SPFC 4.0 – Intertemporada

0
447

A partir da próxima terça-feira, 26/06, o elenco profissional tricolor volta de férias para iniciar a sua intertemporada para a metade final do ano 2018. Esse período de férias se deu pelo clube ter adiantado a apresentação em janeiro visto que os jogos iniciavam já no mesmo mês, isso devido a Copa do Mundo ter estrangulado ainda mais o calendário brasileiro.

Antes mesmo de começar, a diretoria tricolor já anunciou um reforço pouco conhecido no futebol brasileiro mas com algumas boas referências no México, porém, já tenho visto muitos torcedores e a própria torcida organizada Independente criticando a contratação do desconhecido jogador. Ainda relembrando o fato do SPFC ter contratado o Carneiro no início do ano e até a parada, o jogador ainda não tinha sido nem relacionado para qualquer jogo na temporada. No início dos anos 2000, o São Paulo trazia vários jogadores desconhecidos e que se tornaram grandes ídolos são-paulinos. Podemos igualar o caso do Carneiro ao do Lugano que ficou por volta de um ano no clube para então conseguir jogar e virar um dos ídolos tricolores.

Estamos acompanhando que a diretoria de futebol está se mexendo para que não percamos força para o resto da temporada, o elenco deve ser mantido no grupo atual e virão algumas contratações pontuais como essa já feita para manter o grupo coeso. Com isso dar possibilidade do Aguirre manter o bom trabalho e ainda tentar uma vaga na Libertadores para o próximo ano. As vendas do Rodrigo Caio e Cueva estão sendo realizadas mas ainda sem informação qualquer de valores.

A diretoria de futebol vem fazendo um ótimo trabalho na condução da sua área. O Rai na figura do executivo, o Ricardo Rocha trabalhando junto ao elenco e comissão técnica e o Lugano na transição da base com o elenco profissional e posicionando novamente o clube nas confederações brasileiras e sul-americana. Desde que o Raí assumiu a diretoria executiva, o gestor solicitou a todos da média gerência que entregassem um relatório com todas as melhorias que o setor vê a necessidade de fazer. Em cima disso podemos ter a esperança de melhorar as áreas do Centro de Treinamento e o REFIS, e reforçar mais uma vez o compromisso do clube com o vanguardismo do futebol brasileiro. Como disse o Rogério Ceni, o clube parou no tempo desde o ultimo mandato do Juvenal Juvêncio. O diretor executivo já conseguiu algumas façanhas que vão desde afastar o presidente do futebol até criar um ótimo clima no elenco são-paulino. Até o momento avalio bem o trabalho realizado.

Acredito que o elenco são-paulino tem condições de brigar por uma vaga na Libertadores se manter a pegada que estava antes da parada da Copa, e os próximos quatro jogos nos dirão se vamos lutar pelo título ou lutaremos por uma vaga na Libertadores, ou então se ficaremos ali no meio da tabela. Estou falando dos próximos jogos porque o São Paulo fará a sequência mais difícil do campeonato. Enfrente o Flamengo fora de casa, volta para fazer um clássico com o Corinthians e faz dois jogos fora contra Grêmio e Cruzeiro. Caso consiga fazer por volta de oito pontos nesses próximos jogos, com certeza se coloca com um dos protagonistas do campeonato e lutará pelo título brasileiro. Não podemos esquecer que o técnico tricolor está montando um time copeiro e por também considero a possibilidade de ganhar a Sul-americana e ser um possível caminho para a Libertadores 2019. 

SEMPRE: FORA LECO!!!!!

Um grande abraço e bom final de semana!

Vicente Bonna é analista de sistemas de formação e gerente de projetos de profissão. Viciado em tudo a que se refere ao São Paulo Futebol Clube e por isso gosta de falar sobre.

Contato: [email protected]
Twitter: @vicentebonna

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

 

Comentários

comentários