SPFC 4.0 – Balanço Tricolor

243

Apesar de trabalhar na área financeira, não sou um especialista em ler balanços. E por isso, prefiro esperar os especialistas, perfil Finanças Tricolor e o repórter Rodrigo Capelo, analisarem e esmiuçarem a publicação para conseguir ter a total ciência do que está sendo exibido.

Como falei na minha primeira coluna, aceitei esse trabalho para possibilitar a publicação de ideias sobre a Revolução Industrial 4.0 que está acontecendo no mundo e como isso pode ser aproveitado pelo São Paulo Futebol Clube. Após ver as informações referente ao balanço, pude ver que o clube permanece baseado em uma economia tradicional, indo além, está totalmente defasada em seu modelo de gestão baseado na venda de jogadores. Pior, já temos três agremiações que romperam a barreira dessa gestão, gerando receitas de novas fontes. Enquanto isso, nós que sempre fomos o clube vanguardista, ficamos para trás e nos obrigando a vender a base como forma de receita. E como o Rodrigo Capelo explica muito bem em sua reportagem hoje na Época, é uma fonte de receita que pode ou não se concretizar, visto que o mercado pode entrar em crise como em 2008 ou então os jogadores tricolores não terem mercado no futebol internacional.

Imagina como seria se o nosso São Paulo pudesse investir dinheiro na SPFC TV fazendo com que todas as emissoras consumissem os vídeos que o clube disponibilizaria. Isso possibilitaria também um numero muito maior de conexões nas redes sociais e só através das publicações no YouTube esse modelo de transmissão já se pagaria. Agora pensamos em adicionar propagandas especificas para as redes sociais. Não seria mais uma fonte de renda? Hoje cada vez mais as empresas estão preferindo divulgar as marcas delas nesse tipo de conteúdo.

E o já bom perfil do SPFC no Instagram sendo utilizado para gerar conteúdo melhores ainda em parceria com a SPFC TV e também gerar maior números de curtidas e usuários conectados a essa rede social. Então o clube utiliza o Facebook junto com o Twitter para fazer a divulgação de todos esses conteúdos e interação com os seus seguidores, sendo que o Tricolor é o 3º em numero de seguidores juntando todas as redes sociais, ficando atrás dos clubes que tem mais torcida do que o nosso São Paulo.

Unindo todos os conteúdos divulgados no YouTube, Instagram, Facebook e Twitter, o clube criaria um e-commerce próprio onde venderia todos os seus diversos produtos que serão muito bem-criados pela Adidas. O Instagram já tem tecnologia para “linkar” os produtos divulgados nos seus vídeos com sites de vendas e o clube poderia oferecer o tempo todo os produtos tricolores que estão sendo utilizados pelos jogadores em treinos e jogos. E de acordo com muitas reportagens, o SPFC aumentaria os seus royalties do contrato com a nova fornecedora. Agora pensa em fazer a mesma situação no mundo inteiro através de conexões com pessoas de fora do Brasil e a Adidas já tem como entregar esses produtos lá fora, e acho que conseguiria entregar em qualquer lugar do mundo através da sua ótima logística.

O SPFC não precisa continuar vendendo jogadores da base para gerar receitas a fim de fechar as finanças. O clube precisa e deve ir atrás de novas receitas nesse mundo cada vez mais globalizado e conectado. A possibilidade de geração de negócios nas redes sociais é enorme! Estamos muito atrasados com grandes empresas que estão fazendo isso há muito tempo. É preciso sempre renovar! E insisto: O SPFC SEMPRE FEZ ISSO! E também não vejo motivos para que o clube faça igual a grandes empresas de tecnologia e passe a divulgar os seus balanços de forma trimestral.

Essa semana não poderia finalizar a minha coluna de outra forma que não fosse agradecendo a um grupo de WhatsApp chamado “ZFC- Zueira Futebol Clube”. Quando entrei nesse grupo, eu estava meio desconectado do São Paulo, por conta dos debates e zoeiras que ali acontecem, pude voltar a ler sobre o SPFC. Nesse grupo formamos uma grande família que idolatram o futebol e a zoeira, torcendo para agremiações diferentes e com isso sempre tirando sarro uns dos outros. Então de certa maneira, esse grupo me trouxe novamente para o São Paulo. Meus amigos do ZFC, muito obrigado por isso!! Vocês são fodas!!

SEMPRE: FORA LECO!!!!!

Um grande abraço e bom final de semana!

Vicente Bonna é analista de sistemas de formação e gerente de projetos de profissão. Viciado em tudo a que se refere ao São Paulo Futebol Clube e por isso gosta de falar sobre.

Contato: [email protected]
Twitter: @vicentebonna

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.