Além das 4 linhas – Novos tempos

182

Vem aí o paulista e depois o brasileiro de 2020, este com término programado para fevereiro de 2021. O atual paulista terminará em 08 de agosto segundo informações. Com o fim do BR lá em fevereiro apenas, será que teremos grandes e boas novidades no nosso calendário?  Será que o BR21 terá início só em agosto do ano que vem? Penso que temos uma oportunidade para unificar o calendário mundial do futebol neste momento de pandemia.

Se o BR20 acabar em fevereiro de 21, teremos férias e pré-temporada em seguida? O que poderia muito bem vir a acontecer é o paulista já começar na sequencia e terminar em junho, sendo disputado  junto com a primeira fase da Libertadores 2021 em algum momento do primeiro semestre. Em junho poderia haver férias. Em Julho a pré-temporada e em agosto o início do BR e a volta da libertadores. Ficaria legal em minha opinião.  O que você acha?

O que vejo é que o calendário mundial é pensado desta forma e o nosso não é assim, isso não pode mais ser desta forma. Alterando algumas coisas começaríamos por eliminar jogos nacionais em data FIFA, coisa que hoje prejudica os melhores times. Para isso acontecer, seria preciso dar uma enxugada no paulista e talvez na copa do Brasil. Para o paulista faz um tempo que penso em jogos para os 4 grandes apenas nas quartas de finais, semi finais e finais. Para isso basta o campeonato começar  só com os pequenos até encontrarem os 4 melhores desta fase. Estes 4 se juntariam aos 4 grandes e em jogos de ida e volta disputariam até a final. Seriam 6 datas sempre aos sábados e domingos. Penso ser muito interessante.

O que também estamos vendo acontecer são alterações nas transmissões dos jogos pelas TVs. Já existem jogos no Brasil sendo transmitidos por canais do YouTube. São ainda experiências que trarão grandes novidades em breve podem apostar. A plataforma digital via internet é o caminho, disso já não restam dúvidas aos mais entendidos. Pela plataforma digital podemos comprar os jogos diretamente dos clubes, que teriam, ou não, parceiros para a transmissão. Tem gente que imagina uma receita menor aos clubes, eu penso que pode até aumentar de acordo com o número de torcedores ligados em cada partida. O fato é que desta forma poderíamos ver a todas as partidas e até aos treinos e demais atividades no canal SPFC do YouTube. Eu acho fantástico. Fazendo conta de padaria, para dizer aqui uma gíria comum, se o clube jogar 6 vezes por mês e cada partida custar R$ 10,00 ao torcedor, quanto poderia arrecadar o clube? Quantos são paulinos existem no Brasil? Se 1 milhão de tricolores ligarem seus celulares, TVs ou computadores para verem cada partida, o clube arrecadará R$ 10 milhões em cada partida.  Seriam R$ 60 milhões a cada mês. Será que seria esta quantidade de torcedores mesmo a ver cada partida? Só especialistas no assunto podem responder. Imaginemos que pelas plataformas digitais a pessoa pode ver o jogo de onde estiver o que faz aumentar a audiência e no exemplo de R$ 10,00 não fica pesado.

Eu penso que esta ideia daria cada vez mais certo na medida da organização do clube e do calendário do futebol brasileiro e sul americano. Bons jogos possuem mais torcida acompanhando de alguma forma. Bons times fazem a mesma coisa. Jogos que valem alguma coisa chamam mais atenção. O Brasil precisa observar o que vem fazendo a Europa e tentar fazer igual ou melhor para tentarmos diminuir a enorme diferença financeira.

Precisamos ver o SPFC crescer como escrevi nas duas últimas colunas que postei aqui neste espaço. O crescer hoje não é mais como era antigamente. Hoje o futebol é caro e complexo demais para amadores, é preciso repensar e colocar em prática novas organizações nos clubes, que deveriam ser empresas,  e nas federações, ou nas ligas criadas pelos clubes, como fizeram os clubes europeus.

Novos tempos pedem um novo SPFC!

Salve o tricolor paulista, coclube da fé.

Carlito Sampaio Góes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

19 − dezesseis =