Terças Tricolores – A parada da Copa

809

Jogaremos hoje, contra o Vitória, nossa última partida antes da Copa do Mundo. A expectativa, claro, é a melhor possível. Para as duas coisas. O jogo de hoje é contra um Vitória que vem ao Morumbi com a zaga reserva (Aderllan não pode atuar e Kanu está suspenso) e temos que mostrar a força da nossa casa contra um time que, com todo respeito, é inferior. O campeão vence esse tipo de jogo, assim como venceu contra o Atlético Paranaense.

Se a vitória realmente vier, ficaremos em uma boa situação na tabela. E, a partir daí, o planejamento da intertemporada tem que começar a ser rigorosamente executado. O time perdeu Valdivia e Marcos Guilherme. Não eram atletas do São Paulo e foram parar na Arábia. Opiniões sobre o futebol dos dois de lado, precisamos de pontas.

Só temos o Everton e, particularmente, não confio em nenhum atleta da base para jogar do outro lado. A diretoria, por sua vez, deve perceber que o time não vai brigar para não cair e precisa investir ainda mais para que possamos consolidar a vaga na Libertadores e, quem sabe, com um trabalho competente e constante, brigar pelo caneco do Brasileirão.

É importante também fazer um trabalho físico intenso, durante a parada, para que todos os atletas do Tricolor voltem “voando”. Recuperar contusões também é primordial para a equipe.

De toda forma, pés no chão e fé no trabalho do Aguirre que, se não mostra um futebol de encher os olhos, começa a mostrar um futebol interessante de resultados. E, na nossa situação, é disso que precisamos. Jogo a jogo, ponto a ponto. Hoje os três pontos são FUNDAMENTAIS. Joguem com raça, dedicação e nos orgulhem.

É isso!

Abraços!

Comentários ou reclamações?

@Abroliveira ou [email protected]

Abrahão de Oliveira é jornalista, formado pela Universidade Metodista de São Paulo, dono da @spinfoco e são-paulino desde que se conhece por gente.