Além das 4 linhas – Rogério Ceni

255

Analisemos com isenção a partida de ontem no Chile e veremos que Rogério Ceni está certo em suas decisões dentro deste SPFC: Na primeira linha de 4 defensores, os dois laterais titulares vão melhor na defesa e não deixam de ajudar na frente. Rafinha ajuda até na armação. Reinaldo deixa avenidas atrás, Welington acaba dando mais segurança. A dupla de zaga reserva é boa, assim como Diego e Arboleda, penso que se equivalem. O primeiro volante Pablo ou outro qualquer disponível no momento, como Andrés, se equivalem. Eu prefiro Luan, pela segurança que dá à defesa, mas este ainda se recupera. Na linha de 3, onde atuam os todo campistas, a diferença entre o time que jogou no chile e o time que joga o brasileiro é grande. Igor Gomes, Nestor e Alisson dão outro poder na defesa, no meio e no ataque do que deram ontem Gabriel, Rigoni e Patrick. Lembrando que Sara e Nikão estão contundidos. Na frente, Marquinhos e Luciano não possuem nem de longe a força que possuem Calleri e Eder.

Esta é a minha avaliação do atual time do SPFC, um time mediano e condizente com o poder do cofre tricolor. Eu gostaria que o time titular fosse quase todo ele reserva. O time reserva gostaria que quase todo ele não estivesse no SPFC. Mas hoje isso é impossível, pois quebraram o clube. Aliás, o goleiro titular também deveria ser reserva de um goleiro de alto nível como manda a tradição do clube.

Em minha modesta opinião de torcedor até o treinador poderia ser outro, mas repito, o clube não tem poderia financeiro nem para montar um time que um treinador top gostaria de ter para trabalhar no Morumbi. 

Publicidade

Hoje o SPFC tem a segunda melhor colocação geral na única taça que pode ganhar neste ano de 2022, e estou torcendo pela conquista da melhor campanha, e que nas próximas fases o time mais forte jogue a Sula. Quem sabe os caras do planejamento pensaram que nesta primeira fase da Sula o time mais fraco poderia dar conta, e tem dado, e que para começar o BR22 o time melhor precisava começar jogando para ganhar a maior quantidade de pontos possível?

Bom, esta fase termina no Morumbi no dia 25 de maio, e a responsabilidade agora, para mim,  é realmente conquistar a primeira colocação geral e desfrutar do benefício de decidir em casa até a semifinal, pois a final será em Brasília em jogo único, uma coisa que não gosto. Será que vão jogar as duas próximas partidas da Sula no Morumbi com time reforçado? Tomara!

Um ponto importante já citado e que repito é que Sara e Nikão fazem falta, assim como Luan. O André Anderson também, que chegou e ainda procura a melhor forma, mas tem potencial. Estas 4 peças fariam os times A e B ficarem mais fortes, principalmente o Sara, que vinha muito bem. Sem falar do fim do futebol do Rigoni, que veio, jogou bem 3 meses e agora faz 12 meses que nada faz. No jogo do Chile ficou claro que hoje o Toró é melhor do que ele, o que é um absurdo, já que o Argentino tem salário altíssimo para o padrão tricolor, assim como o Volpi.

Eu não tenho tanto conhecimento de futebol, não estou dentro do clube, mas Volpi e Rigoni deveriam deixar o clube agora na janela de meio de ano. Um clube mexicano e um argentino poderiam aparecer, assim como um milagre, e os levar. A folha de pagamento agradeceria e o desempenho esportivo nada sentiria.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes