Além das 4 linhas – Evolução

230

O SPFC vem de partidas importantes contra adversários da parte de cima das tabelas das competições, são os casos de Atlético mineiro, Palmeiras, Fluminense e Internacional. Em todas estas partidas o time recebeu elogios. Mesmo tendo inúmeros problemas dentro do elenco, com muitas ausências, o time teve bom comportamento em campo. Isso é uma demonstração de que o treinador está conseguindo passar sua mensagem ao elenco, ou seja, ele tem mensagem para passar, sabe treinar, e os jogadores corresponderam.

Vejo o RC como bom treinador que faz mais um bom trabalho. Vai ganhar título neste ano? Pode ganhar sim, pois o time demonstra crescimento. Se a comissão técnica conseguir colocar em campo nas partidas decisivas os melhores jogadores, o time promete ser adversário duro. Claro que Arboleda e Luan não jogarão mais neste ano, mas digo Reinaldo, Alisson, Miranda e o Colorado. Na partida contra o Internacional foram inúmeros desfalques, até o goleiro Jandrei fez falta, pois o reserva atual estreou com nervosismo e falhas. Vamos ver o que RC vai fazer com o gol, lugar conhecido por ele na defesa e no ataque.

Muito importante foi a volta do bom futebol e os gols do Luciano, este cara faz a diferença em campo pelo tricolor, tanto no futebol como na raça. O ataque está formado e pelo visto com Nikão como boa opção, já que jogou muito bem na frente contra o Inter. O meio de campo formado por 3 jogadores tem em Gabriel, Nestor e Gomes seus titulares, mas Colorado, Alisson, Nikão, Patrick, Pablo Maia e Talles possuem bom futebol e são boas opções.  Aliás, Patrick, Nikão e Alisson também podem jogar na frente, além do recém-chegado Marcos Guilherme. Na lateral esquerda a ausência do Reinaldo é problema, pois sem rodízio logo será  Wellington o problema. A zaga passou apertos contra o Inter, sem Miranda, Leo e Diego, estava dando nervoso, já que Luizão e Beraldo não passaram segurança sem um experiente por perto. Precisa ao menos de mais um para suprir o Arboleda, infelizmente.

Publicidade

Mas, apesar de tudo, o SPFC voltou a ser elogiado e isso importa. Nosso treinador faz sempre questão de dizer, não será de uma hora para outra que seremos o velho e bom SPFC, mas o time mostrará evolução. Isso vem acontecendo. Com a volta do público, vendas de jogadores e alguns prêmios, o clube terá recursos financeiros para melhorar a qualidade do elenco. Junto disso a nossa comissão técnica vem dispensando os jogadores que desagradam. Lembro sempre que futebol não é como as empresas normais que trabalhamos, já que os funcionários que não possuem bom desempenho não podem ser dispensados, possuem contrato. Por isso o trabalho é sempre de médio e longo prazo, pois o treinador não consegue contratar e dispensar o que precisa no momento em que chega.

Com tudo isso na cabeça, estou otimista com o ano de 2023 e satisfeito com o que vejo em 22. Espero que na janela atual o clube consiga reforços para a zaga, meio de campo e ataque, onde podem sair Eder, Toró e Rigoni. Com um time um pouco mais forte as chances na Sula crescem. Na copa do Brasil o objetivo é passar de fase, pelo dinheiro do prêmio e bilheteria, e depois ver o que consegue na semifinal. No brasileiro o objetivo é alcançar a Libertadores. Eu imagino mais gente chegando e saindo na janela de janeiro e na outra de julho se o time estiver na liberta 23. Lucas Moura é uma boa possibilidade.

Salve o tricolor paulista, o clube da fé.

Carlito Sampaio Góes