Além das 4 linhas – A melhor defesa

842

Antes da pandemia o SPFC tinha a defesa menos vazada do Brasil e agora o time tem uma defesa que está sendo vazada com certa facilidade. É incrível isso estar acontecendo, mas a realidade está na cara. Olhando com mais cuidado observamos que além da falta de melhor forma física, alguns jogadores foram trocados no sistema defensivo todo.

Nós são paulinos comemorávamos o Arboleda tirar todas as bolas que vinham pelo alto. Mas não era só isso, o Juanfran fazia uma função importante na defesa, apesar de pouco apoio ao ataque. Ele virava zagueiro as vezes, e funcionava como terceiro zagueiro.  Os dois foram sacados do time. Esta é a diferença para o sistema defensivo anterior? Ainda tem mais uma mudança: O Luan entrou na frente da zaga para reforçar o setor.  No Paulista, jogavam Juanfran, Arboleda, Bruno e Reinaldo. Tchê Tchê, Daniel e Igor. Antony, Pato e Vitor. Eu escrevia que não gostava muito de não ter um volante marcador. Mas mesmo assim o time sofria bem menos do que hoje.  Parece que a troca de peças, obrigatória ou não em função da pandemia, não funcionou.

Ao contrário do que aconteceu na defesa, a troca de peças no ataque deu total resultado por enquanto. Um time que não fazia gol agora faz. O detalhe aqui é que Igor Gomes e Daniel Alves, jogadores muito importantes para o ataque funcionar, ainda não rendem o que rendiam antes da pandemia, e jogavam muita bola. É muito importante observarmos o que aconteceu nos dois setores. Nós sabemos que o treinador não é grande coisa, mas que tudo mudou com a pandemia também é uma verdade difícil de ser resolvida por enquanto.

Falando em treinador, interessante notar que no BR 19 o campeão e o vice foram treinadores de fora e que agora o primeiro colocado, o segundo e o terceiro são estrangeiros. Faz alguns anos li o ótimo livro do Maurício Noriega onde ele enumera os 11 melhores treinadores da história do futebol brasileiro. Eu acho a lista muito fraca, a começar por Zagalo e Parreira, caras que pouco venceram em clubes. Desconheço libertadores destes dois por exemplo.  Aqui no Brasil fizemos muitos craques do campo, Zagalo foi um. Mas pouco fizemos fora de campo. A grande imprensa pouco fala disso talvez para não criar caso com os “colegas”. Mas a verdade é clara e talvez agora comece a ser falada por estar escancarada.

Hoje temos o Rogério Ceni surgindo com destaque. De fato já ganhou tudo o que o Fortaleza pode ganhar, ou seja, um brasileiro, o possível, o da série B, dois estaduais e a copa do nordeste. O clube não pode, com a estrutura financeira atual, almejar mais nada. Eu penso que chegou a hora do treinador deixar o clube atual e começar um novo trabalho num clube onde haja boas condições. O SPFC é o caminho natural? Pode ser. Parece que os dois candidatos a novo presidente farão convites a RC e Muricy, dois caras que poderiam ajudar muito. Acho até que Muricy é mais certo conseguir ajudar. Tenho medo da pressão atrapalhar o início de carreira do treinador RC no SPFC mais uma vez. Mas melhor que Diniz o cara é, pois venceu 4 campeonatos e o Diniz nenhum.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

seis − 2 =