Além das 4 linhas – Ataque

335

Começo falando do segundo jogo do ano, quando as peças com notas mais baixas nas avaliações foram os jogadores de ataque juntamente com  o Hernanes. Helinho, Pablo, Vitor e Hernanes, bem marcados, nada ou quase nada produziram no primeiro clássico do ano. Será uma repetição do ano passado? Eu espero que seja apenas reflexo das férias.

O SPFC  não teve dois bons jogadores deste setor  no domingo, Antony e Igor. O que preocupa é a possível saída do Antony, o jogador agudo do ataque, aquele que vai para cima e pode desequilibrar. Todo bom time tem o famoso ponta, que é a função ou quase a função do nosso garoto de Cotia. O Vitor é mais meia que Antony. O Everton faz a função, mas nunca marca gols. O Pato pode fazer, mas ainda não está bem e parece que o Diniz não o quer jogando pelos  lados.  No jogo de ontem a noite em Araraquara foi Pablo quem jogos mais tempo pelos lados, foi bem, mas eu prefiro um jogador de velocidade.

Por outro lado, temos que relevar um pouco, já que é início de temporada, o  adversário de domingo passado já disputou mais partidas neste ano, o gramado estava seco e o clima estava quente demais. Mas as avaliações baixas dos jogadores do ataque preocupam.  A defesa continua sendo nosso ponto forte e parece que Tchê Tchê e Daniel Alves estão se entendendo no meio de campo.   

A boa notícia do terceiro jogo do ano foi a boa atuação do Hernanes e do Pato. Eu sempre escrevo aqui que o profeta é importante por muitas razões, mas a que mais gosto é que o cara é artilheiro. A partida contra a Ferroviária pode animar nosso velho conhecido. Outro ponto importante é que o goleiro Saulo foi o melhor em campo, salvando vários gols do tricolor. É inegável que o time começou melhor o ano de 2020. Todos os analistas especializados dizem isso. O quanto isso será o suficiente para uma taça ainda é cedo para dizer, mas a permanência ou não do Antony tem parte importante nesta questão.

Falando da saída ou não do Antony, o Flamengo vem adotando uma política interessante em relação aos garotos: Eles vendem bem todos os destaques e logo em seguida compram algum bom jogador do Brasil ou do Exterior. Digamos que o tricolor pegue R$ 80 milhões pelo Antony e invista R$ 30 milhões em algum bom jogador. Isso  pode ser interessante. Um fato é  inegável: O time vai precisar de um jogador de velocidade na frente para suprir a venda do Antony se isso de fato ocorrer. Everton pode ser este cara? Eu acho o Everton mais um meia e a molecada suplente ainda não está pronta, ou seja, Brenner, Toró e Helinho ainda precisam comer muito arroz com feijão.  Sobre Rojas só Deus sabe.

Mas estamos aí em mais um início de ano onde espero que não tenhamos os mesmos 4 treinadores do ano passado ou os 3 que tivemos em 2018. A figura do treinador é muito importante e a história recente nos mostra que trocar nem sempre é bom.  O que aconteceu com o time do flamengo com a saída do Abel e a chegada do Jesus é coisa para se pensar.

Eu continuo achando que para voltar a ser o clube gigante que sempre foi o SPFC vai  precisar trocar o presidente. São muitas coisas erradas nos últimos anos e o maior responsável é o Leco.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes