Além das 4 linhas – Libertadores

742

Ao não escalar o Benitez, Crespo nos surpreendeu na formação do time para o jogo desta última terça feira. Como o treinador declarou que a opção foi tática, fiquei pensando na estratégia para o segundo jogo e a razão de não ter jogado “completo” no primeiro. A opção foi amarrar o jogo e decidir depois? Sem torcida o estádio adversário muda muito. Aliás, no paulista o mesmo adversário fez isso quando jogou em casa o primeiro jogo da final.

Agora vem o segundo jogo e com ele a pergunta: Teremos time completo? Se Luciano, Eder e Marquinhos puderem jogar muda tudo, pois as bolas lançadas pelo Benitez podem decidir o jogo. Eu prefiro o Reinaldo na esquerda. Daniel estará mais descansado. Espero que o Crespo poupe pelo menos Rigoni, Miranda, Arboleda, Luan e Benitez do jogo de sábado frente ao Grêmio. Meu raciocínio continua sendo que o SPFC pode jogar de igual contra qualquer adversário brasileiro, desde que tenha todo o elenco a disposição. Como na terça não havia 3 peças importantes do ataque, a coisa se complicou em minha opinião. Sem contar que a saída do Arboleda também mudou o modo de jogo e comportamento do Daniel, um jogador fundamental em qualquer time do mundo.

Eu penso que ficar alimentando assunto Daniel Alves é coisa de quem não é tricolor, da cabeça e do coração. Deixa o assunto para quem sabe resolver, e no  clube tem bastante gente, a começar pelo Muricy. Meu papel é torcer. Dentro de campo Daniel continua sendo o melhor jogador brasileiro da posição e o SPFC não pode e não deve abrir mão disso. A mesma coisa digo desta questão do Benitez não ter jogado. Isso deixo para quem sabe, eu só torço. Não vamos criar problemas.

Publicidade

Uma matéria do globo esporte trás os números de partidas que cada jogador disputou neste ano, e a princípio não é assustadora. Digo a princípio, pois nem sempre basta saber se o cara jogou ou não. Muitas vezes é também importante saber se teve férias, pois quem não joga também treina, e os treinos são fortes. Sinceramente acho que é preciso cuidado ao analisar o que se passa no clube dentro da privacidade administrativa. Sabemos que o maior problema do SPFC foi sua gestão. Se é isso, natural pensar que o clube esteja defasado em muitas áreas. Mas vamos deixar a verdade aparecer e não vamos alimentar fofocas que só  tumultuam. Como quem escreve matéria jornalística nem sempre é são paulino, eu imagino que o objetivo seja mesmo causar problemas.  Outra coisa importante neste momento de decisão é manter o foco no que importa e deixar a razão funcionar. A emoção deixa para a hora do jogo, e mesmo assim, sendo administrada pela razão, por isso a cabeça está acima do coração, para mostrar quem manda.

Eu particularmente estou bem satisfeito com o que vejo acontecer em tão pouco tempo, afinal a gestão atual assumiu o clube no campeonato paulista. Chegou já resolvendo um monte de coisas, até escalando o Daniel na ala, onde ele é o melhor. Além de trazer um meia, coisa que não havia. Trouxe o melhor zagueiro do brasil. Um ótimo atacante argentino para jogar pelos lados do campo também veio. Um bom treinador. A lista já é grande.

O ano está do jeito que eu sonhava. Como sou ser humano, quero sempre mais, mas sei pensar e sei a hora e o jeito das coisas acontecerem. Vamos aguardar, pois a paciência tudo alcança.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé no bom trabalho, que ajuda a resolver muita coisa.

Carlito Sampaio Góes