Drone fecha aeroporto de Congonhas e afeta Flamengo e São Paulo

0
441

UOL

Bruno Grossi e Vinicius Castro

  • Luciano Belford/AGIF

    Elenco tricolor teve seu desembarque atrasado para São Paulo na noite de domingo

  • Elenco tricolor teve seu desembarque atrasado para São Paulo na noite de domingo

A presença de um drone sem autorização no espaço aéreo causou a interrupção de pousos e decolagens do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, por duas horas, no domingo.

A paralisação das atividades na noite de domingo afetou os desembarques dos elencos do São Paulo e Flamengo, que tiveram compromissos no domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

O elenco do São Paulo por pouco não teve de dormir no Rio de Janeiro por conta do fechamento do aeroporto paulistano.

Com o veto temporário de descida em Congonhas, o São Paulo estudou a possibilidade de permanecer no Rio, mas o retorno foi possível graças ao fato de o aeroporto abrir algumas exceções por uma hora. O time chegou à capital paulista às 23h50, muito depois do previsto inicialmente.

Na tarde de domingo, o São Paulo empatou com o Vasco, 1 a 1, em São Januário.

Já o elenco do Flamengo voltaria ao Rio na noite de domingo, horas após perder partida para o Palmeiras, 2 a 0, em São Paulo. Mas a delegação rubro-negra precisou dormir na capital paulista porque os voos foram cancelados.

O elenco do Flamengo desembarcará no início da tarde de segunda-feira (previsão de chegada às 13h40) no aeroporto Santos Dumont. Os atletas almoçarão e seguirão direto para o CT do clube.

Comentários

comentários