Além das 4 linhas – A realidade

145

A notícia da semana é a queda de rendimento do time tricolor em decorrência do aumento das contusões, o que causou uma séria limitação no rodízio que RC gosta de fazer, além de prejuízo técnico ao time. O principal problema está no meio de campo, onde Luan, Colorado, Talles, Sara, Alisson e Nikão estão lesionados. Mas tem o Arboleda contundido seriamente, o que faz a defesa não ter reserva, além dos moleques de Cotia, para o sistema com 3 zagueiros. É gente demais. Tirando Talles, os demais jogadores estram em todas as partidas praticamente. Uma pena, o que se materializa em mais um ano complicado possivelmente.

Por outro lado, o clube busca alguns reforços para a zaga, meio e ataque, além da chegada do Marcos Guilherme, que fez bom papel quando esteve no SPFC, sem ser jogador de destaque. Na realidade o clube busca apenas reforços de segunda linha, não busca jogadores caros. Isso é muito importante sabermos para não cobrarmos demais nesta fase de reconstrução do clube. A torcida vem apoiando, numa clara demonstração de que entende e aceita a realidade.

Infelizmente no momento não há outro caminho que não coloque ainda mais em perigo as finanças do clube. A expressão montar time competitivo não quer dizer montar time para ser campeão. Pode acontecer surpresa? Até pode, mas não nos campeonatos onde os mais fortes estão. A possibilidade mora na Sula em minha opinião, onde os adversários possuem o mesmo tamanho do nosso querido SPFC atual. Mas tem as contusões…

Publicidade

Assim como estamos vendo movimentação para a chegada de reforços, espero ver também movimentação para dispensar jogadores que deveriam respirar novos ares, sendo o principal nome o do Rigoni. Mas a depender dos reforços, mais alguns jogadores deverão sair em breve.

Quanto ao RC, eu acho o nome ideal para treinar o SPFC neste momento de extrema dificuldade financeira. Eu estou no time do Luis Fabiano, que disse que RC é o nome ideal. Quem mais motivaria jogadores? Quem mais motivaria a torcida? Quem mais saberia conviver com tamanhas dificuldades internas? Quando o clube voltar ao seu normal, se voltar, aí poderemos discutir se RC é o treinador ideal. Quem sabe ele evolui junto com o clube?

Falando em voltar ao normal, é interessante pensar em como conquistar títulos de novo aqui na América do Sul, já que o nível dos clubes top vem subindo. Hoje os salários dos atletas são astronômicos, esta é a verdade. Todo bom jogador ganha R$ 1 milhão por mês. Um jogador daqueles que desequilibra já sobe pelo menos 50%. Isso é para mostrar o longo caminho que tem o tricolor caso queira e possa voltar a ocupar o topo da pirâmide do futebol.

Pelo menos uma coisa boa aconteceu, fiquei satisfeito com o rendimento do Gabriel nas últimas partidas, o uruguaio subiu de produção e arrumou dor de cabeça para o clube.  Nós tricolores gostamos dos uruguaios e sempre torcemos por eles.

A última das corriqueiras más notícias vindas do atual SPFC é entrar na justiça contra o Dr Turíbio, um dos mentores do nosso REFFIS. O profissional disse que a reformulação do departamento não estava andando conforme noticiado pelo clube. Eu volto sempre a dizer o mesmo: Como clube que tem um departamento de futebol nós jamais veremos o nosso SPFC voltar a ser SPFC. No mundo atual são as empresas de futebol que crescem, coisa que os “políticos” do clube não querem ver, qual será a razão? A mesma dos políticos de Brasília?

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes

22 COMENTÁRIOS