Além das 4 linhas – Diniz e Sampaoli

1465

Os treinadores do SPFC e do Santos não sabem se estarão em seus empregos em 2020, cada um por seu motivo diferente. Diniz não tem prazo de validade em seu contrato e o time não decola como imaginado por alguns. Eu jamais imaginei que Diniz faria alguma coisa de útil, já que nunca fez.  Sampaoli tem contrato para todo 2020 mas não tem bom relacionamento com o presidente e a saída anunciada do Autuori pesa muito para sua despedida.

Na realidade pesa muito para Sampaoli, segundo ele mesmo declarou,  a falta de um projeto vencedor. O treinador declarou que o clube não pensa em reforços e que sem reforços 2020 não será um ano de conquistas e isso é enganar a torcida. Sampaoli não precisa mais de qualquer emprego para pagar suas contas, ele precisa de desafios e o Santos acaba de deixar claro que desafio em 2020 não haverá, o clube cumprirá tabela, ou seja, não jogará para título e não tem estrutura para cair. Isso para um treinador deste porte é o pior cenário. Já do lado do SPFC as coisas são um pouco diferentes. Diniz não tem currículo vencedor ou de respeito e qualquer festa lhe diverte, ainda mais num clube deste tamanho e prestígio.  No atual cenário o clube também jogará para cumprir tabela em 2020 e isso já deve estar contaminando as cabeças dos jogadores mais rodados do elenco, que não suportam só competir, eles querem vencer, isso é o que coloca tempero na vida dos grandes.

Seria muito bom se as cadeiras se invertessem para os treinadores, mas a pergunta que fica é: O SPFC tem projeto vencedor para 2020? Nesta semana notícias dão conta da saída de Antony, Liziero, Walce e Arboleda. O Clube precisa de R$ 80 milhões. Um treinador de ponta, vitorioso e que por isso recebe muitas propostas, quer escutar o clube primeiro e aceita o emprego com planos ambiciosos. Deixando a emoção de lado, podemos apostar num 2020 vitorioso para o SPFC? Apostar acho temerário. Pode conquistar uma taça sem muita relevância do tipo paulista ou sulamericana? Depende. Como favorito não é possível imaginar, mesmo nestes campeonatos menores. Qual a razão? Em minha modesta opinião de torcedor as razões são muitas: Treinador fraco, presidente fraco e elenco desmotivado e sempre desfalcado ou em má fase. Os casos de Hernanes, Pato e Pablo são emblemáticos no SPFC 2019 que cria uma imagem ruim para 2020. Estes 3 jogadores foram contratados como solução e viraram problema. Somando a Rojas e Everton temos um ótimo ataque no papel, péssimo no campo e de muito trabalho no departamento médico. Que clube tem no elenco 5 jogadores com este nível teórico para formar um ataque?

Sendo assim, eu não consigo imaginar um 2020 diferente de 2019, ou seja, time brigando pelo paulista, brigando por vaga na libertadores e terminando o ano provavelmente sem taça nenhuma. Já tinha sido assim 2018. Este é o nível atual do SPFC, não nos enganemos como disse claramente Sampaoli.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes