Diego Souza e Brenner juntos no São Paulo? Saiba o que Dorival Júnior acha disso

1
1263

GloboEsporte.com

Bruno Diniz, Leandro Canônico e Marcelo Hazan

Técnico analisa características dos dois atacantes; veterano não pode jogar estreia do Paulistão

Diego Souza e Brenner podem jogar juntos no São Paulo? Sim, na opinião do técnico Dorival Júnior. O novo camisa 9 do Tricolor, substituto de Lucas Pratto, e o garoto revelado na base são os principais nomes no ataque do elenco.

– Cabem. O Diego Souza é um jogador que cumpre funções. Tanto centralizado, quanto mais avançado como um homem de referência, como tambem já o vi jogando pelo lado (esquerdo) no Sport. Logicamente sem a obrigação de acompanhar o lateral – disse Dorival.

– Depende, (pode jogar) tanto por dentro, quanto por fora vindo como um terceiro homem pelos lados do campo. Ele é muito rápido. O Brenner tem uma ligação muito direta com o gol – opinou o treinador.

Diego Souza será o camisa 9 do São Paulo nesta temporada (Foto: Érico Leonam/saopaulofc.net)

Diego Souza será o camisa 9 do São Paulo nesta temporada (Foto: Érico Leonam/saopaulofc.net)

Segundo Dorival, Brenner também pode fazer a função de centroavante, mas com mobilidade. Nesse caso, o atacante de 17 anos ficaria livre para se movimentar pela velocidade.

– É um jogador que pela pouca idade e pelo momento que vive impressiona. Espero que não perca a essência, a naturalidade que apresenta e continue se mantendo interessado, procurando as correções. É um momento fundamental para essa transição, as vezes até um pouco mais cedo do que se imagina. Um garoto que saiu praticamente do sub-17 direto para o profissional, sem uma passagem pelo sub-20. Espero que mantenha a postura, porque promete muito pelo grande profissional que é – disse Dorival.

Diego Souza poderá exercer mais de uma função no São Paulo (Foto: Reprodução)

Diego Souza poderá exercer mais de uma função no São Paulo (Foto: Reprodução)

Brenner pode jogar pelos lados e como centrovante, mas com mobilidade (Foto: Reprodução)

Brenner pode jogar pelos lados e como centrovante, mas com mobilidade (Foto: Reprodução)

No último ano, Diego Souza fez 21 gols em 55 partidas pelo Sport – o reforço tem 32 anos. Brenner estreou como jogador profissional na temporada passada e fez um gol, em quatro jogos.

Na base, o garoto revelado em Cotia se notabilizou pelo faro de artilheiro. No Paulistão sub-17, por exemplo, ele fez 28 gols em 11 jogos e foi o artilheiro da competição, ao lado de John Kleber, da Ponte Preta.

A expectativa agora é saber como será o comportamento do novo São Paulo. No início do Paulistão, Dorival vai usar duas equipes diferentes para rodar o elenco. Os conceitos de jogo, no entanto, são os mesmos.

– Que tenham liberdade. O que quero ver é um time com liberdade e em movimento, leve e que jogue buscando o ataque a todo instante. Até um determinado setor do campo com obrigações para facilitar a vida e conseguir atingir. No último terço tem de dar liberdade para o jogador criar da maneira como achar conveniente.

O Tricolor estreia no Paulistão na próxima quarta-feira, contra o São Bento, em Sorocaba. Por não ter sido inscrito no prazo para a primeira rodada, Diego Souza está fora. Brenner tem treina no time titular.

  Dorival Júnior vê possibilidade de Brenner atuar ao lado de Diego Souza (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Dorival Júnior vê possibilidade de Brenner atuar ao lado de Diego Souza (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Comentários

comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Rodar o elenco ? Esta frase o ano passado quase nos levou a segunda divisão, por um lado vejo que é bom para evitar cansaço e o técnico observar jogadores, mas pelo lado de formação de time é péssimo, o entrosamento e esquema de jogo são fundamentais no futebol, precisa dar continuidade a um time titular e aos poucos ir mudando peças e até esquemas de jogo, Dorival Júnior tem agora o tempo que pediu, mas não sei se tem elenco capacitado para isto, sem lateral direito, depender só de Cueva na armação, sem atacantes de lado, torcida vai precisar de muita paciência, principalmente com os meninos de Cotia.