Hernanes acredita em vaga da Libertadores, mas adota discurso cauteloso

0
211

GazetaEsportiva.net

João Varella

Hernanes acredita que a vaga da Libertadores é possível (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Três vitórias e nove pontos. É esse retrospecto recente do São Paulo que faz o torcedor entender que as chances de rebaixamentos ficam praticamente nulas e começar a sonhar com uma vaga no G7 do Campeonato Brasileiro, o que garantiria o clube na próxima Libertadores da América. Um dos principais responsáveis desta reação do São Paulo, o meia Hernanes afirma que os jogadores sabem da possibilidade de conseguir uma vaga ao torneio continental, porém salienta que o foco do clube ainda é a permanência na Série A.

“Enquanto não atingirmos esse nosso objetivo, e não foi ninguém que nos colocou essa meta, temos de ser fiel no nosso objetivo. Depois que conseguirmos, nos próximos jogos, começamos a traçar novas metas. Independentemente do que aconteça, o que signifique isso, o objetivo está bem claro, são 47 pontos. E vamos tentar buscar o mais rápido possível, essa é a chave”, declarou o capitão da equipe.

Com 43 pontos conquistados, o Tricolor Paulista aparece na nona colocação na tabela de classificação. Matematicamente, o clube já está mais próximo da zona que garante uma vaga à próxima Libertadores do que à zona do rebaixamento. Quatro pontos atrás do Flamengo, que ocupa a sétima colocação, o clube paulista já possui uma folgada distância de oito pontos em relação ao Vitória, que abre o Z4.

Mesmo com esta proximidade nas últimas rodadas, Hernanes prefere manter os pés no chão e adota até mesmo um discurso “filosófico” para declarar sua preferência pela espera de mais algumas rodadas antes de colocar a Libertadores como uma meta para o São Paulo.

“É possível (a vaga na Libertadores), sabemos que o fim do campeonato pode ser diferente. Mas a firmeza precisa ser mantida. É como falam: ‘Mirem o sol porque, se errar, acertará as estrelas’. Se alcançarmos o objetivo o mais rápido possível, podemos começar um caminho para atingir outros objetivos. Não é necessário mudar agora o nosso foco. Vamos começar a trilhar caminho para objetivos maiores, mas ainda não é o momento. Paciência. Em alguns dias, começamos a falar do que querem. Vamos manter o foco. Um pouquinho mais de paciência”, afirmou.

Em busca da quarta vitória consecutiva, algo que não acontece desde 2015, o São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira, quando recebe a Chapecoense, às 20h (de Brasília), no estádio do Pacaembu, em duelo válido pela 33ª rodada.

Comentários

comentários