Além das 4 linhas – Era sempre campeão!

171

Na segunda feira acordei com aquela música que cantávamos nos estádios: “Eu sou são paulo de coração, torço para um time que é sempre campeão”. Confesso que torcer para o SPFC sempre foi sinônimo de torcer para um clube bem administrado e que graças a isso sempre beliscava uma taça. Lembrei dos anos 1989, 1990, 1991, 1992, 1993 e 1994. Vários títulos e vários vices.  Estava sempre chegando.

Trabalhos bem feitos sempre acabam dando frutos. Se estudarmos, sempre iremos bem na prova. O clube deixou de ser assim. A semente estava sempre sendo plantada e irremediavelmente a gente via uma taça e logo depois uma taça maior, uma taça mais pesada sendo conquistada. Ganhava um paulista, o trabalho tinha continuidade e acabava sendo aprimorado e vinha um brasileiro ou pelo menos outro paulista. O que precisa ser feito de forma urgente é uma análise profunda do departamento de futebol por quem conhece do negócio. Muricy declarou recentemente que se gasta muito sem saber montar um bom elenco. Também nunca vimos o clube ser campeão de coisa boa sem ter um bom e vitorioso treinador.

Esta análise do departamento de futebol precisa ser realizada urgentemente. Aliás, quanto antes Leco sair melhor para o clube. Se pudesse renunciar e as eleições serem antecipadas seria o ideal. Dos 7 anos sem título, 5 são com o Leco na presidência. Ficou claro para todos que este cara nada entende de futebol. Um trabalho bem feito pode levar alguns anos até mostrar um bom resultado, já que sempre haverá mais de um clube realizando bons trabalhos. Isso aconteceu com o Liverpool, que levou 9 anos para ser campeão Inglês após ter seu controle passado  para as mãos de uma grande empresa. Na verdade o clube ficou 30 anos sem o Inglês, sendo 21 anos antes desta empresa assumir a administração do clube Inglês. Uma empresa também assumiu o Red Bull da Alemanha e levou anos para conseguir chegar às semifinais da liga dos campeões. Aqui no Brasil o Flamengo tem um trabalho de alguns anos, o Grêmio também, o Athlético do PR idem, o Palmeiras segue com a Crefisa dando as cartas e o Atlético de MG vinha tentando, talvez tenha conseguido acertar para este ano de 2020. O SPFC, caso se arrume, não vai chegar e já conquistar, não é assim tão fácil. Em termos de América do Sul o River Plate faz anos que tem uma continuidade de trabalho e o Boca Juniors é sempre forte.

O que acontecia com nosso  SPFC é que sempre o clube tinha boa administração e bastava vir uma um pouco mais competente para taças serem conquistadas. Agora não, agora estamos do outro lado. Será preciso recuperar o clube internamente para depois conquistar taças. Teremos um bom trabalho na administração a partir de 2021? Ninguém sabe.

Eu confesso que tenho imensa dificuldade em torcer para um clube que não pode ser campeão do BR20 e da Libertadores 2020. Participar de um campeonato sem chances de o vencer nunca foi a realidade tricolor. O que acontecia era ter mais ou ter menos chances de vencer. No BR1977 o tricolor tinha menos chances de vencer, mas tinha no banco o melhor treinador do país  e no campo alguns dos melhores jogadores, principalmente Waldir, Chicão, Serginho e Zé Sérgio. Então, a realidade era vencer ou quase vencer. Por isso o clube continua a ser o clube que mais conquistou pontos na história do campeonato brasileiro. Isso vale para antes ou depois da era dos pontos corridos. Por isso nunca caiu para a segunda divisão, pois sempre manteve uma boa estrutura. Isso mudou e acaba com meu “tesão” por futebol.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

dezessete − um =