SPFC em Pauta – Que ano tivemos, não?!

0

Quanta coisa aconteceu da semana passada pra cá, né?! Aliás, quanta coisa aconteceu esse ano. Hoje, 14/12/2017 faz exatamente 1 ano que eu aceitei esse desafio de escrever pra SPNet, um portal voltado ao torcedor do São Paulo e que eu sempre fui fã e acessava mesmo escrevendo em outros sites. Foi um ano muito legal, de uma experiência incrível! Aos que não sabem, além de colunista também sou um dos editores do site. A parceria continua em 2018, agradeço ao Artur, diretor geral e dono da SPNet por confiar em mim e acreditar nesse trabalho e parceria, durará por anos e anos se assim Deus permitir.

Resultado de imagem para spfc florida cup

Vamos ao que interessa então, começamos o ano em toda pré-temporada nos Estados Unidos onde o São Paulo se preparava para a Flórida Cup, vencendo amistosos contra o Sarasota por 9 a 1, contra o Boca Ratón, time que Amoroso é um dos dirigentes, por 9 a 2, depois disso partiu para a Flórida Cup. A estréia foi contra o River Plate, o último jogo entre ambas equipes tinha acontecido na Libertadores do ano passado (1 a 1 na Argentina e vitória do São Paulo por 2 a 1 no Morumbi), dessa vez o jogo foi 0 a 0, o São Paulo venceu na decisão por pênaltis por 8 a 7 e avançou para a final, o time que entrou em campo foi: Denis (Sidão, intervalo); Bruno (Júnior Tavares, intervalo), Maicon -que foi o capitão- (Lugano, intervalo), Breno (Lucão, intervalo) e Buffarini (Foguete, 10min/2ºT), Rodrigo Caio (João Schmidt, intervalo), Thiago Mendes (Wellington, intervalo, depois Araruna, 42min/2ºT) e Cueva (Cícero, intervalo); Wellington Nem (Wesley, intervalo), Chavez (Gilberto, intervalo) e Luiz Araújo (Neilton, intervalo, depois Shaylon, 32min/2ºT) e o Técnico: Rogério Ceni. Que diferença do time pro meio do ano e pro fim, não?!, na final pra enfrentar o Corinthians, tiveram mais algumas mudanças: Denis (Sidão, intervalo); Bruno (Junior Tavares, 18min/2ºT), Maicon, Douglas (Lucão, 18min/2ºT) e Buffarini (Araruna, 40min/2ºT); Rodrigo Caio, Thiago Mendes (Neilton, 22min/2ºT) e Cueva (Cícero, 18min/2ºT); Wellington Nem (Wesley, 13min/2ºT), Chavez (Gilberto, 13min/2ºT) e Luiz Araújo (João Schmidt, 25min/1ºT), o time voltou a empatar por 0 a 0 e voltou a vencer nos pênaltis, dessa vez por 4 a 3 e conquistou o título.

Voltando para o Brasil e com uma taça na mala, o time enfrentou a equipe do Columbus Crew, equipe essa que tinha Arthur, jogador pertencente ao São Paulo no elenco e que no fim do ano “viraria” de emprestado à negociado, e a equipe se tornaria no fim desse ano vice-campeã da MLS, liga dos Estados Unidos. O jogo foi em Cotia, o São Paulo venceu por 7 a 0. Vamos aos pontos: A próxima competição/jogo foi a estréia no Campeonato Paulista, até aí a equipe estava muito bem, invicta tendo feito 25 gols em cinco jogos e sofrido apenas 3, quem não acharia que seria um ano maravilhoso? Tinha tudo pra isso, ídolo como treinador, aceito pela torcida, equipe marcando muitos gols, sofrendo poucos e o que empolgava é que até o site do São Paulo no dia do título na Flórida Cup noticiou a conquista com o título: “Tricolor conquista o primeiro título de 2017 nos pênaltis com duas defesas de Sidão e estrela de Rogério Ceni”, o título em sí empolgava totalmente para o ano com “primeiro título de 2017” (o que nos fez pensar que viria muito mais por aí), “duas defesas de Sidão” (que foi bem no começo do ano, acabou jogando só 7 jogos, perdeu a vaga de titular e voltou no fim do ano muito bem e pegando tudo) e “estrela de Rogério Ceni”, sim, eu mesmo assumo que me empolguei e que achei que Rogério iria muito bem no ano e teria a mesma estrela e seria ídolo como treinador tanto quanto foi como jogador, infelizmente não foi nada disso que estava descrito no título da matéria.

