Além das 4 linhas – Copa do Brasil

335

Eu sonhava ver um SPFC jogando a bola do Paulista ontem a noite contra o Vasco no Morumbi. Quase vi por poucos minutos no início, quando o time criou algumas boas chances e fez um belo gol, mas logo o futebol caiu muito e até o perigo do empate o time sofreu.

Eu noto claramente em cada jogador a queda de rendimento, pois a memória trás automaticamente o que cada jogador produziu recentemente. Isso é preocupante pois logo o clube terá compromissos mais difíceis contra times da primeira divisão dentro da copa do brasil, se passar pelo Vasco, e na libertadores, onde o compromisso é pesado. Será que o ano será mesmo o título do paulista e mais nada? É uma evolução em relação ao que estávamos vendo até 2020? Sim, é uma boa evolução. Hoje o elenco tem realmente boas peças e o futebol do paulista foi consistente, tanto que venceu um dos melhores do momento de forma incontestável. Nada a reclamar.  

Mas como torcedores e seres humanos, queremos sempre mais, isso é da natureza. No futebol tem o ingrediente emocional que conta muito, mas nunca devemos esquecer o racional no bolso. Parar para pensar e analisar friamente é sempre bom na vida. Digo isso porque faz alguns dias um velho amigo disse que sempre precisamos acreditar e torcer. Eu já pensei muito nesta afirmação do Binho e sei que a diversidade é a marca da vida. Faz uns anos que mudei e passei a esperar coisas de onde elas podem vir e se vierem de onde não espero, agradeço a surpresa que a vida trouxe.

Publicidade

Com base neste raciocínio exposto, fico preocupado com o que vi ontem a noite no Morumbi contra o fraco Vasco da Gama. Sempre ouvimos que os times possuem planejamento em todas as áreas, até na preparação física e técnica, onde os atletas são treinados de forma a alcançar o  auge numa determinada época do ano ou da temporada. Bom, o auge até agora foi no paulista. Eu não sou preparador e pergunto: É possível ter outro auge dentro deste ano ainda? Isto que estamos vendo é uma caída para depois subir? Isso pode ser programado?

Tudo isso é importante levando em conta que outros times mais qualificados do que o Vasco fizeram uma outra programação e planejaram o auge de agora em diante, e é justamente no agora em diante que vamos enfrenta-los, numa copa ou noutra. Essas paradas por contusão como tiveram Daniel Alves, Miranda, Luan, Liziero, Benitez, Rigoni e Luciano conta como descanso e depois a preparação consegue levar cada jogador a um novo auge? E o Arboleda agora?

Sem querer, minha cabeça acaba pensando nisso tudo, e como vejo o futebol um esporte cada vez mais intenso e exigindo da parte física nada menos do que 100% de cada jogador, e se não estiver 100% o jogo se complica, começo a duvidar das chances tricolores contra os times qualificados, que se planejaram para cada jogador importante, com algumas exceções, estarem 100% nas fases finais da copa do brasil e da libertadores. O SPFC se planejou para estar 100% no paulista, pois precisava sair da fila.

Será que é isso? A aposta foi que neste ano o time ganharia o título regional e recomeçaria do zero novamente? O elenco seria refeito parcialmente. Comissão técnica refeita. Finanças refeita. Patrocinador reconquistado. Bom, muito trabalho ainda deve ser feito e sabemos disso, a coisa só começou. Mas como somos seres humanos, queremos sempre mais.

Salve o tricolor paulista, o clube da  fé.

Carlito Sampaio Góes