Ceni terá jogo de despedida no São Paulo, mas calendário apertado deixa data incerta

52

ESPN.com.br

Patrick Mesquita e Rafael Valente,

Gazeta Press

Rogério Ceni durante treino pelo São Paulo
Rogério Ceni durante treino pelo São Paulo: últimos dias como jogador profissional

A diretoria do São Paulo já definiu como será a despedida de Rogério Ceni, 42, que vai se aposentar ao final da temporada: um evento, com homenagens ao goleiro, seguido por um jogo festivo no Morumbi, na capital paulista, após o Campeonato Brasileiro.

O clube, no entanto, não definiu a data para a festividade e o empecilho é justamente o calendário apertado.

O Brasileiro termina em 6 de dezembro, data na qual está programado o jogo contra o Goiás, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Uma semana depois, nos dias 12 e 13 de dezembro, o goleiro participará de ação promocional do programa sócio-torcedor do São Paulo, no qual jogará com torcedores.

Já no dia 16 de dezembro Rogério Ceni tem uma viagem marcada para os Estados Unidos com a família, onde, inclusive, deve passar as festas de fim de ano.

Assim, as datas que o goleiro teria disponibilidade para o evento são entre os dias 7 e 11 e 14 e 15 de dezembro. Até por isso pessoas próximas a Ceni disseram à reportagem que o mais provável é que o jogo de despedida seja transferido para janeiro.

A diretoria do São Paulo faz mistério sobre a programação, mas afirma que o evento será realizado neste ano.

“Não finalizamos toda a organização do jogo de despedida. Ainda faltam alguns detalhes, mas programamos todo o evento para acontecer após o Campeonato Brasileiro”, disse Vinícius Pinotti, diretor de marketing do São Paulo, por telefone, ao ESPN.com.br.

O São Paulo ainda tenta negociar os direitos de transmissão da partida de despedida de Rogério e também busca patrocinadores para o evento. Esses dois pontos também tem impossibilidado a divulgação da programação.

Embora o clube não confirme oficialmente, a Under Armour deve entregar ao goleiro uma camisa comemorativa para a partida de despedida. Pessoas ligadas ao goleiro e ao clube disseram à reportagem que o assunto é tratado com grande sigilo.

Novela

A programação para a despedida de Rogério Ceni virou uma novela no São Paulo e não é de hoje. Nas duas últimas temporadas o clube planejou algo, mas desistiu porque o goleiro decidiu não se aposentar e prorrogar a carreira por mais um ano.

Dessa vez, os problemas na diretoria tricolor, com a renúncia de Carlos Miguel Aidar da presidência, deixaram o tema da despedida em segundo plano. Ao assumir interinamente o clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, notou a falha e disse que corrigiria.

Eleito presidente no último dia 27, Leco tem dado prioridade ao tema, algo que chama de “agenda positiva” do São Paulo. Desde então o departamento de marketing trabalha para finalizar a programação, que pode ser apresentada na próxima semana.