Osorio escala “Ganso como Valdivia”, troca lateral por atacante e vence; veja

79

GloboEsporte.com

Juliano Costa

Ousadia tática do treinador colombiano é premiada com vitória em Porto Alegre, e São Paulo segue na cola do Flamengo por uma vaga no G-4.

Torcedor, quantas vezes você viu o treinador do seu time tirar um atacante para colocar um volante na tentativa de segurar uma vitória fora de casa? Muitas, não? Mas Juan Carlos Osorio não é como a maioria. Quando o São Paulo vencia o Grêmio por 1 a 0 em Porto Alegre, o colombiano colocou Rogério no lugar de Carlinhos, um lateral que jogava no meio-campo.

A ideia era ter o time armado em uma figura de um losango, com Paulo Henrique jogando como o Valdivia para o Chile, tendo dois atacantes abertos ao lado
Osorio, sobre a formação inicial

Para os mais cautelosos, loucura. Para os que gostam de um time ofensivo, satisfação pura. O fato é que, com a alteração, o Tricolor paulista ganhou velocidade para explorar os contragolpes, diante de um Grêmio que se lançou todo ao ataque. Deu certo. O São Paulo criou mais oportunidades do que o rival (15 contra 12) e chegou ao segundo gol com o próprio Rogério. O time gaúcho descontou no fim, com Everton.

Publicidade

Interessante notar que, ao longo do jogo, Osorio usou três formações táticas diferentes. O colombiano contou que, no início da partida, tinha um meio-campo em formação de losango, inspirado na seleção chilena, com Ganso fazendo a função de um velho conhecido da torcida paulista:

– A ideia era ter o time armado em uma figura de um losango, com Paulo Henrique jogando como o Valdivia para o Chile, tendo dois atacantes abertos ao lado – disse o treinador, lembrando que o time chileno joga sem um centroavante fixo, com Sánchez e Vargas abertos (Pinilla fica como opção no banco).

Osorio disse que a formação inicial do São Paulo tinha um losango no meio-campo (Foto: GloboEsporte.com)Osorio disse que a formação inicial do São Paulo tinha um losango no meio-campo, com Ganso como Valdivia

O São Paulo foi melhor do que o Grêmio na maior parte do primeiro tempo e abriu o placar num lance de contra-ataque, com Pato. Com Rodrigo Caio de volta da seleção olímpica, a defesa se mostrou mais segura, e Renan Ribeiro só se viu cara a cara com um gremista em uma oportunidade – com Fernandinho, logo após o gol de Pato.

No gol de Pato, Ganso arma o contra-ataque, com participação de Thiago Mendes e Carlinhos (Foto: reprodução)No gol de Pato, Ganso arma o contra-ataque, com participação de Thiago Mendes e Carlinhos (Foto: reprodução)

O golpe de mestre de Osorio veio no segundo tempo, quando Roger mandou o Grêmio todo ao ataque – o time gaúcho terminou o jogo com quatro atacantes (Luan, Pedro Rocha, Everton e Bobô). O colombiano poderia recuar seu time ou se armar para tentar explorar os espaços abertos pelos gremistas. Optou pela segunda alternativa e não se arrependeu.

Aos 15 minutos da etapa final, Osorio colocou Rogério na vaga de Carlinhos, recuando Michel Bastos para a segunda linha. Ganso, como um “falso 9”, armava os contra-ataques para Rogério e Pato, abertos pela direita e pela esquerda, respectivamente.

Rogério entrou aberto pela direita, e Michel Bastos passou a jogar na segunda linha (Foto: GloboEsporte.com)Rogério entrou aberto pela direita, e Michel Bastos passou a jogar na segunda linha

Pouco tempo depois, Osorio colocou Wesley na vaga de Breno, que vinha de lesão. Wesley entrou com fôlego para marcar na defesa e subir ao ataque, mas acabou vacilando nas finalizações.

Formação final do São Paulo na vitória sobre o Grêmio (Foto: GloboEsporte.com)Formação final do São Paulo na vitória sobre o Grêmio

Com a vitória, o Tricolor chegou a 41 pontos, empatado com o Flamengo, mas atrás no número de vitórias (13 contra 12). O próximo jogo será contra a Chapecoense, quinta-feira, no Morumbi.

