Osório vê Pato “no nível dos melhores do mundo” e pede atacante na seleção

39

UOL

A vitória do São Paulo sobre o Grêmio neste domingo em Porto Alegre, pelo placar de 2 a 1, foi inaugurada com um gol de Alexandre Pato. Além de ter balançado as redes, o atacante agradou o técnico Juan Carlos Osório pela movimentação em campo durante os 90 minutos. Ao final da partida, o treinador não economizou nos elogios ao atleta.

“Na minha opinião, na posição em que atua, como um ponta destro jogando pela esquerda, ele está no nível dos melhores do mundo”, afirmou Osório, em entrevista coletiva após a partida. “Sua técnica, velocidade e condução de bola em velocidade são muito boas. Hoje, correu e ajudou a recuperar a bola. Ele tem melhorado como jogador de time e acredito que merecia estar na seleção”, completou.

Publicidade

Não é a primeira vez que Osório escancara a sua admiração pelo atacante são-paulino. Após a goleada por 4 a 0 sobre o Vasco em julho, o treinador chegou a dizer o seguinte sobre Pato: “Eu o compararia a muitos jogadores da Europa, como Robben, pelo lado direito do Bayern, ou Ribery e Di Maria.”

O próprio jogador concorda que tem merecido uma nova oportunidade na seleção brasileira. “Tem a convocação quinta-feira agora, e acho que tenho futebol para estar lá. Não vejo ninguém melhor do que eu, Eu posso estar ali, ajudar, tanto de falso 9, como aberto pela direita ou pela esquerda, mas isso fica a cargo do Dunga”, declarou o atleta à TV Bandeirantes, na saída de campo.

Com o gol marcado em Porto Alegre, Pato chega a nove no Campeonato Brasileiro e se iguala a Jadson, do Corinthians, na lista de artilheiros. Ambos dividem a terceira posição, atrás de Lucas Pratto, que tem 10, e Ricardo Oliveira, que soma 16.

Os elogios de Osório não ficaram restritos apenas a ele. O treinador aprovou a atuação da equipe como um todo diante do Grêmio, sobretudo pela postura ofensiva. “Ganhamos um jogo com dois atacantes fixos e três chegando na área. Acredito que tivemos a velocidade como principal característica física, e o time se mostrou técnico. Creio que o nosso plano foi bom, mas o mais importante foi a execução. Então todo o crédito vai para os atletas”, disse.