Memórias Tricolor – Roberto Gomes Pedrosa

345

Hoje a Coluna Memórias Tricolor conta a história de um ex-goleiro, dirigente, diretor e Presidente, nosso primeiro ex-jogador a ocupar altos postos no São Paulo Futebol Clube…

Resultado de imagem para roberto gomes pedrosaRoberto Gomes Pedrosa nasceu no Rio de Janeiro em 8 de julho de 1913, em 1930 começou sua carreira de goleiro no Botafogo e se consagrou no tricampeonato Carioca com as conquistas dos estaduais de 1932, 33 e 34. O time do Botafogo era uma equipe tão bem estruturada, um time tão bom que para a Copa do Mundo de 1934 o técnico Luiz Vinhaes convocou 8 jogadores do Botafogo, entre eles os goleiros Germano Sobrinho e Roberto Gomes Pedrosa.

Na Seleção Brasileira, Pedrosa como ficou conhecido, foi convocado 19 vezes, coincidentemente o mesmo número de jogos que disputou pela Seleção, conquistando 11 vitórias e 4 empates. Pedrosa foi o goleiro titular na única partida da Copa de 34, quando o Brasil perdeu por 3 a 1 da Espanha.

Em 1935, Pedrosa mudou para São Paulo deixando o Botafogo e indo jogar no Clube Atlético Estudantes de São Paulo. Em 1937, o Clube Atlético Estudantes se uniu ao Clube Atlético Paulista formando o Clube Atlético Estudante Paulista, clube que Pedrosa foi defender.

Em 16 de dezembro de 1935, antigos sócios do São Paulo da Floresta, descontentes com a extinção do Clube, resolveram reerguer o Tricolor, e o rico São Paulo de 1930, que encerrou em maio de 1935 deu lugar ao pobre São Paulo Futebol Clube que nos campeonatos de 36 e 37 foi mero figurante.

Em 1938 o Clube Atlético Estudante Paulista fez uma excursão ao Chile e Peru para jogar amistosos e partidas comemorativas, tudo foi organizado por um “empresário” que simplesmente sumiu no retorno da equipe ao Brasil e deixou o Atlético Estudante Paulista praticamente a beira da falência. No Campeonato Paulista de 1938, a equipe conseguiu fazer apenas o jogo de estreia, e os dirigentes sem qualquer alternativa fundiram o clube com o São Paulo Futebol Clube. Com a fusão, o São Paulo se fortaleceu e conseguiu sua melhor colocação até então no Campeonato Paulista ficando como vice-campeão.

Assim, em 12 de setembro de 1938, a partir desta fusão, o São Paulo ganhou um grande goleiro, pois Pedrosa foi defender as cores Tricolor. Era a época do futebol amador, e para jogar por um clube todos os jogadores precisavam ser sócios do clube, e assim não foi diferente com os jogadores do Clube Atlético Estudante Paulista que passaram a ser sócios do São Paulo Futebol Clube.

Roberto Gomes Pedrosa jogou até 1940, quando encerrou a carreira de goleiro. No mesmo ano foi eleito conselheiro do São Paulo, e no ano seguinte nomeado diretor do Departamento de Futebol. Pelo seu amor e dedicação ao Clube, em 1942 recebeu o título de sócio benemérito.

Em 1943, Pedrosa foi indicado para ser diretor do departamento técnico da Federação Paulista de Futebol (FPF), ocupando os cargos de secretário-geral e posteriormente membro do Conselho Regional de Desportos. Sua dedicação ao futebol paulista e a FPF foi tão grande que pouco tempo depois, em 1947 foi eleito Presidente, sendo reeleito por duas vezes e ocupou o cargo até 1954.

De 12 de fevereiro a 14 de dezembro Roberto Gomes Pedrosa foi Presidente do São Paulo Futebol Clube, sua curta gestão deixou grandes marcas no Clube e contribuiu para o crescimento Tricolor.

Roberto Gomes Pedrosa também foi vereador de São Paulo, exercendo apenas uma legislatura. Sua grande paixão sempre foi o futebol, e sua enorme dedicação ao São Paulo e a FPF foram reconhecidas quando da criação do Torneio que recebeu seu nome disputado entre 1967 e 1970, sendo o embrião do Campeonato Brasileiro. O Torneio ficou conhecido como Taça Roberto Gomes Pedrosa ou Robertão, e foi organizado pelas Federações Paulista e Carioca, mas contava com equipes de outros estados

Em 6 janeiro de 1954, aos 40 anos Roberto Gomes Pedrosa faleceu, sendo encontrado pela empregada que cuidava de seu residência na Santa Cecília (bairro de São Paulo) somente no dia seguinte. O Jornal Folha da Manhã noticiou à época que Pedrosa sofreu um mal súbito e queda no banheiro de seu apartamento, mas conseguiu levantar e foi até sua cama, onde foi encontrado no dia seguinte. Submetido à autópsia foi constatado morte por intoxicação.

Um fato curioso sobre Roberto Gomes Pedrosa, era contado pelos mais antigos dirigentes e torcedores, o ex-goleiro jamais recebeu qualquer valor dos Clubes que defendeu, sempre assinava seus contratos em branco, tamanho amor ao futebol e principalmente aos Clubes que defendeu, incluindo o São Paulo.

Por toda sua vida, amor e dedicação, ao São Paulo Futebol Clube, a praça que fica em frente ao Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi, recebeu seu nome e assim o endereço do Morumbi é Praça Roberto Gomes Pedrosa nº 1, Morumbi, São Paulo – Capital.

Gustavo Flemming, 40 anos de amor ao SPFC, é empresário no segmento de pesquisa de mercado e consultoria em marketing.

Contato: [email protected]

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição dos proprietários da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.