Veja abaixo como o São Paulo ganhou do Grêmio:

quanta classe

Alexandre Pato começou o jogo mostrando toda a sua habilidade, com um drible de peito.

marcando em cima

Osorio colocou seus jogadores para marcar sob pressão, sufocando a saída de bola do Grêmio. Num desses lances, Thiago Mendes tomou a bola e passou por Erazo, que, por muito pouco, não fez pênalti no jogador são-paulino…

de falta

Pato quase abriu o placar na sequência, numa bela cobrança de falta.

caneta

Deixando claro que ninguém se intimidaria com o estádio lotado, Bruno aplicou bela caneta em Douglas.

gol de contra-ataque

Aos 34, cobrança de falta para o Grêmio e… gol do São Paulo! Douglas mandou na barreira, e o time paulista partiu no contra-ataque. A bola passou por Ganso, Thiago Mendes e Carlinhos até chegar a Alexandre Pato, que aplicou belo corte antes de mandar para a rede. Golaço!

quase o empate

No minuto seguinte, o Grêmio quase empatou, com Fernandinho pintando na cara de Renan Ribeiro, sozinho. O goleiro do time paulista saiu bem do gol e ficou com a bola.

que trombada

Após cruzamento na área, Renan Ribeiro trombou com Lucão e ficou no chão, precisando de atendimento médico.

pressão

O segundo tempo começou com o Grêmio pressionando. Aos 5, Galhardo passou para Luan finalizar da meia-lua da área. O chute saiu fraco, e Renan segurou no canto esquerdo.

no escanteio…

Dois minutos depois, o São Paulo quase fez o segundo gol, com Carlinhos desviando de cabeça o escanteio da direita. A bola saiu por cima.

pênalti?

Aos 11, Fernandinho se enroscou com Matheus Reis e caiu na área pedindo pênalti. O árbitro Sandro Meira Ricci nada marcou.

fominha

Num dos muitos contra-ataques que o Grêmio cedeu para o São Paulo, Carlinhos tinha a oportunidade de passar para Pato, livre, mas arriscou o chute e errou…

ousadia e alegria

Rogério entrou aberto pela direita, e Michel Bastos passou a jogar na segunda linha (Foto: GloboEsporte.com)Rogério entrou aberto pela direita, e Michel Bastos passou a jogar na segunda linha (Foto: GloboEsporte.com)

Se você é técnico de um time que está vencendo o Grêmio em Porto Alegre, que tipo de alteração tática você faria? Juan Carlos Osorio resolveu colocar um atacante (Rogério) no lugar de um lateral que jogava como meia (Carlinhos), recuando Michel Bastos para a segunda linha e mantendo o 4-3-3, aos 15 minutos do segundo tempo. A ideia era ter mais velocidade nos contra-ataques.

isolou

O São Paulo criou várias oportunidades para matar o jogo. Numa delas, Michel Bastos rolou para Wesley na área, mas o volante mandou por cima.

outro pênalti?

A torcida do Grêmio voltou a reclamar a não marcação de um pênalti aos 33, quando Everton se enrolou com Lucão e caiu na área. Ricci nada marcou.

A essa altura, o São Paulo já tinha uma formação mais cautelosa:

Formação final do São Paulo na vitória sobre o Grêmio (Foto: GloboEsporte.com)Formação final do São Paulo na vitória sobre o Grêmio

golaço sem querer

Já nos acréscimos, Rogério partiu em disparada no contra-ataque, cortou para o meio, contou com a sorte na tentativa frustrada de desarme de Galhardo e marcou o segundo gol são-paulino.

gol do Grêmio

No minuto seguinte, gol do Grêmio. Renan Ribeiro errou a reposição de bola, que sobrou para Pedro Rocha cruzar da direita. Bobô furou, mas Everton pegou a sobra e marcou.

Juan Carlos Osorio São Paulo (Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FC)Juan Carlos Osorio, durante o jogo do São Paulo na Arena Grêmio (Foto: Rubens Chiri / site oficial do São Paulo FC)