LG em Foco – O Velho Opala

320

Salve companheiros de sofrimento.

Mais um jogo para ser esquecido, até quando veremos nosso São Paulo nesse marasmo?

Sabe aquela criança que aos 10 anos quando via um Opala passando em sua frente ficava com os olhos cheios de lágrimas e um sorriso no rosto? Que escutava o ronco forte do motor, e se via dirigindo aquele carrão confortável e bonito?

Essa criança foi perseverante e lutou contra todas as adversidades da vida e quando completou 40 anos finalmente adquiriu seu tão sonhado Opala e tentou aos trancos e barrancos fazer dele um carro moderno, instalou ar condicionado, colocou um som, películas nos vidros, rodas de liga leve e etc, mas por mais que ele investisse no carro não conseguia competir com os carros automáticos e bem mais modernos da atualidade. Ele deveria ter entendido que agora o Opala é um carro de colecionador, uma bela obra de museu que até pode rodar por aí, mas como um hobby, e não como um carro do dia-a-dia.

Chevrolet Opala – Wikipédia, a enciclopédia livre

Pois é, essa é a nossa realidade, contratamos um Opala que já foi um carrão para comandar o nosso meio de campo quando precisávamos de um carro importado moderno. Achávamos que estávamos contratando o Daniel Alves do Barcelona e da seleção brasileira, mas não, contratamos mais um ex-jogador em atividade ganhando milhões para chutar a bola na lua.

No jogo contra o Grêmio, ele conseguiu errar tudo, mas o fraco e medroso do Diniz não teve peito para tirar o dono do time do jogo, preferiu mais uma vez sacrificar os moleques de Cotia. Até quando vamos permitir que o São Paulo tenha dono?

Já chega desse tipo de contratação, sempre vendemos boas revelações para contratar medalhão milionário e já cansado, chega de Hernanes, Daniel Alves, Juanfran, Pato(que já vazou) e Pablo, chega de jogar no lixo tantos milhões.

Lá se foi Antony, Luiz Araújo, David Neres dentre tantos outros que estão brilhando lá fora enquanto nós vamos babando em cima de atletas sem mercado apenas por causa de currículo, são recebidos com festa, muita pompa e depois ficam apenas tocando Tantã praticamente debochando da nossa cara.

Espero que tenham aprendido e não aceitem Lucas Moura, Calleri, ou qualquer outro de volta quando estiverem em fim de carreira, com aquela conversa mole de que tem muita lenha pra queimar.

O São Paulo é maior que isso, que Tantaniel Alves seja colocado no seu devido lugar e se achar ruim que siga a máxima de que a porta da rua é a serventia da casa.

Chega 2022 e não chega dezembro para nos livrarmos de uma vez dessa diretoria nefasta e todos os seus frutos podres.

 “Quer torcer pra carro velho amor, que venha…”

Obs: Diniz, essa saída burra insistente na defesa é a sua perdição, nunca vai ser respeitado e jamais conseguirá um Raí que vai lhe dar um emprego em outro time grande. Aproveite enquanto o Destruidor do Clube do Morumbi ainda comanda nosso futebol e passa a mão nos seus vexames.  Treinador Medíocre.

Devolvam ao Gigante o seu status de Gigante

Luis Gustavo, mais conhecido como LG, é são-paulino desde 1990 e frequentador da SPNet desde 2001. Escreve nesse espaço sempre às segundas-feiras.

E-mail: [email protected]


ATENÇÃO: O conteúdo dessa coluna é de total responsabilidade de seu autor, sendo que as opiniões expressadas não representam necessariamente a posição da SPNet ou de sua equipe de colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor entre com seu comentário!
Entre seu nome aqui

15 − 11 =