Além das 4 linhas – Miranda

242

Eu sou apenas um torcedor, mas Miranda está bem demais, fazendo até seus companheiros jogarem melhor, como sempre fez. Na partida em BH no domingo que passou a dupla de zaga foi muito bem, Luizão deu show, Miranda voltou a jogar em alto nível. Desde que nosso velho zagueiro assumiu a posição de titular o tenho visto praticamente impecável, sempre de terno em campo, uma classe só. Tomara que a diretoria pense muito bem numa renovação para 2023 com o zagueiro que joga de terno.

Nesta quinta feira teremos um super jogo na casa do maior adversário que o SPFC tem no momento dentro da américa do sul, trata-se de um time que se conhece muito bem e de um treinador que conhece seu elenco e este sabe o que o treinador quer. Uma parada dura para o nosso tricolor, que a cada mês mostra evolução. Como torcedor estou satisfeito com o que vejo, principalmente em relação aos garotos de Cotia. Quando um time é bem treinado, logo encontra uma maneira de jogar e isso vai ficando claro a todos do elenco, e é isso o que vem acontecendo, cada jogador que entra sabe o que fazer e se sente seguro, por isso joga bem, como ocorreu com Luizão, Moreira e Rodriguinho.

O time terá o retorno de gente importante para esta partida pela copa do Brasil, além de uma quase volta de Colorado e Nikão, jogadores importantes para o rodízio. A contusão do Reinaldo nos deixa apreensivos, pois mostra que muita coisa pode acontecer dentro deste calendário maluco que temos no Brasil, com muitos jogos desnecessários, como 90% do nosso famoso paulistão, que poderia se resumir, aos 4 grandes e mais 4 do interior, em quartas de finais, semifinais e finais, ou seja, em 6 datas conheceríamos o campeão. Alguém sabe quantas vezes um clube do interior conquistou esta taça? Eu só lembro do São Caetano do Muricy, do Bragantino do Luxemburgo e da Inter de Limeira do Pepe. Nem os clubes de Campinas ganharam o paulista, e olha que Ponte Preta, Guarani e Portuguesa foram importantes, com o Guarani ganhando um brasileiro sobre o Palmeiras e perdendo uma final para o SPFC.

Publicidade

O que não posso aceitar é a febre de querer mudar treinador a cada desclassificação ou derrota importante sem julgar o trabalho e o momento do clube. RC faz bom trabalho com o que tem em mãos, isso é aceito como verdade por uma imensa maioria e aceito como mentira por quem é imediatista, modo de ver o mundo que nunca conquista as melhores coisas. Tudo ou praticamente tudo nesta vida é fruto de trabalho duro, planejamento e tempo.

O SPFC contratou Marcos Guilherme para ser seu homem de velocidade no ataque, o que por si só já demonstra a fragilidade financeira do clube, pois MG foi dispensado do Santos e do Inter praticamente. Nossos principais concorrentes estão contratando gente pesada.

E o patrão renovou até dezembro de 2023! Gostei muito de saber que o SPFC terá o mesmo treinador por duas temporadas inteiras. Isso é coisa de empresa séria. Ponto para esta diretoria sem dúvida alguma. RC tem que evoluir? Sim, e muito. Mas quem não tem? Ele é um jovem treinador. Como escrevi outro dia, nesta altura da carreira mestre Telê ainda era chamado de pé frio e ninguém o queria. Quando o SPFC o contratou no início dos anos 1990 teve gente tirando onda do nosso mais querido. Gostei da renovação em primeiro lugar pela questão da evolução profissional, que tenho certeza RC terá, por ser muito estudioso e trabalhador. Em segundo lugar a evolução do clube, que aos poucos vai poder melhorar a qualidade do elenco e isso ajudará muito o trabalho do treinador. Em terceiro lugar, quem mais poderia ser o treinador do SPFC? Com as finanças em frangalhos poucos topariam a bucha e a pressão. Vamos em frente!

Salve o tricolor paulista, o clube da fé no trabalho.

Carlito Sampaio Góes