo o ano de 2018 para render frutos. Leco declarou que o clube pode encerar o ano sem dívidas, já que elas somam R$ 42 milhões, nada impagável. Assim, as finanças estão em ordem e a hora de voltar a vencer chegou. Alguns jogadores para completar o elenco deveriam ser contratados. Talvez dois laterais e um grande goleiro para o time titular e opções em todos os setores.

Mas pensar em Kaká nesta hora talvez seja desperdício de dinheiro. Todos os recursos do clube deveriam ser canalizados em reforços e nos dois imprescindíveis jogadores citados. Depois de resolvido isso e as três carências citadas e alguns reforços pontuais como um atacante que jogue pelos lados, o clube deveria pensar em Kaká. Já que Gilberto sairá, quem pode ser o centroavante reserva? Afinal de contas, neste time de hoje Kaká seria reserva de Cueva. Prefiro investir tanto dinheiro em titulares primeiro e em boas opções de banco, que hoje não temos.

Eu vejo 2018 como o ano que o SPFC poderá renascer. Após a copa, o clube precisa trazer Muricy de toda maneira. Com Hernanes,  Lugano não tem mais o que fazer no clube. O cara ganha muito dinheiro para ficar no banco de vez em quando. Este dinheiro somado a salários que o clube não vai mais pagar, poderão ser usados em novos e bons jogadores. Para citar, o salário do Cícero, Bruno, Wellington Nem e Buffarini não são pequenos, fora muitos outros não aprovados que podem ser substituídos por jogadores mais qualificados e indicados por um treinador experiente.  O lateral Zeca do Santos é uma boa possibilidade por exemplo. O jovem atacante do Goiás, Carlos Eduardo, outra boa possibilidade. Chega de meia boca!

Eu não sei o que vamos alcançar ainda neste brasileiro de 2017, mas ficaremos na elite em 2018 e isso pede um planejamento para os dois próximos anos. É disso que o clube precisa e sempre teve. Saímos do fundo do poço, espero nunca mais voltar.

Salve o tricolor paulista, o clube da Fé.

carlito150x150

Carlito é advogado, trabalha como representante comercial, frequenta o Morumbi desde 1977 e prefere o time que vence ao time que joga bonito. Escreve nesse espaço todas as quintas-feiras.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Temos que pensar grande SIM…
    Ocorre que a direção do clube é medíocre, burra e incompetente.
    Daqui a pouco estarão fazendo cagadas de novo. contratando refugos, lixos, bichados e meia boca.
    Comenta-se da contratação em definitivo de Edmar lateral esquerdo, é jogar dinheiro fora… este cara é muito ruim e há no mercado melhor que ele, mais novo e barato.
    Chega de negociatas..
    O Departamento de Futebol tem que ser reestruturado.
    Chega de amadorismo e acomodação de politicagem…