LG em Foco – Fazer o quê na Libertadores?

11
701

Bem amigos, venho analisando bastante tudo o que vem sendo discutido no mundo tricolor nesses últimos dias, e algo vem me chamando bastante atenção, o sonho de conseguir uma vaga na Libertadores. E esse é o assunto da nossa coluna de hoje.

Antigamente, apenas o campeão brasileiro e da Copa do Brasil tinham vaga para a maior competição da América do Sul, isso fazia com que os clubes realizassem grandes planejamentos(geralmente conhecidos como Projeto Tóquio), vislumbrando a partida em Tóquio no final do ano. Hoje já se sonha até com o G9, uma verdadeira premiação aos clubes desorganizados, dentre os quais nos encontramos.

Mesmo assim, nesses últimos anos, disputamos a libertadores 10 vezes, sendo 7 anos de forma consecutiva,  foram elas em: 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2013, 2015 e 2016 e vencemos uma. Qual o porquê de ter sido apenas uma?

Isso ocorre porque o titulo da Libertadores de 2005 foi o último grande planejamento realizado pela diretoria tricolor, mantivemos a base montada por Cuca, acrescentando peças  decisivas como Amoroso e Luizão, daí o resultado disso tudo ninguém esquece até hoje.

Em 2006 parecia que a história iria  se repetir, e ainda colhendo os frutos do planejamento de 2005, conseguimos chegar a final, mas não contávamos com a maldição da Copa do Mundo. Essa maldição que nos persegue desde 94, onde perdemos todas as Libertadores que disputamos após a parada em ano de Copa, na maioria das vezes nossos adversários voltaram reforçados e nós ficamos apenas chupando o dedo. Nesse ano específico(2006), perdemos a final por alguns aspectos, primeiramente pela burrice astronômica da nossa diretoria em relação ao contrato de Ricardo Oliveira que não pôde jogar a final, somando-se ao medo de perder que o treineiro e hoje Consultor teve na primeira partida,  mantendo três zagueiros quando ambos os times estavam com 10 em campo (graças a expulsão infantil do também culpado Josué) fazendo com que o Inter dominasse o meio de campo e por conseguinte a partida, e principalmente graças àquela falha grotesca dele (ele mesmo) na segunda partida diante o Fernandão (uma lástima).

Nos anos seguintes tivemos bons nomes na busca do tetra. Jogadores como Ilsinho, Adriano Imperator, Miranda, Hernanes(que voltava de empréstimo), nos enchiam os olhos, mas  associados a esses bons jogadores tivemos nesses elencos, jogadores medianos ( não falei tranqueira ok?) como o Leandro Enceradeira, Lenílson, Ploc, Marcelinho Paraíba, Carlinhos Paraíba, Marlos, Rodolfo, Xandão, Borges, Hugo, Cléber Santana, Washington entre outros. E o resultado todos conhecem, seguidas eliminações para clubes brasileiros( incluindo em 2010, ano de Copa novamente, na despedida de Hernanes), o que mostra que se tratavam de jogadores apenas para consumo interno e olhe lá.

Eis que chega 2016 com Bauza e junto com ele por empréstimo chegam o Maicon e o Calleri. Ambos caem como uma luva no São Paulo. Calleri matador e decisivo ( aliás, alguém por aí quer trocar um Pratto por um Calleri) e Maicon um zagueiraço que até de goleiro jogou. Mas repetindo o amadorismo de 2006, o contrato do Maicon encerraria antes do final da competição, e por pressão da torcida, a diretoria gasta uma fortuna absurda  e ainda cede alguns danoninhos da base pela contratação definitiva do zagueiro que viria ser o responsável direto por nossa eliminação, e junto com essa grana, vai embora seu futebol(ao menos conseguiram vendê-lo depois).

Daí fico pensando: se não ganhamos nenhuma libertadores com esses caras acima citados mesmo alguns deles tendo conquistado três Brasileiros e uma Sulamericana, o que vamos fazer na Libertadores com esse elenco que quase foi rebaixado? Com um time que ataca mal e se defende pessimamente? Lembrando que a maldição da parada da Copa do Mundo vem aí no próximo ano, e junto a isso, como ficará o contrato de Hernanes?

Por fim, se  ganha libertadores com Raís, Cafús, Leonardos, Zettis, Danilos, Cicinhos, Luizões, Amorosos, Cerezos, Luganos(Jovem), Ronaldões… e não com Tavares, Edimares, Marcinhos, Sidões, Ararunas, Tiriricas e “Kakadunga”(R.Caio).

Se ganha Libertadores com planejamento, ou alguém de verdade acredita que a trupe do Leco fará um bom planejamento em 2018, quando já começa com a definição da  lateral esquerda com Edimar o magnífico e Kingnaldo o terrível?

 

Obs: Para acabar de uma vez por todas com essa falácia que eu tenho algo pessoal contra o nosso ex-goleiro, resolvi mostrar uma foto que tirei com ele.

 

Devolvam ao Gigante o seu status de gigante.Luis Gustavo, mais conhecido como LG, é são-paulino desde 1990 e frequentador da SPNet desde 2001

E-mail: [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

11 COMENTÁRIOS

  1. Concordo, o São Paulo não vai ganhar nada sem trazer jogadores de decisão.
    Rodrigo Caio é esse típico jogador que nem pra vender serve, quando pensa que vai embora os outros times não contratam, contra times pequenos sempre faz um golzinho, agora quando o jogo é importante, de decisão, a bola pode sobrar livre pra ele e sem goleiro que vai errar.
    No passado foi a mesma coisa, todos idolatram o Luís “Fabuloso”, mas pra mim ele não é jogador de decisão, só faz gol em jogo que não vale nada! Se fosse ele em 2005 no lugar do Mineiro, tinha chutado pra fora ou em cima do goleiro.
    Precisamos realmente de jogadores como Amoroso e Luizão!!!

  2. Saudações M1to LG!

    O SP não caiu, mas apresenta um futebol digno de série-B faz tempo. Todo fim de ano é a mesma conversa: esquecer o que passou, fazer ajustes e que venha o próximo ano, mais um ano de vexames, chacota dos rivais e o prestígio do Soberano ( maldito quem criou este apelido soberbo e arrogante como a diretoria) só diminui.

    Está sendo frustrante torcer para o SP e como convencer nossos filhos a torcer por esse clube? Recentemente disse para o meu filho de 5 anos que deveria ser São-Paulino e ele me disse: Mas Papai, o SP só perde!

    Fiquei sem palavras e procurei refletir, será que no futuro valerá a pena ser São-Paulino? O que esses caras estão fazendo com o Clube? Abcs!