LG em Foco – Em time que está ganhando, não se coloca Rodrigo Caio

11

Povo Tricolor.

Gostaria muito poder começar essa coluna com notícias positivas e de esperança à todos os torcedores saopaulinos que anseiam por dias melhores, mas infelizmente tivemos outra decepção na última quarta-feira diante o Atlético Paranaense na Arena da Baixada. Todos esperavam ao menos não perder esse jogo visto a atuação da zaga nas duas partidas contra  as penosas, mas o pior aconteceu, e todos sabem o motivo.

Eis que a mistura de Kaká e Dunga por algum motivo teve que ser escalado, formando assim uma defesa com 3 zagueiros, destruindo todo o entrosamento que Bruno e Arboleda mostraram nas duas últimas partidas. Fico me perguntando se foi opção do Aguirre por convicção, ou se veio a ordem de cima para que ele desse um jeito de escalar o atrasa título mesmo contra sua vontade.

Duas falhas grosseiras, dignas de um jogador improvisado, coisa que o Rodrigo é até os dias atuais. Um jogador que mostra claramente que não tem cacoete e nem porte físico de zagueiro, sempre leva desvantagem contra qualquer atacante forte, um jogador que não mostra personalidade e não intimida quem quer que seja, literalmente, um jogador bonzinho e legal.

Devemos ser gratos ao Tite pelas inúmeras vezes que convocou o Rodrigo Caio para a seleção e ao Rogério Micale que o escalou como titular na seleção campeã olímpica, enfrentando outros garotos, isso o transformou em um jogador valorizado no mercado europeu, pelo menos nos times do segundo escalão, e mesmo assim perdemos várias oportunidades de um bom negócio com sua venda supervalorizada, o que poderia ocasionar na aquisição de um bom zagueiro ou mesmo um lateral direito.

O cenário que vem se formando é justamente o contrário, ninguém vai pagar os milhões anteriormente oferecidos e recusados no nosso zagueiro, primeiramente porque ele não deve ir para a Copa, segundo porque toda a imprensa já enxergou o quanto ele é limitado, e constantemente vem sendo criticado nos mais diversos programas esportivos por suas seguidas falhas.

Cabe assim ao Aguirre escalar quem estiver melhor no momento, mas para isso ele precisa ter autonomia como teve o Oswaldo Alvarez ao colocar o medalhão Leonardo no banco em prol da então promessa Kaká em 2001.

Quarta-feira teremos uma verdadeira guerra contra o Rosário Central, um jogo duro, catimbado, jogo típico para jogador Dinho, Lugano (jogador e não superintendente de relações institucionais), Josué etc. Se o Rodrigo Caio jogar não tem como ser otimista.

Boa sorte a todos, vamos precisar.

Fora Leco e demais diretores

OBS: Será que algum dia poderei gritar É CAMPEÃO de novo? Lembrando que, se nosso ataque fosse eficiente teríamos compensado a deficiência do nosso principal zagueiro.

Devolvam ao Gigante o seu status de gigante.

Luis Gustavo, mais conhecido como LG, é são-paulino desde 1990 e frequentador da SPNet desde 2001

E-mail: [email protected]

 

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Comentários

comentários

11 COMENTÁRIOS

  1. O Rodrigo Caio entra na lista de jogadores “Negócio “!
    Os empresários fizeram a parte deles que era colocar na seleção, o São Paulo de colocar pra jogar.
    Deu certo e teve propostas. Mas ele não quis sair pra jogar a copa!
    Agora fica o desespero pra tentar vende ele na próxima janela. Pra isso ele precisa jogar.
    O time?
    Ah, dane-se o time pros dirigentes!

  2. Caro LG, o futebol de R.Caio como zagueiro já venho falando há um bom tempo aqui no site e inclusive já debati com um certo colunista essa situação e ainda bem que a mídia esportiva percebeu a deficiência defensiva dele e a campanha Fora R.Caio ganhou força.

    Mas o que quero compartilhar hoje é a tristeza em ver o maior rival mais uma vez campeão e pior, com um elenco modesto, sem jovens promessas e sem centroavante. Essa tristeza não é de inveja. Se o rival tivesse um time forte seria natural, mas é evidente que foi campeão por incompetência nossa e do time verde.
    Eu não sei se aí no Nordeste existe muita rivalidade entre clubes paulistas, mas aqui em SP chega a ser insuportável ter que aguentar zoações por todo lado, fora o apelido que se popularizou por causa de um jogador que passou pelo clube e nada agregou de bom.

    O fato é que o SP se acostumou a perder e os velhos dirigentes facistas estão destruindo o Tricolor.

    Recentemente meu filho de seis anos me questinou: Pai, porque você torce pro SP, ele só perde! Fiquei sem palavras, mas pensei e não tive outra alternativa a não ser falar de passado pra ele.
    Como sair com uma camisa do SP nas ruas, qual orgulho nisso? Ser zombado, chega!

    Este é o nosso time, se acostumou a dar vexame e tristeza pra sua torcida!

    • Essa rivalidade é universal, aqui ocorre o mesmo, talvez um pouco menos por causa da rivalidade dos clubes locais.

      Mas para vc ter uma ideia, o meu filho de 10 anos deixou de torcer para o São Paulo e hoje é fanático pelo Sport Recife, justamente pelo motivo que o seu Filho de 6 anos lhe questionou.

      Nossa torcida tende a encolher, mas para nossa sorte, os dois times que vem depois de nós, que são Vasco e Pepas não estão fazendo sua parte

  3. LG meu caro. Não sei se o problema é ele jogar em posição diferente da que deveria atuar em razão da origem. Vamos revirar o baú:
    Dario Pereyra, Capitão (o nosso Oliudi de 1998) e Ronaldão não eram zagueiros de origem. O Beletti não era lateral. Serginho Chulapa era ponta esquerda. O problema é que o RCaio joga em várias posições. E joga mal.
    Não é não? O Aguirre devia preservar o rapaz, que está em má “fase”…

  4. Antes a gente aguentava os zagueiros fracos como o Xandão, João Filipe, Lucão porque os nossos ataques eram eficientes e compensavam, hoje não dá para suportar as falhas do Rodrigo Caio um zagueiro medíocre que tem o mesmo nível de zagueiros encontrados no interior do Brasil, e com atacantes idosos ou fracos como a Diretoria remunerada do Tricolor.