LG em Foco – O Castigo

Salve nação tricolor, gostaria de começar nossa coluna hoje falando um pouco a respeito de umas das mais importantes leis que regem o Universo, a bem conhecida Lei de causa e efeito.

Ao estudar sobre essa lei, passamos a ter a convicção de que nada passa despercebido no universo em que vivemos, entendemos assim que para tudo o que passamos existe uma causa anterior, e que no final de tudo colhemos apenas aquilo que plantamos.

Sendo assim podemos falar que o Cueva colheu exatamente o que plantou, o vexame que a seleção do Peru passou na Copa passa diretamente pelos seus pés displicentes e irresponsáveis, inclusive na cobrança de pênalti que poderia ter dado alguma tranquilidade ao elenco para a segunda partida.

Sabemos que para chegar a perfeição é necessário treinar bastante, e assim fizeram todos os jogadores que estão na COPA (salvas exceções por lesões e suspensões), usaram o primeiro semestre nos seus respectivo clubes  para chegarem voando para disputar o Mundial.

Mas o que fez o Peruano mimadinho? A resposta é simples, fez justamente o contrário, fez o possível para não atuar, e quando atuava andava em campo, forçou sua saída do clube e por fim pediu para se apresentar bem antes a seleção peruana, usando como desculpa a sua mulher gestante.

E como jogar um bolão contra grandes  jogadores do futebol mundial, assim da noite para o dia, meio que de repente, sem ritmo nenhum, praticamente como se ainda estivesse em pré-temporada? Praticamente Impossível, assim posso dizer  que o Cueva acabou com a seleção do Peru.

Espero que o São Paulo o venda para algum time da Sibéria ou Finlândia, um cara desse nível merece passar frio e ver seu futebol encolher ainda mais. Não fará falta, não deixará saudade, rapidamente será esquecido, não precisamos de chinelinho e com o Nenê mostramos que a Cueva dependência era ilusória.

Adeus pipoqueiro, que isso te sirva de lição, não se cospe no prato em que se comeu, a Copa que poderia te consagrar foi justa aor mostrar para o mundo que bela porcaria de jogador você é. A Copa é para grandes jogadores, e não estou falando de altura, nesse ponto basta lembrar do Romário, estou falando de comprometimento e caráter.

Até nunca mais se Deus quiser.

Fora Cueva e Leco.

Devolvam ao Gigante o seu status de gigante.

Luis Gustavo, mais conhecido como LG, é são-paulino desde 1990 e frequentador da SPNet desde 2001

E-mail: [email protected]

 

ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

Facebook Comments

6 COMENTÁRIOS

  1. Oi LG. Desta vez estamos de pleno acordo. Qualquer profissional tem de ser sério e comprometido. Talento não é mérito, mas mera sorte. Mérito é se dedicar, se esforçar, dar o seu melhor. Jogadores como Cristiano Ronaldo, Ronaldo Fenômeno, dentre outros, uniram as duas características. Cueva, assim como um certo jogador do Brasil, tem talento (muito até, talvez), mas
    Para por aí. Não é sério e tampouco tem capacidade de passar a sê-lo.
    E quanto a um propalado “revanchismo”… que papinho, han?! Gente merda se ferrar é consequência que sempre deveria ocorrer. Chato é ver tanta gente porcaria se dando bem, ainda…

  2. Olha quem apareceu, e justamente na minha coluna, me sinto lisonjeado.

    Velame, ainda bem que minha coluna é a cara do Brasil do revanchismo exagerado, pensei que você ia falar que minha coluna era a cara do Brasil da ideologia de gênero e da legalização do aborto do PT e PSOL