Resultado de imagem para São Paulo x Chapecoense copa spDepois disso, a instituição São Paulo Futebol Clube estreou na Copa São Paulo de Futebol Júnior, a equipe era favorita pra ao menos chegar na final e quem sabe chegando na final levar o título, enfrentamos o Genus de Rondônia, União Barbarense e Capivariano, passamos para a próxima fase, e já na próxima fase caímos para a Chapecoense, que na ocasião tinha o apoio da maioria da torcida que estava no estádio. O apoio veio devido ao recente acidente de avião com a equipe. Talvez essa derrota e eliminação do São Paulo foi a primeira decepção do ano, a maioria achava que o time era favorito ao título pelas conquistas na base no ano anterior, as decepções não parariam por aí. A estréia do Paulistão, principalmente nos dois primeiros jogos já foi um “Deus nos Acuda”, não dava pra saber pelo que o São Paulo brigaria apesar do início excelente que teve no ano. Perdemos pro (que seria rebaixado) Audax por 4 a 2 e vencemos a Ponte Preta (finalista do Paulistão desse ano e rebaixada no Brasileirão) por 5 a 2, o primeiro gol em competições oficiais no ano feito pelo São Paulo foi marcado por Chavéz, na verdade o primeiro e o segundo, pois foi ele que marcou os dois contra o Audax. Terminou a fase de grupos na primeira colocação do grupo B, com 55,6% de aproveitamento dos pontos, assim se classificando para a fase seguinte. Nas quartas de final enfrentou o Linense, segundo colocado do mesmo grupo B. Na primeira partida, o Tricolor acabou vencendo o Linense por 2 a 0, e na partida de volta o São Paulo acabou goleando o mesmo por 5 a 0. Já na semifinal o São Paulo acabou tropeçando diante do Corinthians, na partida de ida o Tricolor acabou perdendo por 2–0 dentro do Morumbi com a casa cheia com 45.366 torcedores no estádio, e na partida de volta o Tricolor ficou apenas no empate de 1–1 dentro da casa do adversário, com o placar agregado de 3–1 para o Corinthians, o São Paulo acabou ficando para trás na semifinal da competição estadual.

Nesse meio tempo no Paulista, jogou a Copa do Brasil desde o inicio da competição. Na primeira fase eliminou o Moto Club por 1 a 0 (em jogo único), e na segunda fase eliminou o PSTC do Paraná por 4 a 2 (também em jogo único). Já na terceira fase, com as partidas de ida e volta, o São Paulo eliminou o ABC de Natal, onde na partida de ida venceu o mesmo por 3 a 1 e empatando a partida de volta por 1 a 1 e com o placar agregado de 4 a 2, passando o São Paulo de fase e enfrentando o Cruzeiro na quarta fase da competição. Na primeira partida contra o Cruzeiro, o São Paulo perdeu para o mesmo por 2 a 0 dentro do Morumbi com a casa cheia com 43.662 torcedores no estádio, já na partida de volta o Tricolor venceu o Cruzeiro dentro da casa do adversário por um placar de 2 a 1, mas com o placar agregado de 3 a 2 para o Cruzeiro. O São Paulo acabou se despedindo na quarta fase da competição. Mais uma decepção pra conta, parou por aí? Não!

Resultado de imagem para São Paulo x Defensa Y JusticaDisputou a Copa Sul-Americana onde terminou na primeira fase da competição internacional. O São Paulo era totalmente favorito pra vencer esse jogo, não sei se esse campeonato, mas esse jogo específico, era, TOTALMENTE. No duelo de ida o Tricolor enfrentou o Defensa Y Justicia na casa dos argentinos empatando o jogo em 0 a 0. Como já avia empatado a primeira partida, só a vitoria importava para o São Paulo, mas na partida da volta, com mais um empate, por 1–1 dentro do Morumbi, o Tricolor acabou se despedindo mais cedo da competição. As críticas ao trabalho de Rogério Ceni finalizaram aí, pois começaram já nas duas eliminações anteriores nos campeonatos, sua imagem para alguns até como ídolo ficou arranhada. Rogério acabou demitido, muito criticado e o São Paulo com uma dívida de R$ 5 milhões pra ele. Suas contratações, pedidos dele em sua maioria não continuam mais no elenco para 2018. Pra finalizar praticamente o ano, veio o Dorival Junior, que pra muitos foi um “Salvador da Pátria” e nos salvou do rebaixamento no Brasileirão, que é isso que lutamos o resto do ano. Eu particularmente gosto do trabalho do Dorival e gostei, vamos ver ano que vem, pois agora quem monta o elenco é ele e terá (assim esperamos, ou não) um ano pra treinar o time.

Que ano que tivemos, não?! Nem precisa de exame do coração.
As dispensas eu falei algumas colunas atrás, já as contratações isso é assunto pra talvez semana que vem! A única certeza que tem até agora é a volta (e renovação de contrato até o fim de 2020) de Reinaldo, provavelmente será titular.

Até semana que vem!

_________________________________________________
Contato: [email protected] | Twitter: @carlinhosnovack

Carlinhos Novack é Jornalista, já foi colunista de outros sites tricolores, ex-LANCE!, faz parte do Departamento de Comunicação da Escola de Samba Dragões da Real. Escreve suas colunas na SPNet todas as Quintas.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários