Uma semana para se lembrar e esquecer!

124

Olá amigos, é impressionante como o próprio núcleo administrativo do SPFC, gosta de prejudicar o clube. Disse no último sábado que a apresentação no jogo daquele mesmo dia pelo Campeonato Paulista, seria fundamental para o Morumbi ter um bom público no jogo pela Libertadores, o time venceu, lutou e correu até o último minuto.

Mas para variar o clube teve problemas com o site responsável pelas vendas, o clube demorou em começar a vender os ingressos para o jogo, o mkt errou em não promover o jogo e o principal motivo, ninguém imaginava qual São Paulo entraria em campo.

Porém, no jogo tudo deu certo, o time venceu, convenceu e Calleri mostrou aos jogadores do elenco que fazer gol é obrigação, mesmo quando o jogo já esta 5 a 0 e faltando menos de cinco minutos para o encerramento do jogo.

Jonathan Calleri (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)
Jonathan Calleri (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

No lance do sexto gol, nada me tira da cabeça que se fosse o Kardec, o Rogério, ou qualquer outro atacante brasileiro do atual elenco, nenhum correria para aquela bola. Esse lance pode e deve servir para mudar a fase do atual elenco tricolor, espero que todos os jogadores tenham percebido que torcedor gosta de raça, de ver os jogadores serem seus representantes em campo e golear não é falta de respeito com o adversário, é respeito com o torcedor e demérito quem perde.

Já Michel Bastos pode ter selado a paz com a torcida, espero que ele não fale besteira quando se empolgar, pois saiu de campo todo humilde e após tomar banho, comemorar a vitória, saiu do vestiário falando demais, calma, respire e pare de dar entrevista sobre esse assunto.

O São Paulo venceu e fez uma bela partida, não estou dizendo do placar, que fique bem claro, estou falando daquela palavra que usei na coluna anterior, a atitude. Com ela e com jogadores que vivem momentos melhores como Kelvin e João Schimidt, o time ganhou mobilidade, evolução.

Agora resta saber se eles irão jogar assim em todas as partidas, me parece que a diretoria já negocia com três jogadores sul-americanos para julho, Calleri e Wilder devem deixar o time, o segundo por sinal, não disse a que venho, péssima indicação do “professor Osório”.

Patón na minha opinião deve permanecer até dezembro, a adaptação dele agora é total, já conhece o elenco, já sabe que time pequeno no Brasil encara e dificulta o grande e começa a cortar o cordão umbilical de atletas que não renderam ou que estão em baixa (Centurión e Mendes).

Para a próxima quarta-feira, o Morumbi deve estar lotado, eu faria um vídeo com o Lugano, para promover o jogo e chamar ainda mais o torcedor, ou como prefere o mkt são-paulino, o torcedor de sofá!

Que frase infeliz, como um clube que está buscando se reorganizar, chama o seu torcedor desse jeito?

O torcedor está no sofá por ineficácia do próprio SPFC que hoje parece ser tão amador quanto o Água Santa. Arrumem essa bagunça administrativa, montem um elenco que dê orgulho de se ver em campo, respeite o seu torcedor e pare de se auto-enganar São Paulo, infelizmente você é hoje a quarta força do futebol paulista, acorde e cresça novamente, pois o “torcedor de sofá”, ama esse clube e administraria o mesmo (em sua maioria), com uma qualidade bem superior do que vocês, os atuais “cardeais”.

Pitacos:

Nico Lopez: O atacante do Nacional do Uruguai seria uma contratação espetacular para substituir o Calleri, esse jogador na verdade pertence a Udinese da Itália, porém Internacional e Corinthians já estão de olho no jogador.

Eguren: Esse é outro que seria titular fácil, espero que o SPFC esteja monitorando esse bom volante que também joga no Nacional.

Nacional da Colômbia: Melhor campanha até o momento e jogando com velocidade e muita técnica. Se avançar as oitavas, o SPFC deve enfrentar essa equipe então, haja coração!

Torcida única: É uma palhaçada! Meu amigo, sou cidadão do bem, gostaria de dividir o estádio como antigamente, ir as arenas dos rivais e vibrar, torcer e empurrar o meu time. O governo do estado e seus promotores, preferem punir nós que compramos produtos oficiais, os pacotes de TV fechada, o sócio torcedor, do que punir a real causadora de tudo. As uniformizadas devem ser extintas, infelizmente a maioria que lá está, não é do bem, não liga para a vida do próximo, ama a facção que defende e mata usando o nome do clube para se justificar. Me desculpem quem é de organizada, já fui, parei de ser há anos por bem menos que essa guera civil atual e hoje, a uniformizada é um câncer para o futebol paulista.

Hudson x Mendes: Essa é a disputa por uma vaga no meio, hoje o Hudson está a frente, mas tecnicamente o Mendes é mais bola, a outra vaga é do Schimidt que parece melhor que os dois, é cria da casa e jovem.

Uma boa semana, que o Morumbi esteja lotado na próxima quarta-feira, que o time jogue e vença o River Plate e mais uma vez, obrigado por ler, comentar e classificar essa coluna!

Carlos Alves, 38 anos, jornalista,pai do Gabriel e pagodeiro/sambista.

Carlos Alves, 38 anos, jornalista, pai do Gabriel e pagodeiro/sambista. Escreve nesse espaço todos os sábados.

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

1 COMENTÁRIO

  1. Infelizmente, dificilmente o tricolor conseguirá competir financeiramente contra os cluber citados acima, na contratação de jogadores. Acho mais fácil conseguir fazer negócio com o pato do q esses jogadores do Nacional.
    O máximo q essa diretoria pífia conseguirá fazer é trocar o Centurión por outro meia-boca e rezar pra vingar.
    Ôôôô ano sofrido!!